Chaves para evitar discussões sobre dinheiro no relacionamento

Às vezes é difícil evitar discussões sobre dinheiro no casamento. Felizmente, existem certas chaves para lidar com esses tipos de situações. Isso já aconteceu com você? Descubra algumas dicas.
Chaves para evitar discussões sobre dinheiro no relacionamento

Última atualização: 14 Março, 2021

Às vezes pode parecer que o amor resiste a tudo, exceto quando se trata de diferenças quanto às finanças do casal. Na verdade, muitos relacionamentos estão se dissolvendo, e uma das causas mais comuns é a dificuldade de evitar as discussões sobre dinheiro.

Portanto, a questão permanece: o que podemos fazer para impedir que a questão do dinheiro se torne um problema para os casais? Resolver essa questão é muito importante se quisermos evitar altos e baixos no relacionamento.

A esse respeito, alguns casais decidem manter suas contas separadas, enquanto outros o fazem juntos e podem monitorar o que o outro gasta. No entanto, vale a pena revisar se o esquema atual está funcionando, porque sempre surgem problemas sobre questões monetárias.

O que motiva as discussões sobre dinheiro no relacionamento?

Existem muitos motivos que podem desencadear discussões sobre dinheiro em uma relação amorosa. Alguns dos mais comuns incluem:

  • Falta de recursos em casa.
  • Não há consenso sobre a forma como o dinheiro é gasto.
  • Em alguns casais, existem membros – senão ambos – que aspiram viver um estilo ou padrão de vida mais elevado do que é realmente possível.
  • O dinheiro é utilizado como meio para humilhar, pressionar ou manipular o outro membro, pois é fato, segundo Molina e Torres, que há influência do poder econômico na dinâmica do relacionamento.
  • O casal não decide quem é o dono do dinheiro ou quem tem maior margem de manobra em suas decisões: se quem ganha mais ou se pertence a ambos igualmente.
  • Atrair a atenção das pessoas.
  • Exercer a manipulação, pois, como Ibáñez destacacostuma haver um padrão segundo o qual quem entra com mais dinheiro é quem exerce o maior poder.
  • Sentir admiração ou valor pela quantidade de dinheiro que possui.
  • Usá-lo como um meio de preencher vazios emocionais.

Essas podem ser algumas das causas que suscitam disputas entre os casais, ou seja, a forma como o dinheiro é concebido ou o significado que lhe é atribuído.

Casal com problemas de dinheiro
Existem muitos gatilhos para as discussões sobre dinheiro no casamento. Um deles é a falta de recursos para sustentar a casa.

Você pode se interessar: O medo de ser abandonado no relacionamento

Discussões sobre dinheiro: uma porta para fortalecer o relacionamento

Apesar do exposto, a atitude tomada em relação ao problema também é importante. Quando surgem questões sobre esse assunto, alguns casais simplesmente negam que haja um conflito; outros aceitam, mas se recusam a falar sobre isso. Na verdade, em alguns relacionamentos, eles começam a discutir sem parar, sem chegar a nenhuma solução.

Claro, a melhor atitude a adotar é falar com calma e transparência sobre o problema e encontrar uma solução que funcione para vocês dois.

Quando aparecem problemas de dinheiro, você não precisa ver isso de forma negativa. Pelo contrário, pode ser uma porta para o relacionamento fortalecer seus laços e ter uma comunicação mais aberta e honesta.

No entanto, há dicas para evitar que essas discussões sobre dinheiro ocorram no relacionamento. A seguir, compartilharemos algumas delas com você.

Chaves para evitar discussões sobre dinheiro no casamento

1. Estabeleça prioridades

O casal pode precisar cobrir algumas despesas domésticas, mas também quer tirar férias. Nesse caso, ambos devem tomar uma decisão compartilhada quanto ao que deve ser priorizado, e isso não significa que uma despesa seja mais importante do que a outra.

É essencial que ambos concordem quanto ao que querem gastar, principalmente se você tem outras despesas planejadas a posteriori, como comprar um carro novo ou mudar os filhos de escola, por exemplo.

2. Planejem juntos

O planejamento permite que o casal fique mais próximo. Nesse planejamento, os gastos mais essenciais devem ser atendidos primeiro. Nesse sentido, você deve primeiro estimar a receita anual que terá e depois a quantidade de dinheiro que deve ser destinada às diferentes despesas.

Isso deve incluir o pagamento da hipoteca, da escola dos filhos, das dívidas, das atividades de lazer, guardar dinheiro, entre outras coisas. Esse planejamento pode ser mais útil se você projetar uma tabela na qual as entradas e saídas de dinheiro possam ser melhor visualizadas.

Casal discutindo suas finanças
Planejar despesas e estimar o dinheiro que entra em casa é uma estratégia útil para evitar discussões associadas às finanças.

3. Evite frases ofensivas

Evite falar coisas como: “meu salário é maior”, “seu salário é inútil”, “eu decido porque eu ganho mais”, “você gasta muito”, entre outras. Esses tipos de afirmações não vão contribuir em nada e a ideia é reforçar o diálogo e chegar a um consenso.

4. Alocar uma média para despesas individuais

Se o casal decidir dividir o seu dinheiro e colocar tudo em uma conta, será necessário que cada um estipule um valor para suas despesas pessoais (roupas, calçados, presentes, caprichos, entre outros).

5. Criar um fundo para situações excepcionais

Embora não sejam esperados, também não escapam à realidade. É importante conversar sobre o que aconteceria se algum de vocês fosse demitido, ou se houvesse uma doença ou a necessidade de um conserto de emergência na casa, entre outras circunstâncias possíveis.

Além dessas indicações, deve-se ter em mente que, no momento do casamento, se inicia uma etapa em que o casal deve se projetar junto. Os planos não são mais separados, mas as decisões devem ser tomadas em conjunto, e isso inclui questões financeiras.

Pode interessar a você...
10 jogos para casamento
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
10 jogos para casamento

Você deseja ter o casamento mais divertido e lembrado por todos os seus convidados? 10 jogos para casamento que oferecem uma garantia de alegria.



  • Coelho, L., & Ferreira-Valente, A. (2016). Dinero y matrimonio: elecciones de pareja y sus predictores / Money and Marriage: Couple’s Choices and their Predictors. Revista Española de Investigaciones Sociológicas. https://doi.org/10.5477/cis/reis.156.21
  • Miguélez, A. A. (2015). El dinero en la pareja: Reflexiones sobre relaciones de pareja igualitarias. Revista Espanola de Sociologia.
  • Moreno, S. D. (2003). La Desigualdad y las Relaciones de Poder en el ámbito privado. Análisis de las parejas con dos ingresos desde una perspectiva de género. In Departamento de Economía Aplicada – Área de Sociología.
  • Xavier, V. R. (2013). Género y dinero: Múltiples matices en la relación de pareja. Psicologia Em Estudo. https://doi.org/10.1590/S1413-73722013000200017