Impacto femoroacetabular: tudo que você precisa saber

O impacto femoroacetabular é uma lesão que causa dor ao flexionar ou girar as pernas. Além disso, limita significativamente o movimento dos afetados.
Impacto femoroacetabular: tudo que você precisa saber

Última atualização: 19 Janeiro, 2021

O impacto femoroacetabular do quadril é uma condição que foi descrita recentemente, também chamada de síndrome do choque femoroacetabular. Esse nome se deve ao fato de os dois principais componentes da articulação estarem alterados: a cabeça do fêmur e o acetábulo.

Esta doença afeta uma grande parte da população. Estima-se que 15% da população entre 20 e 50 anos sofra com ela. Além disso, 75% das pessoas que sofrem dessa enfermidade são atletas.

Ou seja, o choque femoroacetabular é uma patologia que incapacita pessoas jovens e ativas, como dançarinas de balé e praticantes de artes marciais. Começa com uma dor na virilha que vai se estendendo e piorando. Um tratamento precoce desta patologia poderá evitar muitas complicações.

Devido à sua frequência e importância, neste artigo explicamos tudo que você deve saber sobre o impacto femoroacetabular.

O que causa o impacto femoroacetabular?

Como mencionamos anteriormente, essa patologia também é chamada de choque femoroacetabular. Para entendê-la, precisamos primeiro conhecer a anatomia da articulação do quadril.

Articulação do quadril

O quadril é uma articulação formada pelo acetábulo (que é uma parte côncava do osso pélvico) e a cabeça do fêmur (convexa), que é o principal osso da perna. São duas superfícies esféricas que, a olho nu, formam a imagem de uma bola que gira dentro de um copo.

Em alguns casos, o fêmur fica deformado e não se encaixa adequadamente no acetábulo. Em outros, a borda deste “copo”, o acetábulo, cobre demais a bola. O resultado é o mesmo: a cabeça do fêmur não consegue girar adequadamente dentro do acetábulo.

Isso causa o chamado impacto femoroacetabular (IFA), que ocorre no quadril. A alteração de qualquer uma das suas partes torna o contato irregular. Como as duas partes colidem continuamente, a cartilagem articular acaba sendo lesionada. Com o tempo, a articulação pode se degenerar ainda mais e causar osteoartrite. De fato, o impacto femoroacetabular é uma das principais causas de osteoartrite do quadril em jovens adultos.

Quais são as causas dessa patologia?

Em primeiro lugar, o  impacto femoroacetabular pode ser causado por uma alteração no desenvolvimento da articulação na infância. Isso ocorre em inúmeras patologias, como a displasia acetabular e a doença de Perthes.

No entanto, metade das pessoas que apresentam anormalidades na anatomia do quadril nem sequer apresentam sintomas. Ainda assim, costumam experimentá-los assim que aumentam seu nível de atividade física ou quando praticam certos esportes.

Em segundo lugar, outra causa do choque femoroacetabular é a realização de atividades que envolvem movimentos contínuos das pernas e do quadril. Ao repetir continuamente certos movimentos, as duas partes do quadril colidem e o desgaste ocorre. Geralmente afeta pessoas que praticam ginástica rítmica ou artística, artes marciais ou atletismo.

Mulher fazendo exercícios

Você pode gostar de ler: Tendinopatia dos adutores do quadril: o que é e quais são seus sintomas?

Quais são os sintomas do impacto femoroacetabular?

Os sintomas aparecem após o uso excessivo da articulação, quando já há danos na cartilagem. Geralmente começam com uma dor na virilha que aumenta gradualmente. Essa dor piora com os movimentos nos quais o quadril intervém. Por exemplo, a pessoa que sofre da doença sente dificuldade em agachar e cruzar as pernas.

Outro sintoma típico é a rigidez articular nessa região. Isso significa que os movimentos de flexão e rotação interna da perna são limitados não apenas pela dor, mas também pela rigidez que existe no quadril.

Além disso, pessoas que sofrem do choque femoroacetabular também costumam experimentar estalos com o movimento. A dor pode até ser confundida com uma do tipo ciático ou se estender até o joelho.

Como o choque femoroacetabular é tratado?

Essa patologia possui um tratamento complexo que depende da intensidade da lesão e da dor que provoca. Quando diagnosticada, a primeira coisa a fazer é modificar a atividade que desencadeou esse problema. Quando se trata de atletas, é importante reduzir a atividade e evitar exercícios de flexão do quadril. Além disso, exercícios específicos de fisioterapia devem ser feitos para a área.

Outra opção de tratamento é a injeção de ácido hialurônico na articulação. Esta substância permite que a cartilagem se recupere levemente e os sintomas sejam aliviados. No entanto, quando a lesão avança ou chega a uma artrose do quadril, o tratamento costuma ser cirúrgico. Algumas das opções incluem a prótese de quadril.

Conclusão

O  impacto femoroacetabular é uma patologia que causa muita dor em pessoas jovens e atletas que forçam muito a articulação. Por isso, é importante consultar um médico o mais rápido possível, para estabelecer um tratamento e interromper a evolução da lesão.

Pode interessar a você...
Quais são as causas das dores no quadril?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Quais são as causas das dores no quadril?

As dores no quadril são algo muito comum entre as mulheres. Elas às vezes sentem uma sensação estranha de peso ou uma dor desagradável.