A importância de escolher onde envelhecer

É importante refletir a respeito de onde envelhecer desde cedo. Descubra algumas opções disponíveis e os fatores que influenciam para fazer uma escolha correta.
A importância de escolher onde envelhecer

Última atualização: 18 Julho, 2021

A maioria das pessoas tem um vislumbre de seus anos dourados vivendo sob um teto próprio, aproveitando a aposentadoria e visitando os netos. Mas esse é um fato que só se materializa na vida de alguns idosos. Outros vão precisar escolher qual é o melhor lugar para envelhecer.

Isso acontece porque, durante a passagem para a velhice, muitas e variadas circunstâncias entram em conflito. Há doenças, acidentes, perda da renda e o aparecimento de certas limitações físicas e até cognitivas.

Para os familiares dos idosos, isso se traduz na perda da liberdade e da tomada de decisões, desde as mais simples até as mais complexas. Cuidado! Esse é um assunto que devemos resolver desde cedo com planejamento. Descubra, então, por que é importante escolher onde envelhecer.

Posso escolher onde envelhecer?

O acréscimo de mais anos às nossas vidas não deveria ser prejudicial para a tomada de decisões pessoais. Portanto, é necessário planejar em tempo hábil.

Uma boa prática seria discutir essas questões com nossos pais e avós, mas se você já está na terceira idade, fique tranquilo.

Se esse for o seu caso, e se necessário, você deve limitar a superproteção vinda de filhos, netos e outros parentes próximos. Você tem que deixar claro para eles que sua opinião deve ser a mais importante no que se refere à escolha do lugar onde você vai passar a sua velhice, sem desconsiderar o fato de que ter o apoio deles vai deixá-lo muito feliz.

Sem prejuízo do exposto anteriormente, há várias questões a serem consideradas, como a sua saúde, os cuidados, o tempo e o custo que os tratamentos necessários exigem, bem como a quantidade de dinheiro disponível que você tem para lidar com essa situação.

Lares para idosos ou assistência domiciliar: qual opção é melhor?

Ambas as opções, dependendo do caso, apresentam vantagens e desvantagens. Por exemplo, se você optar por um lar para idosos, dependendo do local, pode haver ótimas instalações para o deslocamento diário, principalmente se você tiver que considerar uma cadeira de rodas.

Além disso, esses locais contam com amplos espaços e assistência médica. Há até casos em que oferecem serviços especializados, como a fisioterapia.

Por outro lado, o amor da família pode ficar mais próximo se você contratar um cuidador domiciliar. Dessa forma, você não terá que sair da sua zona de conforto e do dia a dia que já conhece. O custo monetário é menor, e quando seus parentes não estiverem presentes, pois trabalham ou estudam, você terá companhia.

Cuidador de idosos
O cuidador domiciliar vai até a casa do idoso, o que oferece a vantagem de não alterar o espaço conhecido pela pessoa.

Razões para escolher uma casa de repouso

Uma das razões pelas quais morar em uma casa de repouso é uma boa ideia é que a expectativa e a qualidade de vida costumam ser maiores. Desde que você escolha uma casa confiável, o local pode oferecer as seguintes vantagens:

  • Atenção médica constante com profissionais qualificados.
  • Instalações, banheiros, quartos e salas de recreação adaptadas.
  • Companhia de pessoas da mesma geração, além de supervisão constante.
  • Se não se sentir satisfeito, você pode voltar para a residência da sua família sempre que quiser.
  • Há um horário específico programado para receber visitas de familiares e amigos.
  • Serviços de acompanhamento com dietas saudáveis ​​prescritas.
  • Reabilitação.
  • Especialistas à disposição, como médicos, sociólogos e psicólogos.
  • Atividades recreativas e rotineiras para se manter ativo.

A maioria dos estabelecimentos procura garantir que os idosos mantenham a sua independência ou autonomia, razão pela qual os incentiva a realizar as suas próprias atividades se estiverem em condições.

Razões para escolher um cuidador domiciliar

Não existe nenhum lugar como a nossa casa! Essa costuma ser uma premissa compartilhada por muitos especialistas, especialmente os mais longevos. E essa escolha tem motivos válidos.

Algumas das razões de peso para contratar os serviços de um cuidador domiciliar são as seguintes:

  • O cuidador domiciliar pode fornecer cuidados exclusivos.
  • Esse ofício conta atualmente com cada vez mais profissionais qualificados, com vocação e experiência.
  • Contratar esse serviço normalmente é mais econômico do que pagar pela estadia na instituição.
  • Você terá um acompanhante para jogos e conversas, bem como para fazer compras ou passear pela região onde mora.
Atividade física na terceira idade
Existem lares de idosos que organizam atividades físicas de rotina para promover a saúde de seus residentes.

Descubra também: O que é o fotoenvelhecimento?

A escolha de onde envelhecer depende do que você deseja

A sua opinião é fundamental, pois este é o local onde você vai passar o resto da sua vida. A pergunta que você deve responder é se você se sentirá feliz no local que escolher. As perspectivas variam de uma pessoa para outra.

Com relação a morar em casa ou estabelecer-se em uma casa de repouso, cada um poderá avaliar as vantagens e desvantagens do seu ponto de vista. Na primeira opção você vai continuar com o relacionamento habitual com seus velhos amigos, e na segunda você vai fazer novas amizades, por exemplo.

Lembre-se de que, qualquer que seja a sua decisão, ela deve ser a melhor para você. E o melhor para você não é o melhor para todos, então você deve participar ativamente dessa escolha.

Pode interessar a você...
Com que idade começamos a envelhecer?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Com que idade começamos a envelhecer?

Os cientistas concordam que a idade em que começamos a envelhecer é a idade em que as células começam a apresentar certas falhas.



  • Barenys, Maria Pia. “Las residencias de ancianos y su significado sociológico.” Papers: revista de sociologia (1992): 121-135.
  • Zumalde, Esther Calvete. “Apoyo social y ancianos en residencias.” Zerbitzuan: Gizarte zerbitzuetarako aldizkaria= Revista de servicios sociales 25 (1994): 2.
  • Fornés, Andrea del Pilar Comelin. “¿ Quién cuida a los familiares que cuidan adultos mayores dependientes?.” Íconos-Revista de Ciencias Sociales 50 (2014): 111-127.