6 hábitos que causam infecções fúngicas vaginais

Manter a área íntima seca e ventilada é essencial para evitar infecções fúngicas vaginais, já que ambientes úmidos e quentes favorecem a proliferação dos fungos.

A região vaginal é uma das áreas mais sensíveis que as mulheres têm. Portanto, cuidar dela é de suma importância para manter a saúde e o conforto. Um dos problemas que ocorrem nesta área são as infecções fúngicas vaginais.

Uma infecção vaginal por fungos é uma infecção fúngica. Ela causa irritação, corrimento e coceira intensa na vagina, vulva e tecidos da abertura vaginal.

A infecção fúngica vaginal também é chamada de candidíase vaginal e pode afetar qualquer mulher em qualquer momento de sua vida.

Aprenda sobre os hábitos que podem causar infecções fúngicas vaginais e evite-os sempre que possível.

Sintomas de infecções fúngicas vaginais

Antes de começar a falar sobre os hábitos ou erros que podem causar esse problema, é importante saber reconhecê-lo. Os sintomas da infecção por fungos podem variar de leves a moderados e incluem:

  • Coceira e irritação na vagina e tecidos na abertura vaginal
  • Uma sensação de queimação, especialmente durante a relação sexual ou ao urinar
  • Vermelhidão e inchaço da vulva
  • Dor vaginal
  • Erupção vaginal
  • Corrimento vaginal aquoso
  • Corrimento vaginal espesso, branco e inodoro

Hábitos que causam uma infecção vaginal por fungos

Agora que você sabe quais são os sintomas, é hora de falar sobre o que causa esse problema.

Você descobrirá que a maioria das causas parecem triviais, por isso é essencial prestar atenção nelas e fazer ajustes para reduzir os riscos.

1. Usar roupas apertadas ou úmidas

Roupas apertadas

O primeiro dos hábitos que causam infecções fúngicas vaginais é o uso excessivo de roupas muito apertadas e roupas íntimas que não são feitas de algodão. Essas roupas dificultam a circulação de ar ao redor da vagina.

  • O fungo prospera em ambientes úmidos e escuros. Portanto, o aumento da umidade causado por essas roupas cria o ambiente perfeito para o crescimento e proliferação de fungos.

Como evitar?

  • Use roupas íntimas de algodão e alterne entre jeans e roupas que permitam um melhor fluxo de ar.
  • Além disso, mude de roupa após 8 a 12 horas, ou após o exercício se tiver suado.
  • Se você for nadar, tire o maiô molhado o mais rápido possível.

2. Uso de duchas vaginais

Em qualquer supermercado e farmácia você pode encontrar itens para lavar a área vaginal por dentro. O problema é que ducha altera o equilíbrio natural da flora vaginal e causa infecções fúngicas vaginais.

Como prevenir?

  • É melhor evitar duchas, a menos que seu médico lhe diga o contrário.
  • O processo de limpeza desta área do seu corpo é feito pelo seu organismo de forma natural, sem a necessidade da sua ajuda.

3. Nadar em piscinas públicas

Mulher fazendo natação

As piscinas podem causar infecções vaginais, porque os produtos químicos usados ​​na água podem alterar o pH vaginal.

Embora esses produtos químicos tenham o propósito de manter as piscinas em boas condições, eles provocam a multiplicação da Candida.

Como prevenir?

  • Evite passar muito tempo nas piscinas. Se você pratica natação como esporte, é importante que você mude seu maiô molhado o mais rápido possível e seque a área com uma toalha limpa de algodão macio.
  • Ao secar a área vaginal, faça-o com cuidado e sem esfregar para evitar irritações.

4. Levar uma vida com muito estresse

O estresse pode comprometer o sistema imunológico e facilitar o desenvolvimento de infecções vaginais por fungos.

Quando você combina esse fator com os outros, seu corpo terá dificuldades para combater o desenvolvimento de candidíase.

Como prevenir?

  • Embora o estresse seja comum no estilo de vida atual, é importante que você aprenda técnicas que reduzam seus efeitos.
  • Experimente meditação, ioga e exercícios regulares.

5. Tomar antibióticos

Antibióticos

Tomar antibióticos pode causar infecções fúngicas vaginais. Isso ocorre porque os antibióticos não apenas matam os micro-organismos prejudiciais ao nosso corpo, mas também alteram o pH vaginal para um menos ácido.

Como prevenir?

  • Para evitar a candidíase vaginal enquanto estiver tomando antibióticos, tome suplementos probióticos todos os dias durante o tratamento e pelo menos uma semana depois de terminá-lo.

6. Não trocar os absorventes femininos com frequência

Como dissemos, os fungos se reproduzem em ambientes úmidos, e os absorventes femininos são excelentes para manter o excesso de umidade na área.

Como prevenir?

  • Certifique-se de trocar os absorventes femininos com frequência, especialmente quando o tempo estiver mais quente.
  • Algumas mulheres ignoram isso porque o fluxo de seu período é mínimo, mas o ideal é fazer uma mudança a cada 5 horas, no máximo.
  • Além disso, é aconselhável evitar absorventes com componentes químicos ou aromatizantes.

O que fazer se você tiver infecções fúngicas vaginais?

Em circunstâncias normais, uma infecção fúngica vaginal não é grave e pode ser tratada com medicamentos.

No entanto, é sempre uma boa ideia ir ao seu ginecologista para receber o tratamento correto e descartar quaisquer problemas sérios.

Recomendados para você