Como escolher o preservativo mais conveniente

31 de outubro de 2019
Se a camisinha estiver muito apertada, ela pode rasgar e, se estiver muito solta, pode deslizar, portanto, deve-se escolher a que se encaixe adequadamente ao pênis do homem.

Você sabe como escolher o preservativo (masculino ou feminino) que combina com você? O masculino, consiste em um revestimento de látex (ou outros materiais sintéticos) que serve para impedir a passagem do sêmen. Além disso, serve também para evitar a propagação de infecções sexualmente transmissíveis.

Para as mulheres, também existe um preservativo que funciona de maneira semelhante e com níveis de eficácia muito parecidos. 

Os preservativos têm sido usados ​​ao longo da história. Antigamente, eles eram feitos com diferentes tipos de tecidos ou tripas de animais. Aliás, seu principal objetivo era evitar infecções sexuais e não impedir a gravidez.

Como escolher o preservativo?Como escolher o preservativo mais adequado para você

Existem preservativos de diversos tamanhos. A escolha do ajuste perfeito aumentará o conforto e a eficácia na proteção contra infecções sexualmente transmissíveis (DSTs) e gravidez indesejada.

  • Se a camisinha estiver muito apertada, ela poderá rasgar. Se estiver muito solta, pode deslizar. Portanto, quanto melhor o preservativo se encaixar, mais seguro será o sexo. Entretanto, encontrar esse ponto requer algumas medidas e alguma experiência.
  • Meça a circunferência do seu pênis. Você pode usar uma fita métrica ou um cordão para fazer isso. Verifique a largura mais adequada do preservativo.
  • Nunca use preservativos frágeis, pegajosos ou desbotados. Também não use preservativos com a embalagem adulterada.
  • Algumas camisinhas são feitas com pele de cordeiro. Oferecem menos proteção contra doenças sexualmente transmissíveis, portanto, seu uso não é recomendado se esse for o objetivo.
  • Entretanto, antes de usar preservativos de látex, verifique se você não é alérgico. Nesse caso, é melhor escolher os que são sintéticos, feitos com poliuretano, que são semelhantes e podem ser usados ​​com lubrificantes à base de água.

Não perca: Complexo do pênis pequeno: existe um problema?

Preservativos femininos

A camisinha feminina, assim como outros métodos contraceptivos, ajuda a prevenir gravidezes indesejadas e doenças sexualmente transmissíveis. Estas incluem AIDS, gonorreia, sífilis, herpes genital ou papilomavírus humano (HPV).

O preservativo feminino consiste em um cilindro de cerca de 5 centímetros de diâmetro feito de poliuretano. Também é fabricado em látex, mas o poliuretano é mais versátil para uso com certos lubrificantes.

A escolha de um ou outro dependerá das preferências das usuárias. Possui um anel flexível em cada extremidade, feito do mesmo material. Uma vez introduzido na vagina, um anel permanece dentro e o outro fica do lado de fora.

Desde o seu surgimento no início dos anos 90, o preservativo feminino foi testado e utilizado com frequência por mulheres em todo o mundo. No entanto, sua divulgação limitada, pouco conhecimento do modo de uso, custo e preconceitos de algumas sociedades impediram que muitas mulheres o escolhessem livremente.

Recomenda-se que todos conheçam bem os diferentes métodos de barreira, desse modo, poderão usá-los de maneira saudável e responsável, enquanto desfrutam de sua sexualidade.

Qual é a diferença entre eles?

Diferentes tipos de camisinhas

Em vez de serem colocados no pênis, os preservativos femininos são inseridos na vagina ou no ânus. Nos dois casos, eles fornecem proteção contra doenças sexualmente transmissíveis. Se estiverem na vagina, também evitam a gravidez. São conhecidos como ‘preservativos internos ou camisinhas internas’.

  • São pequenas bolsinhas de nitrilo (um plástico macio) que são introduzidas no órgão reprodutor feminino. Recobrem o interior da vagina e assim, criam uma barreira que impede que o esperma chegue ao óvulo.
  • O uso desse método contraceptivo requer planejamento. Embora possa ser colocado horas antes da relação sexual, a mulher pode usá-lo até oito horas antes mas apenas uma vez.

Descubra: Dicas para ter uma sexualidade plena e segura

Cuidado!

Evite usar preservativo feminino e masculino ao mesmo tempo. O atrito entre os dois pode causar que se desloquem ou se rompam. Também não é aconselhável usar lubrificantes à base de derivados de petróleo, como vaselina, pois eles podem rasgar o látex.

Entretanto, no caso de que a camisinha rasgue, ou seja inserida na vagina, ela deve ser removida. Logo depois do término da relação sexual, você deve procurar o ginecologista.

Atualmente, existe uma grande variedade de preservativos com sabor, aroma, cor, textura, etc. O objetivo é aumentar o prazer. Sendo assim, e especialmente para a sua saúde, é necessário que você saiba como escolher o preservativo que combine com você.