Dieta para celíacos: conselhos e alimentos proibidos

28 de novembro de 2019
Antes de iniciar uma dieta para celíacos, uma biópsia intestinal que revele intolerância ao glúten deve ter sido realizada com antecedência. Se você tiver certeza de que tem esse problema, leia aqui como reduzir o seu desconforto.

Um em cada duzentos habitantes na América Latina pode apresentar doença celíaca. Esta afeta cada indivíduo de maneira diferente e com sintomas distintos em qualquer país. Se você estiver nessa população, saberá que um fator importante é a dieta para celíacos.

Em alguns indivíduos o desconforto pode ser mais agudo do que em outros. Esta doença é caracterizada principalmente pela intolerância ao glúten. Como sabemos que é difícil se adaptar à nova dieta e entendê-la, ajudaremos você com alguns conselhos e uma lista de alimentos proibidos.

Tome nota e reduza os sintomas tão irritantes.

O que é aconselhável antes de iniciar uma dieta para celíacos?

Alimentos permitidos para celíacos

Em primeiro lugar, antes de iniciar a dieta para celíacos, uma biópsia intestinal que revele intolerância ao glúten deve ter sido realizada com antecedência. Isto é recomendado porque, em alguns casos a doença celíaca é frequentemente confundida com a síndrome de intestino irritável ou com a intolerância à lactose.

Agora, se a doença celíaca for detectada é recomendável seguir rigorosamente a dieta ao longo da vida. Lembre-se que o mínimo consumo de glúten pode causar danos e lesões ao intestino.

Alimentos proibidos na dieta para celíacos 

O glúten é uma proteína que está presente em cereais como trigo, centeio e cevada. Os compostos da referida proteína apenas pioram a condição do doença celíaca. Nestes casos é proibido o consumo de:

  • Farinhas e pães feitos de trigo, cevada, centeio ou aveia.
  • Bolos e produtos de pastelaria, como biscoitos, pães e biscoitos.
  • Sêmola de macarrão e trigo.
  • Bebidas preparadas a partir da fermentação de cereais, como cerveja, malte ou aveia líquida.
  • Batidos e alguns chocolates.

Verifique os rótulos e esteja ciente dos ingredientes

Café da manhã apto para celíacos

Existem outros produtos comestíveis fabricados que também podem conter glúten em determinadas quantidades. Nesses casos é sempre recomendável verificar o conteúdo de glúten nos rótulos de tudo o que você irá consumir.

Assim como há alimentos proibidos, também há um grande número deles que não contêm glúten, e você pode consumi-los em porções consideráveis.

Você pode estar interessado: Descubra os melhores cereais sem glúten para incluir na sua dieta

Para uma dieta equilibrada para a doença celíaca é aconselhado adicionar em cada refeição, uma porção diária de vegetais, frutas, e alimentos ricos em proteína. Além disso, é importante fazer de três a cinco refeições por dia. Por outro lado, estas devem ser distribuídas em três refeições completas e dois lanches. Entre os principais alimentos que não contêm glúten estão:

  • Ovos.
  • As frutas.
  • Leite e seus derivados.
  • Carne, peixe e frutos do mar.
  • Leguminosas, hortaliças e vegetais.
  • Arroz, açúcar e café.
  • Salsichas como presunto e mortadela.
  • O óleo, sal e especiarias.

Verifique o rótulo dos suplementos alimentares

Se você quiser tomar qualquer tipo de suplemento vitamínico, herbal ou nutricional é sempre aconselhável ter uma receita médica antes de consumi-lo. Isso ocorre porque alguns são baseados em alimentos ricos em glúten; portanto, em vez de beneficiar o corpo, o prejudicam.

Logo após uma recomendação profissional correta, devemos prestar atenção à rotulagem de alimentos e suplementos, para verificar adequadamente se os derivados de glúten não são encontrados em sua composição ou fabricação.

Da mesma forma, a automedicação deve ser evitada. Portanto, no caso de pessoas com doença celíaca, é necessário consultar um médico sobre o tipo de medicamento, para verificar se este não possui glúten.

Aprenda a controlar as mudanças de humor

A alimentação intervém no humor

Também é aconselhável adicionar à dieta sem glúten um estilo de vida que não seja sedentário. A atividade física ajuda a controlar o estresse e a angústia. Sem dúvida alguma, pessoas com doença celíaca podem ficar angustiadas ou apresentar episódios de mau humor devido à sua condição.

Normalmente essas mudanças de humor diminuem gradualmente à medida que se adaptam à dieta. O exercício só ajuda a liberar essa energia.

Você pode estar interessado em conhecer: 7 remédios simples à base de ervas para dizer adeus ao estresse.

Conheça os substitutos que ajudam você a ter uma dieta variada

Em conclusão, atualmente já existem produtos destinados ao consumo de pessoas com doença celíaca, como massas, arroz, e pão sem glúten. Além disso, há pesquisas que sugerem que o consumo de trigo possa ser um ameaça à saúde de qualquer ser humano, não apenas de alguém com doença celíaca. Por outro lado, existem instituições médicas reconhecidas que oferecem planos completos a serem seguidos para uma dieta sem glúten.