7 conselhos de alimentação para crianças de 3 anos

A partir dos 3 anos, os hábitos alimentares das crianças e sua nutrição começam a mudar. É importante saber formar uma alimentação de qualidade para evitar deficiências e problemas em seu desenvolvimento
7 conselhos de alimentação para crianças de 3 anos

Última atualização: 15 Maio, 2021

Uma adequada nutrição nos primeiros anos de vida é determinante para um ótimo desenvolvimento das habilidades físicas e mentais das crianças. Por este motivo, é normal que surjam dúvidas de como devemos planejar a alimentação para crianças de 3 anos.

Durante o primeiro ano de vida segue-se recomendado a lactação materna, sempre que seja possível e que o pequeno queira. Além disso, desde então é necessário introduzir outros alimentos na dieta, pois as necessidades nutricionais vão aumentando com o passar dos anos. 

Como devemos distribuir as calorias? Quais devem ser as restrições? Sabemos que muitos pais seguem sem resolver estas perguntas. Levando em consideração que não vale improvisar, a seguir queremos compartilhar os melhores conselhos de alimentação para crianças de 3 anos.

O que devemos saber sobre a alimentação para crianças de 3 anos?

Uma das mudanças que a alimentação para crianças de 3 anos sofre é que já começam a realizar 4 refeições diárias. Na verdade, esta recomendação pode ser implementada desde os 2 anos, de acordo com a consideração do pediatra.

Inclua verduras na alimentação para crianças

À medida que a criança entra em uma fase de desenvolvimento mais ativa, as necessidades calóricas aumentam. No entanto, é de vital importância saber como distribuir a ingestão calórica, uma vez que os hábitos alimentares adquiridos nessa idade servem de guia para os anos posteriores.

Necessidades nutricionais para crianças de 3 anos

  • Calorias: 1.300-1.400 cal/dia
  • Proteínas: 30-40 g/dia
  • Carboidratos: 130-180 g/dia
  • Gordura: 45-55 g/dia

Teor calórico diário por cada prato

  • Café da manhã: 25%
  • Almoço: 30%
  • Lanche: 15%
  • Jantar: 30%

Outro aspecto que devemos prestar atenção são os comportamentos alimentares que as crianças vão adquirindo. Nesta idade é comum que sejam caprichosos e monótonos com preferência por certos alimentos. É importante garantir uma dieta balanceada para evitar deficiências nutricionais.

Prestar atenção especial às suas demandas de doces pode ter consequências negativas a médio e longo prazo. Na verdade, o consumo regular de carboidratos simples demonstrou aumentar o risco de desenvolver doenças.

Os melhores conselhos de alimentação para crianças de 3 anos

A alimentação para crianças de 3 anos começa a mudar substancialmente. Dado que já tem a capacidade de morder e mastigar, nesta etapa podemos incorporar diferentes alimentos. A seguir, compartilharemos algumas generalidades da dieta que podemos levar em consideração.

1. Dar um café da manhã diário

Cereais e aveia são uma boa escolha para a alimentação para crianças

O café da manhã é uma refeição que pode ser desequilibrada, já que às vezes aparecem produtos industriais. Por isso, nossa primeira dica para crianças de 3 anos é elaborar um café da manhã completo e balanceado todos os dias.

  • O consumo de cereais integrais, frutas e lácteos é ideal para esta refeição.

2. Limitar o consumo de processados

Os bons hábitos alimentares começam a ser ensinados desde cedo. Por este motivo, é fundamental evitar ao máximo o consumo de alimento pré-cozido, enlatados ou qualquer outro tipo de alimento processado e refinado.

  • Devemos excluir as comidas rápidas, carnes embutidas e produtos de confeitaria industrial.

De acordo com uma pesquisa publicada no The American Journal of Clinical Nutrition, o consumo de alimentos processados ​​aumenta o risco de doenças e mortalidade.

3. Não forçar as refeições

Se as crianças rejeitam os alimentos, não devemos forçar seu consumo. Agora, os pais são os que decidem qual variedade e qualidade de alimentos serão incorporados na dieta. Não se trata de forçá-los a comer, mas tampouco de criar caprichos.

4. Evitar as oleaginosas

As amêndoas, as nozes e toda variedade de oleaginosas podem ser prejudiciais dentro da alimentação para crianças de 3 anos. Ainda que sejam alimentos cheios de nutrientes essenciais, são perigosos porque podem provocar engasgos.

5. Comer com frequência

As crianças precisam comer com frequência para satisfazer suas necessidades. O problema é que muitos pais reduzem seu desejo de comer com lanches que não trazem nutrientes.

  • É importante escolher alimentos nutritivo e saudáveis em substituição aos lanches salgados de pacote.

6. Evitar as bebidas açucaradas

Refrigerante e açúcar não constituem uma boa alimentação para crianças

Todas as variedades de bebidas açucaradas são atrativas para as crianças pequenas. Se é gostoso para nós, imagine para eles. Mas, sendo conscientes do quão nocivas podem ser para a saúde, devemos evitá-las.

  • Por nenhum motivo devemos usar este tipo de líquidos na mamadeira. Sempre que quisermos uma alternativa distinta é melhor procurar os sucos naturais.

Lembre-se de que a ciência mostrou que as bebidas açucaradas aumentam o risco de desenvolver doenças metabólicas.

7. Não premiar com a comida

Um dos grandes erros que são cometidos na alimentação de crianças pequenas é usar a comida como prêmio. Cuidado! Isso pode provocar comportamentos caprichosos que depois trazem dores de cabeça. Depois de um bom comportamento evite prêmios como doces ou guloseimas.

  • As palavras amáveis ou compartilhar uma brincadeira são boas maneiras de elogiá-los.

Tome cuidado com a alimentação de crianças de 3 anos

Como pais, é fundamental garantir uma alimentação balanceada e completa desde os primeiros estágios. Escolher alimentos de boa qualidade e combiná-los da melhor forma ajuda a garantir a ingestão calórica diária que os pequenos necessitam.

Pode interessar a você...
13 alimentos para aumentar a concentração dos seus filhos
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
13 alimentos para aumentar a concentração dos seus filhos

Quando as crianças começam a frequentar a escola, a capacidade para se concentrar é uma das habilidades fundamentais no processo de aprendizagem. P...



  • Hannou SA., Haslam DE., McKeown NM., Herman MA., Fructose metabolism and metabolic disease. J Clin Invest, 2018. 128 (2): 545-555.
  • Gibney MJ., Forde CG., Mullally D., Gibney ER., Ultra processed foods in human health: a critical appraisal. Am J Clin Nutr, 2017. 106 (3): 717-724.
  • Imamura F., O’Connor L., Ye Z., Mursu J., et al., Consumption of sugar sweetened beverages, artificially sweetened beverages, and fruit juice and incidence of type 2 diabetes: systematic review, meta analysis, and estimation of population attributable fraction. Br J Sports Med, 2016. 50 (8): 496-504.