6 hábitos que ajudam a proteger a pele do câncer

4 de março de 2020
O câncer de pele aumentou significativamente nos últimos anos; por isso, a aplicação de medidas preventivas, como o uso do filtro solar, os exames de rotina e os suplementos alimentares podem ser uma ótima maneira de proteger a pele contra esta doença.

Você está procurando uma maneira de proteger a sua pele do câncer? Talvez a sua pele seja muito clara ou você tenha parentes que já sofreram com esta doença. A verdade é que os casos de câncer de pele aumentaram significativamente, e precisamos tomar algumas medidas de prevenção.

6 hábitos que ajudam a proteger a pele do câncer

1. O protetor solar

Hábitos que ajudam a proteger a pele do câncer
Devemos aplicar um filtro solar adaptado ao nosso tipo de pele diariamente.

O protetor solar foi desenvolvido para proteger a pele da radiação solar. Sendo assim, ao aplicá-lo estamos criando uma barreira contra os raios ultravioleta. Por esse motivo, nas últimas décadas seu uso foi promovido em diferentes esferas da saúde pública.

No entanto, os casos de câncer de pele em sua forma mais grave continuaram a aumentar. Por isso, além de usar protetor solar, devemos tomar outras medidas preventivas.

Saiba mais: Protetores solares: descubra a diferença entre os fatores de proteção 15, 30 e 50

2. Loções com antioxidantes

Segundo um estudo publicado pelo Centro Médico da Universidade de Duke, os filtros solares são eficazes, mas não são ideais para a proteção da pele. Os pesquisadores afirmam que isso se deve ao fato de não serem utilizados corretamente, do seu espectro ser incompleto, e pelo fato de que podem apresentar toxicidade.

Eles propõem, como complemento aos filtros solares, a aplicação tópica de alguns antioxidantes. Os especialistas garantem que eles foram estudados e podem ajudar a proteger a pele contra o câncer de maneira adicional. Estes são:

  • Vitamina C.
  • Vitamina E.
  • Selênio
  • Zinco
  • Silimarina
  • Isoflavonas de soja
  • Polifenois dos chás

3. Exames de rotina para proteger a pele contra o câncer

Monitore as suas pintas
Os exames de rotina são uma medida de prevenção eficaz, especialmente se você faz parte de algum grupo de risco.

É importante avaliar se você deve fazer exames de rotina. Alguns grupos de risco que exigem maiores medidas e controles preventivos são:

  • Antecedentes de câncer de pele.
  • Antecedentes familiares de melanoma.
  • Exposição excessiva ao sol.
  • Pele com fototipos I ou II.
  • Distúrbios genéticos com maior risco de câncer de pele.
  • Fumantes regulares.
  • Pacientes com HIV, HPV e poliomavírus.

4. Cuidado com alguns medicamentos

Também devemos levar em consideração um fator desconhecido por muitos: alguns medicamentos aumentam a fotossensibilidade, o que nos prejudicaria quando se trata de proteger a pele contra o câncer.

Alguns desses medicamentos são:

  • Tetraciclinas (especialmente doxiciclina).
  • Diuréticos tiazídicos
  • Sulfonamidas
  • Fluoroquinolonas
  • Anti-inflamatórios não esteroides
  • Retinoides
  • Erva-de-são-joão

Se você toma algum desses medicamentos, é importante conversar com o seu médico. Se não for possível modificar o tratamento, tome precauções extremas contra a exposição ao sol, considerando a sua maior vulnerabilidade.

5. Suplementos orais eficazes

Mulher tomando suplemento
Seja por meio de suplementos ou da alimentação, podemos obter muitos nutrientes benéficos para a nossa pele.

Podemos recorrer a alguns antioxidantes, tanto aplicados topicamente quando obtidos por meio de suplementos ou da alimentação, que nos ajudam a proteger a pele contra o câncer de forma comprovada pela ciência.

Estes suplementos podem ser tomados de forma complementar, mas não devem ser tratados como uma medida exclusiva para nos proteger dos efeitos nocivos do sol.

Sem dúvida alguma, eles devem fazer parte de todas essas dicas para obter uma prevenção eficaz. Além disso, recomendamos consultar sempre o seu médico antes de tomar suplementos.

Abaixo, destacamos os suplementos mais eficazes. Além disso, também citamos alguns alimentos ricos em nutrientes importantes:

  • Vitamina A: fígado, cenoura, espinafre, laticínios, abóbora, ovo.
  • Selênio: castanha-do-pará, atum, ostras, gergelim, ovo.
  • Vitamina C: acerola, goiaba, frutas cítricas, morango, kiwi.
  • Ácidos graxos essenciais: peixe azul, óleo de linhaça, óleo de prímula, abacate.
  • Vitamina E: azeite, sementes de girassol, amêndoas, pinhões, castanha-do-pará, damascos secos, espinafre, quinoa, ostras.
  • Resveratrol: suco de uva ou vinho, amendoim, chocolate amargo, mirtilos.

Leia também: 6 sintomas de câncer de pele que você não deve ignorar

6. Outros fatores para proteger a pele do câncer

Em conclusão, devemos enfatizar que a exposição ao sol não é a única responsável pelo câncer de pele. As câmaras de bronzeamento artificial e a exposição a agentes químicos em certos locais ou empregos podem representar um alto risco. Portanto, devemos seguir todas essas precauções.

Além disso, se você mantiver um estilo de vida ao ar livre, deve usar as roupas certas para proteger a pele do câncer, além de óculos de sol e protetor solar.

Finalmente, lembre-se da importância de abandonar hábitos tóxicos, como o cigarro, e seguir uma dieta completa e equilibrada, sem esquecer os exames de rotina sempre que necessário.

  • Guerra, K. C., & Crane, J. S. (2018). Cancer, Skin, Prevention. StatPearls.
  • Pinnell, S. R. (2003). Cutaneous photodamage, oxidative stress, and topical antioxidant protection. Journal of the American Academy of Dermatology. https://doi.org/10.1067/mjd.2003.16