Sintomas de afogamento depois da natação

Afogar-se depois da natação, ou o afogamento secundário, implica a incapacidade de respirar por causa do fluido acumulado nos pulmões. Conhecer seus sintomas nos permitirá agir a tempo. Só assim podemos evitar males piores.
Sintomas de afogamento depois da natação

Última atualização: 11 Maio, 2021

Horas depois de uma experiência de quase afogamento, podem aparecer sintomas que devem ser resolvidos o mais rápido possível. Pode ser um afogamento após nadar ou um afogamento secundário. Ambos os tipos de afogamento ocorrem fora d’água. A seguir, comentaremos detalhadamente este risco pouco conhecido para que, se necessário, você esteja em melhor posição para evitar suas graves consequências.

Um risco pouco conhecido

Existem casos de pessoas que, após terem vivido uma experiência traumática na água e, mesmo depois de a terem superado, apresentarem sintomas que por vezes podem desencadear a morte. Muitas delas foram crianças. Estamos falando dos afogamentos que ocorrem fora da água. Pode ocorrer horas ou até dias após o afogamento com reanimação, mas sempre como consequência do que foi vivenciado durante o mergulho. 

De acordo com o Manual do MSD, o afogamento seco e secundário afetam principalmente os pulmões. E, a longo prazo, às funções básicas do organismo, portanto. Não é nosso propósito causar angústia ou preocupação desnecessária. Em vez disso, queremos dar as ferramentas necessárias para você reconhecer os sinais emitidos pelo corpo no caso de um incidente com estas características. Assim, você poderá estar alerta, para, se necessário, recorrer imediatamente a um serviço médico.

Um risco pouco conhecido

Visite este artigo: Descubra como a natação ajuda a melhorar a sua saúde

O que é o afogamento secundário e por que ocorre?

Segundo estudo realizado nos EUA, 75% desses casos ocorrem em crianças menores de 5 anos. Também pode ocorrer em adultos que sofreram um incidente na água ou que enfrentaram correntes repentinas. Quando uma pessoa vivencia um episódio próximo ao afogamento, pode acontecer que a água penetre, antes que as cordas vocais se fechem e impeçam sua passagem para o interior. O resultado é o edema pulmonar.

Tipos de afogamento

  • afogamento seco acontece quando a traqueia fica inflamada e causa um espasmo das cordas vocais, que se fecham e impedem a respiração.
  • Por sua vez, o afogamento secundário ocorre quando o corpo não consegue expelir o dióxido de carbono por causa do líquido acumulado nos pulmões, após uma experiência anterior de afogamento.

O afogamento pode ocorrer até 76 horas após o afogamento inicial. Existem casos cujos sintomas se manifestam até mesmo após três dias.

Sintomas de afogamento após a natação

Como vemos, muitas vezes parece que tudo está indo bem depois que a pessoa deixou a água, mas pode não ser assim. Portanto, é essencial estar atento aos seguintes sintomas de afogamento:

  • Febre.
  • Vômito.
  • Tosse constante.
  • Falta de ar.
  • Dificuldade para respirar.
  • Sonolência e cansaço incomuns.
  • Mudanças na maneira como você se comporta expressam-se em aumento da irritabilidade ou falta de energia (isso pode ser devido a menos oxigênio que chega ao cérebro).
Sintomas de afogamento após a natação

O que fazer diante o início dos sintomas de afogamento?

Em caso de afogamento após a natação, é essencial ir urgentemente ao médico. Ele tomará as medidas necessárias de acordo com o caso. Quando, depois de ver a pessoa, um episódio leve é ​​diagnosticado, provavelmente será recomendada apenas manter a pessoa sob observação.

Se, pelo contrário, o caso for mais grave, é provável que seja feita uma radiografia de tórax para excluir o inchaço ou o edema. O fornecimento de oxigênio também pode ser considerado.

Leia também: Sisu, a fabulosa estratégia finlandesa para os momentos difíceis

Como pode ser evitado?

No caso de uma criança, a supervisão é muito importante. Nunca deixe crianças sozinhas perto de um curso de água ou em uma piscina. E no caso de estar brincando, preste atenção aos seus movimentos e atenda a possíveis episódios onde ela engula água abruptamente. É aconselhável que nos quatro primeiros anos de vida, a criança aprenda a nadar e a perder o medo da água.

Se for um adulto, em caso de ter ocorrido um incidente durante a natação, observe-o nas 75 horas seguintes. Preste atenção no possível aparecimento dos sintomas de afogamento mencionados acima.

As informações sobre a importância da prevenção estão disponibilizadas ao público pela Organização Mundial da Saúde.

Conheça e observe para ajudar

Jogos aquáticos e natação são atividades de lazer típicas do verão. No entanto, não estão isentas de perigo. É por isso que é tão importante conhecer os sintomas de afogamento após nadar. Estar alerta nos ajudará a impedir que o prazer termine em tragédia. O conhecimento é o primeiro passo para ajudar outras pessoas e ajudar a nós mesmos em situações de infortúnio.

Pode interessar a você...
Muito importante para todos os pais! O afogamento secundário de crianças
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Muito importante para todos os pais! O afogamento secundário de crianças

Muitos se estremecem com notícias de acidentes terríveis envolvendo crianças que perdem a vida após sofrer um afogamento. Saiba como evitar esse pr...



  • Field, J. M.; Hazinski, M. F.; Sayre, M. R., et al. (2010). “Part 1: executive summary: 2010 American Heart Association Guidelines for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care”, Circulation, 122 (18): S640-656.
  • Ringold, S., y Glass, T. J. (2005). “Reanimación cardiopulmonar”, JAMA, 293 (3): 388.
  • Walter, F., & Boron, D. (2009). Medical Physiology: A Cellular and Molecular Approach. Amsterdam: Elsevier/Saunders.