Como ensinar a resiliência aos seus filhos

09 Junho, 2020
Aprender com as adversidades e transformar o que vivemos em algo que nos faz crescer é essencial para alcançar a felicidade. Ensine a resiliência aos seus filhos para que eles sejam mais felizes!

A Academia Real Espanhola define resiliência como “a capacidade de um ser vivo de se adaptar a um agente perturbador ou a um estado ou situação adversa”. Trata-se, então, da capacidade de emergir mais forte das situações vivenciadas, independentemente de estas serem negativas ou não. Como podemos ensinar a resiliência às crianças?

Como você leu acima, a resiliência está intimamente relacionada à felicidade, porque permite que cada pessoa pegue o que viveu, aprenda com esta experiência e a transforme em algo bom para o futuro. Parece interessante? Continue lendo para descobrir como você pode criar filhos resilientes.

Ensine a resiliência aos seus filhos

Infelizmente, a resiliência não é intrínseca aos seres humanos. Não nascemos como seres resilientes, mas podemos desenvolver essa capacidade. Por esse motivo, seu papel como pai é essencial para que seus filhos aprendam a se adaptar, aceitar o que viveram, aprender e seguir em frente.

Por que a resiliência é importante?

Pensamento positivo
A resiliência nos permite ser positivos e aproveitar as adversidades para criar novas oportunidades.

Se a vida te der um de limão, faça uma limonada… pelo menos é o que diz o ditado popular, e a verdade é que é isso mesmo. Saber aceitar as adversidades que a vida nos apresenta, lidar com elas da melhor maneira possível e crescer graças ao que vivemos é importante para alcançar a felicidade.

Ensine seus filhos a serem resilientes, a transformar qualquer situação vivida em algo novo e positivo. Ajude-os a não ficarem presos ao passado e a olharem para o futuro. Mostre-lhes que é essencial desenvolver seus próprios pontos fortes em todos os aspectos da vida.

A resiliência é uma maneira de encarar a vida que permite que a felicidade seja alcançada através da transformação de qualquer situação em algo novo e melhor. Aí reside a importância da resiliência: é uma luz de esperança, porque aconteça o que acontecer, podemos transformar a experiência em algo positivo para nós.

Descubra também: 5 formas práticas de construir a resiliência

8 dicas para ensinar a resiliência aos seus filhos

No início deste artigo, mencionamos que não nascemos resilientes. Por esse motivo, o papel dos pais e professores é fundamental para criar crianças resilientes. Vamos ver juntos como você pode ensinar a resiliência aos seus filhos:

1. Dê o exemplo

Família feliz no campo
A positividade é transmitida em nosso ambiente; portanto, transmitir um pensamento maduro em relação aos seus problemas vai ensinar o seu filho a lidar com os dele.

O primeiro passo para ensinar a resiliência é praticá-la! Seus filhos só se tornarão pessoas resilientes se você for resiliente. Lembre-se de que os pequenos nos observam continuamente. Dê o exemplo e mostre ao seu filho como você consegue aproveitar ao máximo cada experiência, tornando-a positiva para você.

2. Permita que seus filhos estejam errados

Alguns pais são superprotetores, e isso não é bom para as crianças. Elas precisam de certas liberdades para experimentar e cometer erros. Dê aos seus filhos espaço para que eles possam cometer erros, porque você nunca aprende tanto quanto quando comete erros!

3. Deixe as crianças enfrentarem as consequências das suas ações

Este ponto está vinculado ao anterior. Deixe seu filho cometer um erro e assumir esse erro. As crianças devem descobrir que há consequências para as suas ações. Essa é a única maneira de elas internalizarem as normas sociais e avaliarem o que vale e o que não vale a pena!

4. Permita que seus filhos se frustrem

Criança chateada
Às vezes, protegemos nossos filhos para evitar que eles sofram, impedindo-os de aprender algo novo.

Esse é outro erro bastante comum: muitos pais impedem que seus filhos se frustrem para que eles não sofram, mas será que essa realmente é uma forma de ajudá-los? Ensine a resiliência por meio da experiência pessoal, permitindo que seus filhos tenham pequenos contratempos e aprendam que é possível encontrar algo bom em toda situação.

Você pode gostar de ler: Como os gritos prejudicam as crianças

5. Ajude as crianças a pensar

Os pais tendem a dar soluções. No entanto, as crianças devem aprender a resolver problemas, pensar e usar a lógica. Deixe seus filhos pensarem por si mesmos e ajude-os a encontrar a solução. Eles terão orgulho de si mesmos!

6. Ensine que toda mudança é uma oportunidade

Às vezes, o problema está na forma como você olha as coisas. Como você gostaria de ensinar ao seu filho que qualquer mudança, por pior que seja, é uma oportunidade? Esse é o fundamento da resiliência. Tudo pode ser transformado em algo melhor!

7. Promova a autoestima

Como ensinar a resiliência às crianças
Crianças com boa autoestima irão lidar melhor com os problemas e terão pensamentos mais felizes.

Uma criança que não se valoriza e não se considera capaz de qualquer coisa não conseguirá enfrentar dificuldades e desafios. Promova a autoestima dos seus filhos para permitir que eles se tornem pessoas resilientes.

8. Ame seus filhos e mostre isso a eles!

Por fim, mas não menos importante, ame seus filhos e mostre isso a eles com palavras, gestos e ações. Ensine a resiliência a partir do amor; somente dessa maneira você poderá criá-los com a esperança de que amanhã eles serão adultos fortes, empáticos e felizes.

Atualmente, a resiliência é algo extremamente importante. Crie um ambiente seguro para seus filhos experimentarem e desenvolverem a resiliência livremente, para que nada possa afundá-los ao longo de suas vidas.

  • American Phychological Association. Discovery Health. The Road to Resilience. https://www.uis.edu/counselingcenter/wp-content/uploads/sites/87/2013/04/the_road_to_resilience.pdf
  • American Psychological Association. 10 Ways to Build Resilience. https://wellmd.stanford.edu/content/dam/sm/wellmd/documents/10-ways-to-build-resilience.pdf
  • Gail Hornor. Journal of Pediatric Health Care. Resilience. https://www.jpedhc.org/article/S0891-5245(16)30254-1/pdf