Eudemonismo: o que é, origem e características

O eudemonismo é uma posição ético-filosófica que fundamenta as ações morais do ser humano na felicidade. Ou seja, a única forma de ser feliz seria atuando corretamente.
Eudemonismo: o que é, origem e características

Escrito por Equipe Editorial

Última atualização: 04 julho, 2023

O eudemonismo é uma corrente filosófica que inclui várias teorias éticas. Esta posição sustenta que a felicidade é um bem supremo que toda pessoa deseja alcançar. Para conseguir isso, devemos agir corretamente. Em outras palavras, seremos felizes na medida em que fizermos o bem.

Mas o que significa agir corretamente? A seguir explicaremos brevemente essa abordagem ética, alguns de seus aspectos e em quais situações da vida cotidiana essa filosofia se reflete.

O que é eudemonismo?

Eudemonismo vem do termo grego eudaimonia, que significa ‘felicidade, bem-estar ou felicidade’. Por outro lado, o dicionário define o eudemonismo como uma teoria ética que coloca a felicidade como fundamento da moralidade.

Nesse sentido, os eudemonistas assumem que a felicidade é o objetivo final que todo ser humano deseja alcançar e que a única forma de vivenciá-la é agindo moralmente bem.

Existem algumas teorias éticas que foram consideradas como eudemonismo, pois baseiam suas normas morais na realização da felicidade plena. Algumas delas são as seguintes:

  • Hedonismo ético: afirma que todo ser humano deve buscar o prazer e reduzir a dor. Da mesma forma, argumenta que a obtenção de prazer deve provir de fontes consideradas moralmente boas. Isso pode ser alcançado de forma tangível (através dos sentidos) ou no plano espiritual.
  • Estoicismo: propõe que a busca da felicidade não se obtém nas coisas materiais ou nos prazeres excessivos. Em vez disso, ela seria encontrada no controle racional dos desejos, eventos ou paixões que podem perturbar a alma. Quem o conseguir terá alcançado a virtude e a felicidade plena.
  • Utilitarismo: afirma que a melhor ação é aquela que produz maior felicidade e bem-estar para o maior número de pessoas.
Procure a felicidade.
A busca pela felicidade tem levado as pessoas a pensar em formas de alcançá-la. A partir daí, surgem correntes filosóficas que investigam esse ponto.

Como surgiu o eudemonismo?

Acredita-se que o eudemonismo tenha se originado na Grécia Antiga durante o século VI a.C. Nesse período, era comum a reflexão profunda e crítica sobre os princípios morais da época. A partir daí surgiram posições éticas, inclusive o eudemonismo.

No entanto, Aristóteles (384 a.C. – 322 a.C.) é considerado o pai e o mais importante defensor do eudemonismo. Segundo este pensador, se fizermos o bem estaremos em condições de alcançar a felicidade.

Com o passar do tempo, muitas correntes começaram a considerar a eudemonia como um bem supremo. Entre eles o cirenaísmo, o estoicismo, o neoplatonismo e o utilitarismo. Mesmo na igreja cristã, o eudemonismo teve influência com Santo Agostinho e São Tomás de Aquino.

Existem dois tipos de eudemonismo

Dependendo da extensão da felicidade, o eudemonismo foi categorizado como individual e social. Abaixo detalhamos cada um:

  • Eudemonismo individual: pode-se dizer que é o eudemonismo clássico desenvolvido por Aristóteles. Nesse caso, a busca pela felicidade pessoal é o objetivo final. Portanto, o homem deve agir corretamente para obter sua própria felicidade e satisfação.
  • Eudemonismo social: afirma que a felicidade não é apenas para um indivíduo, mas também envolve o coletivo. Esse tipo de eudemonismo é encontrado em filósofos utilitaristas. Segundo eles, as ações serão boas ou más na medida em que facilitem ou dificultem a felicidade de todos ou do maior número de pessoas.

Vale citar um terceiro tipo denominado eudemonismo político, segundo o qual a doutrina do direito e do estado estaria fundamentada no princípio da felicidade. Kant fez uma importante crítica a esse conceito, afirmando que não é a felicidade, mas sim a liberdade de acordo com as leis universais, o princípio que deve reger.

