É possível melhorar a hidradenite supurativa com dieta?

Se você tem hidradenite supurativa, pode precisar fazer uma dieta adequada. Algumas mudanças na alimentação podem ajudar a aliviar a doença. Saiba mais a seguir.
É possível melhorar a hidradenite supurativa com dieta?

Última atualização: 07 Julho, 2021

As dietas saudáveis ​​são as melhores aliadas para a prevenção e tratamento de muitas doenças. Pensar em uma dieta para ajudar a combater a hidradenite supurativa, ou acne inversa, não seria errado.

O tratamento desta afecção da pele é apoiado por um guia terapêutico no qual a dieta faz parte das medidas gerais não farmacológicas, segundo a Sociedade Argentina de Dermatologia. Embora os estudos não sejam apoiados por evidências fortes, abandonar o consumo de alguns laticínios, alimentos refinados, açúcares e leveduras pode melhorar os sintomas.

Além disso, alguns suplementos, como vitamina D, zinco e açafrão, também seriam benéficos. Vamos ver mais detalhes sobre como a dieta pode ajudar a aliviar a hidradenite supurativa.

O que é a hidradenite supurativa?

A hidradenite supurativa (HS) é uma doença cutânea crônica, recorrente e autoinflamatória que tem impacto negativo na qualidade de vida. O folículo piloso se obstrui e forma protuberâncias que inflamam e se rompem.

É chamada de acne invertida porque a lesão cutânea aparece sob a pele e frequentemente em áreas onde há atrito, como axilas e virilha.

Tem uma prevalência mundial de 0,05% a 4% e mulheres entre 20 e 40 anos são as mais propensas a sofrer com o problema. Não se conhece com certeza a causa da obstrução, mas entre os fatores de risco estão a genética, obesidade, fricção da pele e tabagismo.

Como a dieta pode ajudar no tratamento da hidradenite supurativa?

O Dr. Lawrence Gibson diz que o que comemos pode ter um impacto na hidradenite supurativa. As dietas nutritivas e balanceadas podem controlar o sobrepeso e a obesidade, considerados fatores de risco.

Não há evidências suficientes de que uma dieta específica cure a hidradenite supurativa, mas pacientes e médicos sabem a importância do manejo nutricional no controle dessa doença. Aqui, revisamos algumas das recomendações e avanços.

Leite
Retirar os laticínios da dieta pode ser uma medida nutricional eficaz para mitigar os sintomas da doença.

Em uma publicação do Journal of the American Academic of Dermatology, um grupo de pesquisadores destaca que os laticínios, em geral, podem contribuir para a acne e a HS. Ao aplicar uma dieta sem laticínios em 47 pacientes com a doença, eles conseguiram melhorar 83% dos casos e nenhum piorou.

Os derivados do leite contêm caseína, soro e hormônios conhecidos como andrógenos, que obstruem o folículo piloso. Concluiu-se que uma dieta sem laticínios pode reduzir o surgimento de novas lesões e diminuir os sintomas da hidradenite supurativa.

Recomenda-se excluir leite, queijos frescos, ricota, requeijão, queijos curados, sorvetes de leite, iogurte, creme de leite, soro de leite e manteiga, entre outros.

Dieta de baixa carga glicêmica

Um grupo de especialistas indicou que alimentos ricos em carboidratos simples, como refrigerantes, doces e sorvetes, aumentam o nível de açúcar no sangue e, consequentemente, a secreção de insulina. A partir disso, os andrógenos são liberados e aumenta o surgimento da HS.

Para diminuir a carga glicêmica da dieta, sugere-se eliminar açúcares, sobremesas, bebidas açucaradas, doces, xaropes, xaropes de milho, barras de chocolate e cereais matinais. Da mesma forma, o ideal é aumentar o consumo de fibras por meio de vegetais, leguminosas e frutas.

Dieta sem trigo e levedura

O trigo e a levedura têm sido associados ao aumento dos sintomas da hidradenite supurativa. A levedura Saccharomyces é utilizada na produção de cerveja, vinho e gás CO2 para massa de pão. Vários pesquisadores descobriram que essa levedura causa uma reação no sistema imunológico, provocando intolerância.

Um pequeno estudo com 12 pacientes que sofriam de hidradenite supurativa e que mantiveram uma dieta sem levedura por 1 ano constatou que as lesões desapareceram e a sua qualidade de vida melhorou.

Mas quando os pacientes ingeriram o trigo ou a cerveja novamente, os sintomas voltaram. O tamanho da amostra e a falta de um grupo controle não permitem generalizar os resultados. Também não está claro se o problema da levedura ocorre apenas em pacientes com intolerância ao trigo.

Ainda assim, recomenda-se eliminar bebidas alcoólicas fermentadas, como cerveja e vinho, da dieta, bem como pães, bolos, pizza, molhos de soja e todos os alimentos que contenham trigo e levedura.

Dieta mediterrânea

A revista Nutrients mostrou os resultados de um estudo em 41 pacientes com HS que tinham um baixo consumo de alimentos típicos da dieta mediterrânea. Enquanto isso, outro grupo de pacientes que os consumia não sofria a patologia.

A dieta mediterrânea inclui vegetais, frutas frescas, grãos integrais, feijão, azeite de oliva extravirgem, peixes e frutos do mar. Ao mesmo tempo, reduz o consumo de alimentos refinados e processados. Possui baixa carga glicêmica e alto teor de fibras.

