Erros para corrigir na alimentação saudável

30 de junho de 2019
Conseguir que sua família tenha uma alimentação saudável é mais uma dor de cabeça. Além da correria do dia-a-dia, produtos pré-cozidos e embalagens de porção única, a alimentação familiar parece ter se tornado um problema pendente para muitos lares.  

Mesmo as pessoas mais saudáveis ​​podem cometer erros na alimentação saudável que podem estragar seus planos para um estilo de vida mais saudável ou emagrecedor. Se você é um daqueles que presta muita atenção ao que come, estará interessado em descobrir como pode melhorar ainda mais sua alimentação.

Conseguir que sua família coma de forma saudável é mais uma dor de cabeça. Além da correria do dia, produtos pré-cozidos e porções individuais, a alimentação da família parece ter se tornado um problema pendente para muitos lares.

Por esta razão, em seguida vamos dizer-lhe quais erros de alimentação você pode estar cometendo. Desta forma, você e sua família podem gozar de boa saúde.

Erros na alimentação saudável que você pode estar cometendo

1. Improvisação

Comidas rápidas não são saudáveis

A maioria das famílias (até 80%, de acordo com alguns estudos) não planeja seus cardápios semanais. O resultado da desorganização é uma prática alimentar desequilibrada que leva ao excesso de peso. É necessário aprender conhecimentos básicos de alimentação para adquirir critérios nutricionais e organizar-se melhor.

Sem dúvida, alimentar-se bem hoje exige reflexão, uma compra inteligente para escolher bem sem onerar o bolso e cozinhar um pouco mais.

 Você pode estar interessado em ler ademais: Os piores alimentos que você pode comer e suas alternativas mais saudáveis

2. Erros na alimentação saudável:  light nem sempre é sinônimo de saudável

Muitas vezes a redução na gordura é suplementada com outras substâncias menos saudáveis, por isso teremos que decidir com que frequência consumimos esse tipo de alimento, para que ele não altere o equilíbrio nutricional de nossa dieta. Portanto, eles devem ser consumidos mais pontual.

Outro erro é pensar que a gordura é prejudicial. O corpo precisa de gorduras para funcionar bem. Os produtos que anunciam “0% de gordura” não só não têm gorduras más, como gorduras saturadas, e tão pouco contêm as boas, como as monoinsaturadas, úteis para a lutar contra o mau colesterol.

3. Comer poucas vezes ao dia em muita quantidade

Os especialistas recomendam cinco ingestões diárias: três refeições importantes (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches. Se não damos alimentos ao nosso organismo durante um longo período de tempo (mais de 3-4 h), o nosso corpo fica em alerta, e são acionados todos os nossos mecanismos de reserva.

Isso significa que nosso corpo começa a economizar energia e acumular gordura para aguentar e render durante as horas que não vai receber alimento. Portanto, é essencial evitar esses mecanismos de alerta para manter nosso organismo em um correto equilíbrio.

4. Não tomar café da manhã ou comer na hora errada

Coma nas horas certas

É um hábito muito difundido entre a sociedade uma crença “falsa” de que, desta forma, a perda de peso é alcançada mais rapidamente, algo que devemos começar a mudar uma vez que o café da manhã é o alimento mais importante, e que nos dá a energia necessária para o resto do dia.

Por outro lado, comer em ‘horas erradas’ também é um mau hábito, uma vez que o sistema digestivo humano vai se regulando, tem seus próprios horários, e se alterado dia após dia, isso só pode ter um efeito prejudicial sobre nós e nossa saúde.

5. Erros na alimentação saudável: abuso do sal

Abusar do sal pode causar retenção de líquidos e provocar problemas de pressão arterial. O excesso de sódio no nosso organismo afetará principalmente os rins e o coração. Trata-se de doenças que ocorrem com o passar do tempo, mediante o abuso contínuo de ingestão de sal.

Para evitar isso, é essencial seguir uma dieta adequada em que o sal é um elemento presente de maneira moderada. Uma maneira saudável de temperar os alimentos é adicionando ervas aromáticas ou especiarias.

6. Acreditar que comer uma salada já é comer verdura

Muitas pessoas pensam que comer saladas já envolve a inclusão de vegetais e verduras suficientes em sua dieta. É um erro de volume, já que uma salada básica, com alface, tomate e cebola, tem baixa densidade nutritiva e fornece principalmente água.

Além disso, para ter uma dieta saudável é necessário comer legumes de forma variada e equilibrada, como feijão verde, espinafre, ervilha, repolho, pimentão, cenoura … não existe apenas a alface!

Leia também: 5 alimentos diet que fazem você aumentar de peso sem saber

7. Muita carne e poucos vegetais

Carne sem gordura.

“Pelo menos termine o bife “, imploram algumas mães. A proteína animal não deve ocupar mais de um quarto do prato ou bandeja, assim como os legumes ou cereais do cardápio. Cereais e legumes se complementam muito bem, e também contribuem para a ingestão de proteínas.  

Em conclusão, bastam pequenas porções de carne branca ou peixe. A carne vermelha deve ser de consumo semanal, não diariamente. Os verdadeiros protagonistas devem ser as verduras e as hortaliças.

Finalmente, se você tiver alguma dúvida sobre como manter bons hábitos alimentares, não hesite em consultar um nutricionista, para lhe dar mais orientações sobre como seguir uma correta alimentação.

 

  • Strazzullo P, D’Elia L, Kandala N, Cappucio F. salt intake, stroke, and cardiovascular disease: meta-analisis of prospective studies. Brith Med J 2009; 339: 4567-86.   
  • Ducrot, P., Méjean, C., Aroumougame, V., Ibanez, G., Allès, B., Kesse-Guyot, E., … Péneau, S. (2017). Meal planning is associated with food variety, diet quality and body weight status in a large sample of French adults. The international journal of behavioral nutrition and physical activity14(1), 12. doi:10.1186/s12966-017-0461-7
  • Lin BH, Guthrie J. Nutritional Quality of Food Prepared at Home and Away From Home, 1977–2008. Econ Inf Bull No. (EIB-105) 24 pp. USDA. 2012.