Meu namorado é uma pessoa imatura

· 5 de janeiro de 2019
Bem seja por aspectos da criação ou outros relacionados com seu entorno, seu namorado pode ser uma pessoa imatura. Você o ama? Pode ajudá-lo a crescer. Ele te ama? Evite toxicidades em sua vida e continue.

Se você considera que seu namorado é uma pessoa imatura, este artigo é para você. Começar um vínculo amoroso é, talvez, um dos acontecimentos mais importantes em nossa vida.

Infelizmente, como no resto das relações, os fatores que podem ameaçar a relação não são poucos.

Geralmente, temos altas expectativas quando começamos a nos vincular sentimentalmente com alguém.

Isso faz com que quando nos damos conta de que estamos na presença de uma pessoa imatura, nos enchamos de desilusão. Cedo ou tarde, chegam as reprovações, pensamentos negativos e a desesperança.

O fato de não ter o que se esperava também pode levar uma mulher a se sentir culpada, deprimida e frustrada. Sentirá que o tipo de relação que tem vai contra seu projeto de vida próprio, o que aumentará seu desespero ao não saber que medidas tomar.

Por que meu namorado é uma pessoa imatura?

Garota se perguntando porque o namorado é imaturo

Se você está pensando que seu namorado é uma pessoa imatura, deve saber que a maioria dos homens que resistem a crescer têm a base de seu problema no tipo de criação que receberam em casa.

Muitas pessoas que mantêm uma personalidade imatura quando adultas foram criadas em ambientes superprotetores.

Seus progenitores lhes fizeram entender que sua vontade deve ser cumprida “só porque sim” e que precisam fazer pouco esforço para alcançarem seus objetivos.

É provável que ainda quando adultos continuem contando com o reforço dessa personalidade por algum de seus pais.

Por isso que, além de um namorado com um problema de imaturidade, também pode ser que tenha que suportar o apoio de sua mãe. Esta, longe de ajudar a fortalecer o relacionamento de vocês, pode tomar partido contra o que piorará a situação.

Quando crianças não podemos fazer nada para mudar o que nossos pais nos fazer crer. Entretanto, depois de adultos, devemos assumir as consequências de nossa personalidade.

No entanto, não acredite que seu namorado está submetido a sua criança interior: é um adulto que, de forma deliberada, age sem considerar o que os outros podem sentir, ou o que você sente.

Leia este artigo: 6 hábitos para alcançar a maturidade emocional

Sinais

Na grande maioria dos casos, a maturidade não tem a ver com a idade da pessoa, mas sim com a sua capacidade de entender, analisar e ver os problemas e as situações. Um jovem de 19 anos pode ser muito mais maduro do que um adulto de 30.

Como identificar que seu namorado é uma pessoa imatura? Aqui algumas características:

  • Tem uma personalidade egocêntrica e orgulhosa.
  • Custa muito pra ele admitir seus erros e pedir desculpas.
  • Mostra uma grande dependência econômica e emocional de sua família, especialmente de seus pais. Inclusive, pode acudi a eles com birras diante de qualquer problema contigo.
  • Faz você se sentir culpada pelos problemas e, em boa parte das ocasiões, recorre à manipulação.
  • É possessivo e ciumento.
  • Usa chantagens quando você enxerga a possibilidade de uma separação.

Veja também: Como reagir depois de uma discussão com o meu namorado?

O que fazer?

O que fazer se meu namorado é imaturo?

Ainda que a sociedade atual tenha se transformado em um ambiente perfeito para a geração de homens infantis, não tem porque suportar essa situação. Fazer isso significaria perder um precioso tempo que poderia investir em outra pessoa.

Além disso, uma relação deste tipo termina sendo tóxica e pode danificar sua autoestima. O que podemos fazer nestes casos?

  • Não se deixe prender pelo sentimento de culpa e nem se responsabilize pelos seus atos.
  • Converse sobre o tema com um amigo de confiança, se desafogando e peça orientação.
  • Tome um tempo para discutir a situação com seu namorado de forma serena e com palavras delicadas, entretanto acertadas.
  • Se uma com seu namorado a um grupo de casais que os permita encontrar orientação para crescerem juntos.

Se você decidiu que o relacionamento vale a pena, tenha paciência. Ninguém muda de um dia para o outro. Crie um ambiente que propicie seu crescimento emocional, mas sem pressões.

Entretanto, se o que capta é que a mudança é possível, evite sofrimento. Procure um tempo para você e reorganize a sua vida.

O amor é de grande utilidade para que uma pessoa imatura consiga superar este problema. Você pode conseguir isso com carinho e, principalmente, com uma efetiva comunicação.

Finalmente, muitas vezes chegamos a uma pessoa para ajudá-la, mas se no caminho descobrimos que, longe de ajuda-la, estamos nos machucando, o melhor é dizer adeus.

  • Oliva Delgado, A. (2006). Relaciones familiares y desarrollo adolescente. Anuario de Psicologia.
  • Rodrigo, M. J., Máiquez, M. L., García, M., Mendoza, R., Rubio, A., Martínez, A., & Martín, J. C. (2004). Relaciones padres-hijos y estilos de vida en la adolescencia. Psicothema. https://doi.org/10.1007/BF00004768
  • Diz, J. L. I. (2013). Cambios en adolecentes aspectos Físicos , Psicológicos. Pediatría Integral.
  • Cecilia, G., López, H., Cristina, M., & Vesga, G. (2009). Interacción familiar y desarrollo emocional en niños y niñas *. Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, Niñez y Juventud. https://doi.org/10.1111/ajsp.12099