Infecção por fungos após o sexo: a candidíase vaginal

A infecção por fungos é muito comum, pois afeta 75% das mulheres em algum momento da vida. Um diagnóstico precoce e o tratamento correto farão com que ela desapareça em questão de dias.

Última atualização: 24 Janeiro, 2021

Em seu estado normal, a vagina apresenta leveduras em quantidades variáveis. Quando estas se proliferam em excesso, podem resultar em uma infecção que pode ser muito desconfortável e incômoda. É possível contrair uma infecção por fungos após o sexo?

A infecção pelo fungo Candida é uma das mais comuns. No entanto, é importante esclarecer que ela não é considerada uma doença sexualmente transmissível, pois não é necessário ter relações sexuais para contraí-la.

O que é a candidíase vaginal?

A candidíase vaginal, também conhecida como candidíase vulvovaginal, é uma infecção causada pela proliferação excessiva de vários tipos de fungo Candida, sendo o mais comum o Candida Albicans.

Frequentemente, ocorre quando o sistema imunológico está enfraquecido ou quando há uma série de circunstâncias que favorecem a reprodução excessiva desse tipo de levedura, naturalmente presente na flora intestinal e vaginal.

Além disso, estima-se que esta afete 3 em cada 4 mulheres em algum momento da sua vida. Muitas mulheres têm pelo menos três episódios. No entanto, geralmente são leves e seus sintomas melhoram em poucos dias, sem causar complicações.

Embora não seja considerada uma doença sexualmente transmissível, há um risco aumentado de infecção por qualquer tipo de contato sexual, sendo especialmente perigoso o contato entre a boca e os órgãos genitais. Portanto, é possível contagiar seu parceiro sexual se não forem utilizadas as medidas de prevenção adequadas.

Embora não seja tão comum, a infecção por fungos pode ocorrer no pênis e também no  escroto, causando vermelhidão, inchaço e coceira na área.

A candidíase vaginal é uma doença que ocorre devido ao crescimento excessivo do fungo Candida Albicans. Embora não seja uma DST, pode ser contraída pelo contato sexual.

Causas da infecção por fungos

A vagina contém naturalmente fungos e bactérias em diferentes proporções. A quantidade dos diferentes tipos de micro-organismos responde a um equilíbrio: os lactobacilos, por exemplo, atuam para impedir o crescimento excessivo de fungos.

Se esse equilíbrio for perturbado, formam-se condições ideais para a proliferação de alguns micro-organismos, como o fungo Candida. O crescimento excessivo ou a penetração desta levedura em camadas celulares mais profundas causa infecção vaginal por fungos. As principais causas de infecção são as seguintes:

  • Alterações no equilíbrio da flora bacteriana: o uso de antibióticos para tratar outras infecções pode causar alterações na mucosa vaginal, levando à proliferação dessa levedura.
  • Alterações hormonais: esta infecção por fungos é mais comum em mulheres com altos níveis de estrogênio. Isso pode ocorrer em mulheres grávidas ou em tratamento hormonal.
  • Sistema imunológico comprometido pelo tratamento com corticosteroides, HIV, obesidade, diabetes ou câncer.
  • Alterações no pH vaginal: um pH vaginal mais básico facilitará a reprodução das leveduras que causam esta infecção.

Sintomas

Os sintomas mais comuns da infecção por fungos são:

  • Corrimento vaginal espesso, branco, irregular e geralmente inodoro.
  • Cobertura esbranquiçada cremosa na vagina e na vulva.
  • Inflamação, coceira e irritação na vulva.
  • Micção dolorosa
  • Relações sexuais incômodas.
  • Rachaduras ou feridas nos lábios vaginais.

A infecção vaginal por fungos pode causar irritação na região íntima, além de alterações no corrimento vaginal e desconforto ao ter relações sexuais.

Leia mais: É possível tratar uma infecção urinária de forma natural e rápida?

Tratamento da infecção por levaduras

A candidíase vaginal é facilmente curada em alguns dias com antifúngicos. Se esta não é a primeira vez que você sofre desta doença e reconhece os sintomas, poderá obter cremes e supositórios vendidos sem receita em uma farmácia.

No entanto, se for a primeira vez que você contrai esta infecção, é interessante ir ao médico para avaliar o estado da mesma e entender como reconhecê-la em ocasiões futuras. É de vital importância concluir todo o tratamento e seguir adequadamente as instruções de aplicação.

A abstinência sexual é recomendada durante o processo de cicatrização. Você não deve fazer sexo oral ou vaginal, pois o atrito pode causar mais irritação na área afetada. Também deve ser salientado que alguns cremes usados para a infecção por leveduras contêm óleos, que podem causar a ruptura de alguns tipos de preservativos.

Leia mais: Como tratar a candidíase vaginal com remédios naturais

Prevenção da infecção por fungos

Algumas das recomendações gerais para prevenir infecções vaginais causadas por fungos são as seguintes:

  • Use roupas íntimas de algodão, sem tintas ou corantes.
  • Troque frequentemente os tampões e absorventes.
  • Tome medidas extremas de higiene durante a menstruação.
  • Evite o uso de sabonetes e perfumes agressivos na região genital.
  • Modere a ingestão de açúcar.
  • Leve um estilo de vida saudável, mantenha uma dieta equilibrada e faça exercícios regularmente.

Conclusão

A infecção por fungos não é classificada como uma das infecções sexualmente transmissíveis (DST), pois pode ocorrer por outras vias de transmissão. Apesar disso, pode ocorrer após o sexo, pois o contato sexual é uma das formas de transmissão da doença.

Pode interessar a você...
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Candidíase

A candidíase é uma micose causada pelo fungo do gênero Candida. Aparece normalmente quando as defesas do corpo sofrem alguma alteração. Veja!