Dieta com poucas calorias

Em algumas pesquisas, observou-se que muitos pacientes com hidradenite supurativa são obesos e há uma relação direta entre o índice de massa corporal e a gravidade da doença. O Dr. Boer relatou que as dietas de baixa caloria que promovem a perda de peso reduzem o aparecimento do distúrbio.

Em um estudo retrospectivo com pacientes obesos submetidos à cirurgia bariátrica, verificou-se que aqueles que perderam 15% do peso diminuíram a gravidade da HS.

As dietas de baixa caloria incluem alimentos ricos em fibras, pois eles produzem saciedade. Além disso, esse tipo de dieta exclui produtos com alta carga glicêmica, como açúcares e refinados.

Dieta vegana

Vários estudos conectam uma boa função gastrointestinal com uma pele saudável. Isso está relacionado aos microrganismos que crescem nos intestinos (a microbiota intestinal). Pessoas com maior diversidade de microbiota são as que comem mais vegetais.

O Guia Norte-Americano de Manejo Clínico da HS publicou que foi encontrada uma menor diversidade da microbiota em pacientes com hidradenite supurativa e baixo consumo de vegetais. O grupo controle sem HS e com dieta rica em vegetais se destacou por possuir microrganismos variados.

Embora não existam estudos que sustentem as informações, parece que a exclusão de vegetais pertencentes à família Solanaceae (batata, berinjela, tomate, páprica) poderia melhorar os sintomas, como ocorre em algumas doenças autoimunes.

Quais suplementos são recomendados para apoiar a dieta da hidradenite supurativa?

Embora haja pouco progresso nos ensaios clínicos sobre o uso de suplementos no tratamento da hidradenite supurativa, alguns especialistas os recomendam como terapia adjuvante.

Zinco

Brocard e Dréno descobriram que o gluconato de zinco na dose de 90 miligramas por dia funcionou como restaurador da imunidade inata em 22 pacientes com estágios avançados de HS. Outros profissionais recomendam entre 30 e 60 miligramas por dia para melhorar o processo inflamatório da acne.

Vitamina D

Vitamina D
A vitamina D não deve ser obtida por meio da exposição ao sol no caso de patologias de pele, mas por meio de suplementos.

A vitamina D também desempenha um papel importante na redução da inflamação. Sua aplicação na HS também tem sido discutida. Um grupo de especialistas observou que 63% dos pacientes com HS e deficiência de vitamina D que receberam suplementos do nutriente tiveram uma pequena melhora da doença.

Além disso, recomendam o uso de vitamina D por meio da alimentação ou como suplemento, não através da luz do sol, pois pode piorar o quadro clínico.

Cúrcuma

Alguns estudos referem-se às propriedades antioxidantes da cúrcuma. Além disso, possui também efeito anti-inflamatório e é reguladora do sistema imunológico. Seu composto ativo, a curcumina, modula compostos que causam inflamação, conhecidos como citocinas.

Portanto, a cúrcuma poderia melhorar o processo inflamatório na hidradenite supurativa. Embora não existam conclusões definitivas sobre dosagem e formulação, seu efeito positivo é reconhecido.

A dieta indicada para a hidradenite supurativa não é apenas uma

Se você tem hidradenite supurativa e está pensando em mudar sua dieta, é melhor consultar o seu dermatologista imediatamente. Este profissional irá informá-lo sobre o tipo de dieta que melhor se adapta à fase de HS em que você se encontra.

Também é aconselhável contar com um nutricionista para determinar o estado nutricional e os alimentos a selecionar em caso de intolerância alimentar. O profissional deverá indicar as formas de preparação para aumentar a quantidade de fibra e de zinco.

Pode interessar a você...
Existe uma relação entre a dieta e a acne?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Existe uma relação entre a dieta e a acne?

A possível relação entre dieta e acne é investigada pela ciência há décadas. Descubra o que se sabe até o momento neste artigo.



  • Danby FW. Diet in the prevention of hidradenitis suppurativa (acne inversa). J Am Acad Dermatol. 2015 Nov;73(5 Suppl 1):S52-4.
  • Barrea L, Fabbrocini G, Annunziata G, Muscogiuri G, Donnarumma M, Marasca C, Colao A, Savastano S. Role of Nutrition and Adherence to the Mediterranean Diet in the Multidisciplinary Approach of Hidradenitis Suppurativa: Evaluation of Nutritional Status and Its Association with Severity of Disease. Nutrients. 2018 Dec 28;11(1):57.
  • Choi F, Lehmer L, Ekelem C, Mesinkovska NA. Dietary and metabolic factors in the pathogenesis of hidradenitis suppurativa: a systematic review. Int J Dermatol. 2020 Feb;59(2):143-153.
  • Danby FW, Margesson LJ. Hidradenitis suppurativa. Dermatol Clin. 2010 Oct;28(4):779-93.
  • Rinaldi M, Perricone R, Blank M, Perricone C, Shoenfeld Y. Anti-Saccharomyces cerevisiae autoantibodies in autoimmune diseases: from bread baking to autoimmunity. Clin Rev Allergy Immunol. 2013 Oct;45(2):152-61.
  • Kim Y, Chen J, Wirth MD, Shivappa N, Hebert JR. Lower Dietary Inflammatory Index Scores Are Associated with Lower Glycemic Index Scores among College Students. Nutrients. 2018;10(2):182.