Mulher de 87 anos muda sua postura e sua vida graças à ioga

16 de dezembro de 2016
A ioga é uma disciplina milenar que cuida tanto do corpo quanto da mente, e que pode chegar a mudar nossas vidas se for praticada de forma adequada.

Durante anos nos fizeram pensar que a idade representa um obstáculo para aprender coisas novas e praticar certas disciplinas, como a ioga, por exemplo.

No entanto, pessoas sem limites e com desejos de melhorar sua qualidade de vida demonstram que qualquer idade é boa para lutar para se sentir melhor. 

O caso mais recente aconteceu com uma idosa de 87 anos. Ela, apesar de sofrer de algumas doenças crônicas, tomou a decisão de aprender ioga como terapia.

Sua história rodou o mundo e confirmou tanto os benefícios desta disciplina quanto a capacidade dos idosos para se exercitar.

A história…

ioga-idosos

Anna Pesce, a protagonista desta história, começou a mudar seu estilo de vida aos 86 anos. Ela fez isso porque buscava um método eficaz contra a cifose grave que a acometia.

Esta condição deixava sua coluna curvada todo o tempo e, pouco a pouco, formou-se uma corcunda acompanhada de dor.

A doença, que apareceu como resultado de uma combinação de escoliose, osteoporose e hérnia de disco, limitava seu movimento e a fazia se sentir mais cansada.

E, mesmo sofrendo com o problema há algumas décadas, Anna não deixou de buscar um método para se sobrepor aos sintomas sem afetar sua qualidade de vida.

Desde que foi diagnosticada pela primeira vez, Anna foi submetida a terapias como a acupuntura, exercícios com fisioterapeutas e osteopatia.

Apesar das terapias reduzirem a dor, não eram suficientes para que Anna voltasse a se sentir plena e saudável.

A mudança

Tudo mudou quando ela tomou a decisão de dar uma segunda oportunidade às aulas de ioga.

Leia também: Como ajudar um idoso a superar uma doença

Anna Pesce praticando ioga

Apesar de alguns considerarem uma prática inadequada para sua idade, a professora Rachel Jesien, especialista em ioga para recuperação, a motivou e iniciou suas aulas uma vez por semana.

Anna pôde sentir pouco a pouco uma melhoria ao caminhar e, como se fosse pouco, em questão de um mês voltou a dar passos sem sentir dificuldades.

Em dois meses suas dores começaram a desaparecer e, então, após um ano, ela decidiu praticar ioga todos os dias.

Com seus 87 anos, Anna já não tem a coluna encurvada, recuperou a mobilidade de uma forma considerada por muitos “milagrosa”, e, além disso, tem mais vitalidade do que nunca. 

Anna Pesce e sua professora praticando ioga

Com sua recuperação, Anna busca passar uma mensagem esperançosa para todos:

Nunca é tarde para começar a fazer coisas que mudem nossa vida.

Além disso, seu caso deixou claro que as pessoas são diferentes. Por isso, você deve estar disposto a encontrar o melhor tratamento para o seu caso diante de suas doenças.

Existem várias terapias e remédios que, em certos casos, fazem bem para alguns, só que não são bons para outros.

Dessa forma, se experimentarmos e analisarmos profundamente as nossas necessidades, podemos encontrar formas adequadas para nos mantermos saudáveis por anos.

Leia também: Exercícios para corrigir a postura

Sobre a ioga…

Mulher praticando ioga

Mais do que prática ou exercício, a ioga é considerada um estilo de vida saudável que cura, cuida e, ao mesmo tempo, fortalece tanto o corpo quanto a mente.

Praticada na Índia há centenas de anos, se transformou em uma das disciplinas de condicionamento físico e espiritual mais populares de todos os tempos.

Mesmo que no hinduísmo a ioga faça parte da tradição religiosa, espiritual e cultural, o sistema já ultrapassou fronteiras. Ou seja, acabou se transformando em uma terapia para a saúde.

Cada sessão pode durar entre uma hora e uma hora e meia, mesmo que alguns a pratiquem durante menos tempo.

As posturas costumam vir acompanhadas de exercícios de respiração, assim como diferentes graus de dificuldade.

A maioria das aulas se inicia com um breve alongamento chamado “saudação ao sol”, que começa do pé e pouco a pouco desce para aquecer os músculos e as articulações.

A sessão termina com um relaxamento que dura entre 10-15 minutos, que pretende proporcionar calma ao corpo e à mente.

A ioga pode ser praticada em um centro especializado ou de condicionamento físico. Os principiantes devem estar supervisionados por um especialista, já que uma má postura pode conduzir a lesões.

Depois de dominar as posturas e aprender as técnicas corretas, cada um pode praticar a ioga de forma individual, não importando o lugar onde se encontra.

E, então, animado para incorporar esta disciplina em sua vida?