Ensine seu filho a poupar dinheiro

· 21 de setembro de 2018
Ensinar seu filho a não gastar dinheiro é o segredo para que ele cresça e vire um adulto precavido e responsável. Assim, você vai garantir que não está criando um esbanjador.

Ensinar seu filho a não gastar dinheiro é importante por diversos motivos. Acima de tudo, você fará com que ele aprenda a economizar, tenha responsabilidade e saiba administrar bem seus recursos desde cedo e através de diversos mecanismos, afinal de contas, ninguém quer ter um filho gastão!

Desde a antiguidade, a economia se faz presente na vida da humanidade. Os chineses e egípcios economizavam uma parte dos alimentos e produtos que colhiam para enfrentar qualquer tipo de futura escassez. Posteriormente, foram os italianos que começaram a economizar bens materiais.

A economia é um mecanismo importante para preservar recursos. Não importa se ela é grande ou pequena: poupar dinheiro é uma maneira de administrar os bens. Para as crianças, essa deve ser uma prática recorrente, ensinada pelos pais.

Muitos pais não dão importância suficiente a esse assunto. Ensinar a poupar dinheiro acaba ficando em segundo plano na maioria dos lares em relação a outros valores.

Por que ensinar seu filho a não gastar dinheiro?

Avô ensinando a familia a poupar dinheiro

Os motivos para ensinar seu filho a poupar dinheiro variam muito. O ensino das boas condutas à criança fará com que ela se torne uma pessoa de bem. Lembre-se de que muitos dos comportamentos que você tem na idade adulta foram ensinados na infância.

Recomendamos ler também: A infância influencia o desenvolvimento da personalidade

Fomentar a economia

Como pai ou mãe, é recomendável que você não só ensine seu filho a não gastar dinheiro, como ensine a poupar também. Faça o possível para explicar tudo de maneira simples e de acordo com a idade da criança. Explique a importância de economizar. Essa aprendizagem fará com que seu filho cresça em uma cultura de austeridade. Isso é importante, caso sua família passe por qualquer crise econômica.

Economizar é necessário para evitar gastos desnecessários. Uma sugestão é criar hábitos em relação a esse tema. Dê uma mesada, um cofrinho ou ensine-o a assumir a responsabilidade pelas próprias finanças. No futuro, ele vai agradecer. Se não sabe ao certo como ensinar seu filho sobre economia, use jogos e brincadeiras.

Incentive o senso de responsabilidade

Ensinar ao seu filho a poupar dinheiro também pode ajudá-lo a ter mais responsabilidade. Seu filho terá mais consciência sobre o que possui e o que isso tudo representa.

Acima de tudo, você fará um grande esforço para garantir que ele tenha tudo o que precisa, de forma que nunca falte nada. Essa é a sua filosofia como pai ou mãe. Incentivar a responsabilidade ao evitar que ele gaste dinheiro pode contribuir para que seu filho use esse valor em outros contextos.

A responsabilidade é uma qualidade necessária em muitos aspectos da vida. Por isso, tudo que faça com que esse valor seja fortalecido no seu filho será útil para que ele se torne um bom cidadão dentro da sociedade.

Estimulando uma boa administração

Geralmente, as crianças não têm grandes gastos em comparação ao que os pais têm. Mesmo assim, é importante que o dinheiro que elas recebem seja bem administrado. É necessário que a criança seja educada sobre os gastos primordiais e os desnecessários.

A administração correta, sem sombra de dúvida, é uma das boas condutas que você pode oferecer ao seu filho. Comece por educá-lo em relação à administração dos próprios pertences. Em seguida, incentive o respeito pelos recursos disponíveis e mostre que ele deve gastar apenas com o essencial.

Reconhecer o valor do dinheiro

O dinheiro tem, necessariamente, um valor. Seu filho deve aprender a reconhecê-lo. Seja ao viver com um padrão de vida alto ou baixo, é necessário fazer com que seu filho entenda qual é o valor do dinheiro. Isso servirá para que ele entenda que não deve gastar com coisas supérfluas ou em caprichos passageiros.

Igualmente, aconselhamos que você mostre ao seu filho que o dinheiro tem um limite. O dinheiro tem um começo e um final, e não está à disposição constantemente. Essa aprendizagem vai ajudar a fazer com que seu filho valorize o dinheiro e evitará que ele desenvolva a síndrome da criança rica ou “ricopatia”.

Não perca essas 4 dicas para economizar dinheiro todos os meses

Consequências de não economizar desde a infância

Pessoa indicando sinal de dinheiro

Não economizar desde a infância pode trazer inúmeras consequências. Não poupar pode trazer problemas na idade adulta. Da mesma forma, faz com que uma pessoa fique desamparada em um momento de crise financeira.

Não ensinar seu filho a poupar dinheiro de certa forma contribui para a cultura consumista. Se você não reforçar a importância da economia desde a infância, vai acabar criando um ser irresponsável e provavelmente mau administrador. Seu filho verá o ato de gastar dinheiro como algo recorrente e normal.

Conclusões

O dinheiro é uma das forças que move o mundo. Nem você e nem o seu filho estão isentos de serem influenciados pelos gastos. Por isso, é crucial que você, como pai ou mãe, dê o exemplo em relação a como gastar dinheiro.

Os filhos são o reflexo dos pais, razão pela qual imitam suas condutas. Tente não dar a seus filhos, por meio de suas ações, razões para cair em comportamentos inadequados em relação aos recursos que possui.