Dicas de higiene para antes e depois do sexo oral

25 Maio, 2020
Manter a higiene antes e depois da relação sexual é muito importante, mesmo quando se trata de sexo oral. Hoje, vamos conhecer algumas dicas.

A higiene antes e depois do sexo oral é muito importante. No entanto, geralmente não lhe damos a atenção que merece. Neste artigo, aprenderemos não apenas a realizar esse tipo de higiene, mas também vamos conhecer as consequências de não fazê-la.

Em matéria de sexo oral, tendemos a negligenciar as diferentes precauções que teríamos ao praticar sexo vaginal ou anal. Um exemplo é a falta de preservativo ou de barreiras orais nesse tipo específico de prática.

Higiene antes e depois do sexo oral

Como indica o artigo ‘Nível de conhecimento e comportamentos de risco relacionados a infecções sexualmente transmissíveis entre adolescenteso risco de contrair uma DST através do sexo oral é alto. Por esse motivo, também é necessário abordar a questão da higiene.

Embora possamos pensar que a higiene antes e depois do sexo oral é a mesma, é necessário ter consciência da importância de realizá-la da maneira mais apropriada para a nossa saúde. Para isso, é importante ter em mente diferentes etapas que exigem mais atenção.

Higiene antes

Higiene íntima
Antes de qualquer encontro sexual, é conveniente fazer uma higiene adequada que reduza o risco de infecções por fungos e da presença de maus odores.

Começaremos com a higiene que precisamos realizar antes do sexo oral. É preciso lavar a área muito bem com sabão e água, idealmente com um sabão adequado para a área íntima. Os homens não devem esquecer os testículos e o períneo, e as mulheres devem se concentrar nos grandes lábios e nos pequenos lábios.

Homens que não são circuncidados costumam acumular esmegma, como explica o artigo ‘Circuncisão masculina para diminuir o risco de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana e infecções sexualmente transmissíveis. Trata-se de um fluxo branco que pode causar um odor ruim.

A melhor maneira de evitar isso é puxar o prepúcio e jogar bastante água na cabeça do pênis. Depois disso, a área íntima deve ser bem seca para evitar que a umidade permita o crescimento de fungos.

No caso das mulheres, também depois de limpar bem a área genital, incluindo o ânus, é preciso secá-la muito bem. Esta é uma maneira de evitar problemas como infecções fúngicas vaginais.

Leia também: Sexo oral: 7 mitos e consequências para a saúde

Higiene depois do sexo oral

Depois do sexo, podemos ficar com preguiça de lavar a área íntima novamente. No entanto, essa é uma etapa indispensável. Como lavá-la corretamente? Por que isso é tão importante?

  • Para evitar a formação de bactérias: a limpeza da região genital de homens e mulheres após o sexo impedirá a proliferação de bactérias. Isso é especialmente importante após o uso de lubrificantes, óleos ou preservativos.
  • Para reduzir o risco de cistite: este é um problema que afeta as mulheres e pode ser evitado lavando a área íntima após o sexo oral. Não é conveniente mantê-la molhada.

Se você não estiver em casa após a relação e não houver a possibilidade de usar um bidê, pode usar lenços umedecidos. Portanto, é importante que sempre tê-los com você.

Lenços umedecidos
Na impossibilidade de tomar um banho, os lenços umedecidos são a ferramenta de higiene mais adequada.

A boca no sexo oral

Vimos até aqui algumas recomendações de higiene para antes e depois do sexo oral. No entanto, devemos prestar uma atenção especial à higiene bucal, principalmente antes de termos relações sexuais. A razão é que a boca é uma grande fonte de bactérias.

Vale lembrar também a necessidade de prevenir infecções sexualmente transmissíveis. O uso de preservativos e barreiras orais são recursos que impedirão esse contágio.

Você também pode se interessar: 11 doenças sexualmente transmissíveis (DST) que você deve conhecer

Tendemos a acreditar que as DSTs não se espalham dos órgãos genitais para a boca, mas este é um erro comum. O vírus do papiloma humano, por exemplo, pode levar ao câncer de boca. Portanto, quando se fala em higiene, também é necessário mencionar a importância de nos protegermos adequadamente.

Esperamos que este artigo tenha conseguido ajudá-lo a entender por que é importante dar atenção à higiene dos seus órgãos genitais antes e depois do sexo oral. Também queremos encorajá-lo a tomar consciência da importância de se proteger nesse tipo de encontro íntimo.

As infecções sexualmente transmissíveis estão se tornando cada vez mais comuns. Se você quiser fazer sexo oral sem preocupações, não se esqueça de considerar os métodos de proteção.

  • Carmona-Lorduy, M., Porto-Puerta, I., Lanfranch, H., Medina-Carmona, W., Werner, L., & Maturana, S. (2018). Manifestaciones bucales de enfermedades de transmisión sexual identificadas en tres servicios de estomatología en Sur América. Universidad y Salud20(1), 82-88.
  • Cháirez Atienzo, Perla, Vega Memíje, María Elisa, Zambrano Galván, Graciela, García Calderón, Alma Graciela, Maya García, Ixchel Araceli, & Cuevas González, Juan Carlos. (2015). Presencia del Virus Papiloma Humano en la Cavidad Oral: Revisión y Actualización de la Literatura. International journal of odontostomatology9(2), 233-238.
  • Valdés García, Luis Eugenio, Malfrán García, María Dolores, Ferrer Savigne, Yoire, & Salazar Aguilera, Enma. (2012). Conocimientos, actitudes y prácticas sexuales en la provincia de Santiago de Cuba. MEDISAN16(1), 1-13. Recuperado en 22 de abril de 2019, de http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1029-30192012000100001&lng=es&tlng=es.