Doença celíaca ou intolerância ao glúten: o que é?

28 Maio, 2020
A intolerância ao glúten é uma doença crônica caracterizada pela má absorção de nutrientes devido à deterioração da mucosa do intestino delgado. Se um diagnóstico correto for feito, muitos sintomas e complicações podem ser evitados.
 

A doença celíaca ou intolerância ao glúten é uma hipersensibilidade crônica a uma proteína presente em alguns alimentos, como os cereais. Estima-se que ocorra em 1% na população e é mais comum em mulheres do que em homens.

Milhares de pessoas em todo o mundo são afetadas por essa doença, e os números aumentam a cada ano. Além disso, um dos agravantes é que aproximadamente 75% das pessoas afetadas não foram diagnosticadas corretamente.

A intolerância ao glúten ocorre em pessoas que possuem genes que as tornam predispostas a desenvolver esse problema. É algo caracterizado por uma reação inflamatória imune na mucosa do intestino delgado. Isso faz com que a absorção de macro e micronutrientes seja afetada.

É uma doença crônica, como já dissemos, e também de natureza autoimune. Isso significa que é o próprio sistema imunológico que ataca as células como uma forma de proteção.

Doença celíaca ou intolerância ao glúten

Qual é a causa do aparecimento da intolerância ao glúten?

Dieta sem glúten
A doença celíaca se desenvolve como consequência de uma predisposição genética combinada a fatores ambientais.

Não existe uma causa única responsável pelo desenvolvimento da intolerância ao glúten. O que ocorre é uma combinação de fatores que causa intolerância.

 

Uma predisposição genética, certas anormalidades estruturais no intestino delgado e uma dieta rica em glúten são exemplos de fatores que predispõem ao desenvolvimento de intolerância ao glúten.

Por tudo isso, podemos dizer que é uma doença intestinal que surge em pessoas geneticamente suscetíveis. Essas pessoas têm intolerância a digerir uma proteína presente no glúten, a gliadina.

Quando essas pessoas comem alimentos que contêm glúten, o intestino delgado reage e fica inflamado. Quando isso ocorre, o intestino tem dificuldade de absorver os nutrientes necessários dos alimentos.

Diagnóstico

Diagnosticar a intolerância ao glúten não é simples. Isso ocorre porque, até pouco tempo atrás, tal problema era diagnosticado apenas se houvesse sintomas clínicos claros, e essa doença tem uma grande variedade de sintomas que podem ser atribuídos a outras doenças.

No entanto, segundo alguns especialistas, mesmo que não haja sintomas, é possível detectar a doença se houver suspeita, seja por parentes intolerantes ou por outros motivos. Para isso, são realizadas sorologias, testes genéticos e histologia.

Por outro lado, atualmente, também são realizados testes de diagnóstico clínico, como exames de sangue, incluindo marcadores sorológicos da doença celíaca. Esses marcadores são anticorpos como:

  • Antigliadina
  • Tecido antitransglutaminase
  • Antiendomísio

Você também pode se interessar: Dieta para celíacos: conselhos e alimentos proibidos

Sintomas de intolerância ao glúten

 
Problemas intestinais
Como consequência da inflamação do intestino, aparecem sintomas associados e a absorção de nutrientes é prejudicada.

Se uma pessoa intolerante ao glúten ingerir qualquer alimento que o contenha, isso criará uma resposta autoimune que causará inflamação e deterioração da mucosa do intestino delgado. Assim, os seguintes sintomas podem surgir:

  • Náusea
  • Vômito
  • Diarreia
  • Baixo peso
  • Problemas de crescimento

No caso dos adultos, a maioria dos casos apresenta sintomatologia mais discreta, com sintomas como diarreia leve, perda de peso, anemia ou, em 10% dos casos, constipação.

Como o intestino delgado é incapaz de absorver os nutrientes necessários, ocorre uma má absorção intestinal. Devido a isso, podem ocorrer outros sintomas como hematomas ou sangramento nasal.

Por sua vez, é normal que o paciente se sinta cansado ou com coceira na pele, desenvolvendo dermatite herpetiforme e até mesmo queda de cabelo.

Além disso, também podem surgir úlceras na boca e as mulheres geralmente apresentam dificuldades na menstruação. Também é comum ter cãibras musculares ou intolerância a outros nutrientes, como a lactose.

Leia também: Conheça a rainha dos cereais

A doença celíaca pode estar presente sem causar sintomas?

Lembre-se de que nem todos os pacientes que são intolerantes ao glúten apresentam os sintomas mencionados, pois existem pessoas que não apresentam nenhum sintoma.

 

Nesses casos, podemos nos perguntar como é possível que eles sejam diagnosticados com essa doença se não apresentarem sintomas.

A explicação é que a intolerância ao glúten é uma doença em que existe uma predisposição genética e, para o seu diagnóstico, como vimos, é realizado um exame de sangue com marcadores da doença. No entanto, poderá ser observada uma deterioração intestinal após a biópsia.

Em resumo, mesmo que um paciente não apresente os sintomas mais óbvios, como vômito ou diarreia, a mucosa intestinal ainda pode ser afetada. Portanto, o comprometimento da mucosa pode evoluir para outras doenças ou apresentar complicações se uma dieta correta não for seguida.