Estilos de natação: qual é o melhor para você?

09 Julho, 2019
Todos os estilos de natação possuem características e técnicas diferentes. Por isso, antes de tomar a decisão de praticar qualquer um é bom saber antecipadamente que nível de resistência eles exigem.

Todos os estilos de natação têm muitas vantagens para o nosso bem-estar. Não só ativam os grupos musculares mais importantes do corpo, como também apoiam a perda de peso e aumentam a resistência física.

Sua prática pode começar em qualquer idade, e tem muitas vantagens em comparação com outras disciplinas esportivas. No entanto, é essencial conhecer em detalhes suas características, já que nem todos envolvem os mesmos esforços e resultados.

Estilo crawl 

Mulher nadando

Um dos estilos de natação mais populares é o crawl. Em todas as escolas de aprendizagem é o mais proeminente, uma vez que é geralmente o primeiro a ser ensinado. É a modalidade ideal para todos os iniciantes, porque sua técnica é fácil de aprender, e tem diferentes formas de coordenação.

Também é considerado o mais rápido, já que o movimento constante das pernas e dos braços otimiza a propulsão. No entanto, às vezes o estilo borboleta pode exceder suas velocidades, especialmente em alguns pontos do ciclo.

Como se faz? 

  • Para fazê-lo corretamente, mantenha seu corpo esticado, e a cabeça olhando para a frente por baixo da água.
  • Depois, comece a dar braçadas de maneira alternada, acompanhadas de chutes.
  • Quando sentir a necessidade de respirar, tire a cabeça da água, acompanhando o movimento do braço.
  • O ideal é aprender a dominar a respiração bilateral para ter um melhor desempenho.

Não deixe de ler também: Como superar o medo da água e melhorar sua técnica de natação

Estilos de natação: borboleta 

O estilo borboleta surgiu na década de 50 como uma variante do peito. É a mais moderna de todas as variantes de natação, e também uma das mais marcantes. Devido aos movimentos envolvidos, requer altos níveis de força física e boa coordenação.

Além disso, aqueles que começam em sua prática devem ter cuidado, pois um movimento ruim pode terminar em dor muscular. Portanto, é recomendado quando a pessoa já domina outro dos estilos, e tem um bom desenvolvimento muscular abdominal.

Como praticar esses estilos de natação

  • Coloque-se em uma posição ventral, semelhante ao crawl, mas concentre-se em conseguir uma boa coordenação entre o movimento dos braços e pernas.
  • Com as pernas você deve fazer um movimento semelhante ao esvoaçar dos golfinhos.
  • O chute é uma das partes mais complexas, porque você deve manter as pernas juntas para alcançar um movimento de onda constante. Isso permite que você alcance uma melhor propulsão dentro da água, e o espaço para fazer a respiração.

Estilo de costas 

Estilos de natação de costas

Um dos estilos de natação que geralmente são usados ​​para fins terapêuticos é o estilo das costas. É a terceira variante mais rápida entre as modalidades de natação, muito próximo da borboleta, mas longe do nado peito, que é o último.

Devido às suas características, muitos o catalogam como uma variante do crawl; inclusive em alguns textos ainda é conhecido como “crawl de costas”. A única regra especial que você precisa ter, é permanecer de costas durante todo o exercício.

Confira ademais: Não tem tempo para ir à academia? Fique em forma sem sair de casa com esses exercícios

Como se faz? 

  • Coloque-se de peito para cima, para que você possa executar os movimentos de braçada para trás, de forma alternada.
  • Ao mesmo tempo, chute com as pernas de maneira semelhante ao estilo crawl.
  • Ao fazer o movimento dos braços, tenha em mente o movimento dos ombros durante todo o mergulho, pois é decisivo fazer o exercício corretamente.

Estilo de peito ou bruços 

O estilo de peito, também conhecido como bruços, é a forma mais lenta de natação, embora não seja a mais fácil devido a isso. Sua diferença em relação aos outros estilos é que tanto a braçada quanto o chute têm a mesma importância.

Como se faz? 

  • Posicione-se em uma posição ventral, realizando movimentos sincronizados de braços e pernas.
  • Você deve alcançar um movimento ascendente e descendente dos ombros e quadris, acrescentando a coordenação dos braços.
  • Você não pode virar as costas, e terá que verificar se os movimentos dos braços e pernas estão no mesmo plano horizontal.
  • Os cotovelos permanecem na água, exceto no ponto de virada e chegada.

Ao praticar os estilos de natação, lembre-se de…

Lembre-se que se quiser dominar os estilos de natação você deve ser consistente com o treinamento de cada modalidade. Tente começar com os mais fáceis, e deixe os complexos para quando você tiver mais resistência física.

 

  • Yuan WX, Liu HB, Gao FS, Wang YX, Qin KR. Effects of 8-week swimming training on carotid arterial stiffness and hemodynamics in young overweight adults. Biomed Eng Online. 2016 Dec 28;15(Suppl 2):151. doi: 10.1186/s12938-016-0274-y. PMID: 28155720; PMCID: PMC5260035.
  • Latorre García, Julio, Sánchez-López, Antonio Manuel, Baena García, Laura, Noack Segovia, Jessica Pamela, & Aguilar-Cordero, María José. (2016). Influencia de la actividad física acuática sobre el neurodesarrollo de los bebés: revisión sistemática. Nutrición Hospitalaria, 33(Supl. 5), 10-17. https://dx.doi.org/10.20960/nh.515
  • Gappmaier, E., Lake, W., Nelson, A. G., & Fisher, A. G. (2006). Aerobic exercise in water versus walking on land: Effects on indices of fat reduction and weight loss of obese women. Journal of Sports Medicine and Physical Fitness, 46(4), 564-9. Retrieved from https://search.proquest.com/docview/202675658?accountid=6724