Sisu, a fabulosa estratégia finlandesa para os momentos difíceis

22 de janeiro de 2019
Na Segunda Guerra Mundial, os finlandeses, cujo número era inferior ao dos russos, resistiram de forma inabalável e deixaram o termo "sisu", equiparável à resiliência, para a história.

A vida pode nos golpear de infinitas maneiras, por diferentes lados e através de variados métodos. No entanto, o que pode nos diferenciar uns dos outros é a forma como enfrentamos essas investidas e altos e baixos do destino.

Algo que todos sabemos é que nenhum de nós está imune à adversidade. Agora, veja bem, apesar de ninguém ter nos preparado para ela, estamos genética e biologicamente preparados para enfrentá-la.

O ser humano chegou até onde nos encontramos agora graças a três dimensões “mágicas”: perseverança, resiliência e valor.

Cada um de nós culminou no presente momento passando também por mais de uma dificuldade, de uma perda e de centenas de problemas.

Assim, todo o esforço e cada pedra superada é, sem dúvida, um sucesso do qual nos sentimos muito orgulhosos.

Muito além das técnicas para enfrentar a adversidade que cada um tem, nunca é demais conhecer o que outros países e outras culturas fazem.

Hoje, em nosso artigo, queremos falar sobre os finlandeses. Esse povo de frias latitudes esconde na verdade um coração muito quente e uma mente forte e guerreira.

Tanto é assim que esse espírito bravo ficou representado com uma palavra fantástica: Sisu. A seguir explicaremos seu significado.

Em tempos difíceis, espíritos valentes

momentos difíceis

Hoje em dia, basta dizer “Finlândia” para visualizar o que é, para muitos, um estado ideal, devido às suas grandes e inspiradoras políticas sociais e ao seu baixo índice de corrupção.

A economia finlandesa é, além disso, uma das mais avançadas e é um Estado altamente democrático.

Contudo, muito além de seu modelo social tão inspirador, há seu caráter valente, aquele da história quando, em novembro de 1939, a Rússia declarou guerra à Finlândia.

800.000 soldados finlandeses frente a 2,5 milhões de soldados russos

O confronto entre Finlândia e Rússia é, sem dúvida, um dos mais admirados da história.

Os primeiros contavam com pouco mais de 800.000 soldados frente aos mais de dois milhões de que o exército russo mandou para as suas terras que, devido ao seu clima e à sua aridez, não se diferenciavam muito da toda poderosa Rússia.

No entanto, os finlandeses resistiram bravamente. Tanto é assim que, depois de um ano de combates ferrenhos, foi firmada a paz, ficando para a história um termo, uma palavra que surgiu com força naquele contexto: “Sisu”.

Sisu, o potencial que você leva no seu interior

momentos difíceis

Sisu faz referência àquela força que o ser humano possui e que quase sempre temos adormecida.

Entretanto, em certos momentos basta que a adversidade se faça presente para que nós mesmos nos obriguemos a tirá-la da sombra e fazer uso dela para persistir, resistir e vencer.

É exatamente isso que o povo finlandês fez durante a Segunda Guerra Mundial.

Dessa forma, hoje continua sendo seu grito de fôlego e a tatuagem que levam impressas em seus corações para não se renderem seja qual for a dificuldade que surja em seus horizontes.

A seguir, explicaremos como colocá-la em prática.

Leia também: “Os assuntos pendentes te encontrarão na esquina”

As 5 dicas para enfrentar a adversidade de acordo com os finlandeses

momentos difíceis

1. Controle o estresse, não deixe que o medo o domine

Em momentos difíceis é necessário administrar de forma eficaz a ansiedade e o estresse.

Se as emoções negativas nos torturarem, nos deixaremos ser vencidos, nos transformaremos em um ramo fraco no qual o vento sopra e acaba se rompendo.

Devemos ser capazes de controlar os medos, de racionalizar o pânico e de controlar essas emoções estressantes.

2. Seja perseverante

A perseverança é uma qualidade em extinção na população atual. Isso porque somos impacientes, porque queremos tudo já e o quanto antes.

No entanto, as pessoas que dispõem do sisu são pacientes, aceitam a frustração, são criativas, esperam os momentos adequados e avançam pouco a pouco, sem se render, sem fraquejar jamais.

3. Pratique a honestidade

O respeito por si mesmo e pelos demais é essencial para o povo finlandês.

Todos se preocupam com os outros porque entendem que as alianças permitem a sobrevivência, porque cuidar e respeitar uns aos outros é ganhar em qualidade de vida.

    Leia também: “Você não é o problema, o problema é sua autoestima”

4. Aprenda a resolver os pequenos conflitos e conseguirá resolver os grandes

As pessoas com sisu não fogem dos problemas, e sim os encaram criando soluções.

O conflito é parte da vida, e aprender desde bem pequenos a resolver os problemas mais elementares nos ajudará, sem dúvida, a enfrentar as adversidades mais complexas que o destino possa nos trazer.

5. Seja resiliente hoje, amanhã e sempre

A resiliência é o reflexo da alma valente e sábia que aprendeu a enfrentar as adversidades da vida para se transformar em alguém diferente: em alguém mais forte e valente.

Sisu tem muito de resiliência. Tanto que para muitos tem quase o mesmo significado. É o reflexo de algo que, cedo ou tarde, a vida nos irá ensinar e que deveremos colocar em prática.

Os elementos que correspondem ao modo como os finlandeses encaram os problemas não são desconhecidos totalmente.

Apliquemos essas estratégias para conquistar nossas ilhas de tristeza e transformá-las em territórios de felicidade.

  • Sinkkonen, J. (2013). The Land of Sauna, Sisu, and Sibelius – An Attempt at a Psychological Portrait of Finland. International Journal of Applied Psychoanalytic Studies. https://doi.org/10.1002/aps.1340