Meninges: o que são e para que servem?

As meninges atuam como um filtro físico, absorvendo choques, mas também como proteção contra agentes químicos. A seguir, explicaremos em detalhes quais são suas funções.

Última atualização: 10 Novembro, 2020

As meninges são uma parte fundamental do nosso sistema nervoso central. Elas são um conjunto de membranas que recobrem a medula espinhal e o cérebro, cuja principal função é protegê-lo de certos ataques.

A palavra meninge vem do grego, no qual mēninx significa membrana. O sistema nervoso central é uma das partes do corpo que mais precisam de proteção, pois graças a ele, podemos realizar todas as nossas funções, como a respiração.

Existem três meninges: pia-máter, aracnoide e dura-máter. Neste artigo, queremos explicar como elas estão distribuídas, suas principais características e funções. Também falaremos sobre a meningite e por que ela é uma patologia tão perigosa.

O que são as meninges?

Como mencionamos, o sistema nervoso central requer diferentes mecanismos de proteção para garantir a nossa vida. Primeiro, ele é protegido por estruturas ósseas, como o crânio e a coluna vertebral.

Além disso, consiste em uma série de membranas que o protegem sobretudo de ataques ou infecções químicas: as meninges. São três membranas ou camadas que são separadas uma da outra por espaços que também contêm estruturas importantes.

Se começarmos com a parte mais externa, em contato com o crânio, encontramos a dura-máter. Está presa ao osso e emite um tipo de partição que divide a cavidade craniana em partes. Dessa maneira, mantém as diferentes partes do cérebro no lugar. Ela também contém seios venosos.

A aracnoide é a próxima meninge, localizada no meio de ambos. É assim chamada porque se assemelha a uma teia de aranha. É a camada mais delicada e frágil. Abaixo, está o espaço subaracnóideo, que contém o líquido cefalorraquidiano.

A pia-máter é a mais interna das meninges, localizada em contato com o cérebro e a medula. Recobre o cérebro e entra através dos sulcos e curvas, como se fosse um lençol fino.

As meninges são membranas que protegem o sistema nervoso central.

Os espaços entre as meninges

Já mencionamos o espaço subaracnóideo, que é aquele entre a aracnoide e a pia-máter. Nele, encontramos o líquido cefalorraquidiano. Este fluido protege o sistema nervoso central, amortecendo as mudanças de pressão e choque no crânio.

Entre a dura-máter e a aracnoide, encontramos o espaço subdural. Acima da dura-máter, encontramos o famoso espaço epidural, que é conhecido porque certos medicamentos anestésicos são injetados nele, por exemplo, durante o parto. Este espaço está presente na medula, mas não no encéfalo.

Você pode gostar de ler: Radiculopatia: causas, sintomas e tratamento

Quais funções as meninges têm?

Como sabemos, a principal função das meninges é proteger o sistema nervoso de lesões como traumas. Ou seja, elas são responsáveis ​​por amortecer as pancadas que você pode receber. No entanto, também atuam como um filtro para ataques químicos.

Além disso, as meninges permitem que o líquido cefalorraquidiano circule pelo sistema. Esse líquido, além da proteção física, ajuda a eliminar resíduos produzidos no cérebro e também equilibra a pressão intracraniana.

As meninges formam, assim, um sistema de suporte e proteção. Por outro lado, elas informam o cérebro de certas mudanças na pressão, tensão ou dor que são provocadas por uma lesão.

As meninges formam um sistema de proteção contra possíveis traumas.

Você pode estar interessado: 6 sintomas de meningite que os pais não devem ignorar

O que é a meningite?

A meningite é uma doença que ocorre pela inflamação das meninges. A maioria dos casos é causada por uma infecção viral, embora também possa ser causada por bactérias ou fungos. Além disso, pode ser causada por um processo cancerígeno ou por outros motivos.

O problema da meningite é que, em muitos casos, essa inflamação pode causar danos cerebrais. É comum que ela deixe sequelas como surdez ou alterações de outros sentidos. Infelizmente, pode até ser mortal.

O que devemos lembrar é que as meninges são estruturas protetoras básicas do sistema nervoso central. Por esse motivo, é muito importante que elas permaneçam saudáveis, pois uma lesão pode comprometer a integridade desse sistema.

Pode interessar a você...
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Herniação ou conificação cerebral

A herniação ou conificação cerebral é um termo utilizado na medicina para se referir ao deslocamento das estruturas do encéfalo.