Principais características do eudemonismo

A fim de fornecer uma ideia mais clara sobre o eudemonismo, resumimos suas principais características abaixo:

  • É uma posição ética que afirma que a felicidade é o bem supremo que todo ser humano almeja.
  • As normas morais são baseadas na felicidade plena (individual ou coletiva).
  • Viver e agir de acordo com a razão deve ser o traço superior procurado por todas as pessoas.
  • Deixar-se levar pelas paixões ( emoções, sentimentos, preconceitos) não costuma levar à felicidade.
  • A felicidade é alcançada através do uso adequado da razão.

Principais representantes do eudemonismo

Existem muitos pensadores eudemonistas que surgiram ao longo da história. No entanto, vamos citar alguns dos mais influentes.

Aristóteles

Aristóteles é um dos pioneiros dessa teoria e o mais importante eudemonista. Segundo este filósofo grego, seremos justos e virtuosos na medida em que soubermos encontrar um equilíbrio entre duas paixões opostas.

Por exemplo, como agiremos de maneira generosa? Segundo esse filósofo, faremos isso encontrando um meio termo entre a generosidade e o egoísmo. Ou seja, entre uma atitude desprendida e altruísta para com os outros e o interesse pelo próprio bem-estar.

Encontraríamos esse equilíbrio através da razão. Desta forma, se o identificarmos, poderemos alcançar a felicidade.

Epicuro de Samos (341 aC – 270 aC)

Este pensador afirmou que o ser humano deve sempre buscar a felicidade. O mesmo se conseguiria com prudência, sobriedade e amizade. Como Aristóteles, ele afirmava que a razão deve ser usada para evitar excessos, pois estes podem causar sofrimento posterior.

Ele assumiu que os prazeres da alma são superiores aos do corpo. Ambos devem ser satisfeitos com a inteligência. O ideal é atingir um estado de bem-estar que ele chamou de ataraxia.

Ele não era a favor da libertinagem, mas também não apoiava a renúncia aos prazeres carnais. Em vez disso, afirmou que se deve buscar um meio termo e que as satisfações corporais devem ser realizadas desde que não causem dor posterior.

filósofos gregos.
A filosofia grega mergulhou nessa corrente a partir de diferentes abordagens.

Jeremias Bentham (1748-1832)

Ele é conhecido como o pai do utilitarismo. Ele baseia sua doutrina ética no gozo da vida em vez de sacrifício ou sofrimento. Nesse sentido, o objetivo final é alcançar a maior felicidade para o maior número de pessoas.

Esse pensador cria um cálculo de felicidade, um algoritmo que mede o grau de felicidade produzido por uma determinada ação. Daí a retidão moral. Também é conhecido como cálculo utilitário ou cálculo hedonista.

Eudemonismo em ações cotidianas

Hoje muitas pessoas agem sob o preceito do eudemonismo, quase certamente sem saber. Algumas das situações em que essa posição ética se torna evidente são as seguintes:

  • Grandes organizações não governamentais ou ONGs que prestam seus serviços gratuitamente para contribuir com a recuperação do meio ambiente.
  • Professores e educadores que dedicam seu tempo ao ensino sem receber nenhuma remuneração econômica por isso.
  • Uma pessoa que domina suas emoções em situações que as justificam (relacionadas ao estoicismo).

Então, talvez, essa corrente filosófica tenha marcado sua existência e você não sabia. Aprenda mais sobre ela e avalie se é algo que você pode aplicar em sua vida ou não.

Pode interessar a você...
Filosofía escolástica: significado e importancia histórica
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Filosofía escolástica: significado e importancia histórica

A filosofia escolástica foi uma corrente filosófica e teológica medieval que se concentrava na integração da razão com a fé religiosa.


Todas as fontes citadas foram minuciosamente revisadas por nossa equipe para garantir sua qualidade, confiabilidade, atualidade e validade. A bibliografia deste artigo foi considerada confiável e precisa academicamente ou cientificamente.



Os conteúdos desta publicação foram escritos apenas para fins informativos. Em nenhum momento podem servir para facilitar ou substituir diagnósticos, tratamentos ou recomendações de um profissional. Consulte o seu especialista de confiança em caso de dúvida e peça a sua aprovação antes de iniciar qualquer procedimento.