Efeitos colaterais dos antibióticos

O uso indiscriminado de antibióticos pode torná-los menos eficazes. Além disso, é possível apresentar algum tipo de efeito colateral, uma vez que eles perturbam o equilíbrio interno do corpo.
Efeitos colaterais dos antibióticos

Última atualização: 20 Agosto, 2021

Todas as bulas têm uma seção que indica os efeitos colaterais dos antibióticos e as suas contraindicações. No entanto, é verdade que muitas vezes as pessoas não prestam atenção ou simplesmente não as leem.

Ainda assim, é importante fazer isso para evitar transtornos e rever as orientações do médico, caso você as tenha esquecido após a consulta.

Os antibióticos são medicamentos que costumam ser muito fortes (daí a sua eficácia), e por isso só devem ser tomados mediante receita médica e nas quantidades indicadas. Seus efeitos colaterais são variados e, por isso, é preciso ter cuidado e evitá-los.

Como funcionam os antibióticos?

Dicas para usar antibióticos

Os antibióticos tratam as infecções causadas por bactérias, e não as causadas por vírus. Por causa disso, os médicos nem sempre prescrevem antibióticos quando você tem uma infecção.

Agora, os antibióticos são eficazes para um certo tipo de bactéria, mas não para todas. Por esse motivo, não adianta usar a mesma coisa se estiver com dor de estômago, garganta ou ouvido.

As infecções bacterianas ‘clássicas’ são:

  • Tonsilite bacteriana.
  • Sinusite bacteriana.
  • Infecções pulmonares
  • Infecções urinárias.

Por outro lado, existem infecções ainda mais comuns, mas elas são produto de vírus e, portanto, os antibióticos não funcionam. Estamos falando de:

  • Gripe.
  • Resfriado.
  • Bronquite.
  • Faringite.
  • Otite.

Se você sofrer de alguma dessas doenças e tomar antibióticos, pode aumentar a resistência bacteriana. Em outras palavras, na próxima vez que você tiver uma infecção bacteriana, esses medicamentos não terão bons resultados. Este é um problema muito sério e cada vez mais frequente devido à automedicação.

Dicas para usar antibióticos

Aqui estão algumas recomendações para evitar a resistência bacteriana e reduzir os efeitos colaterais:

1. Use o antibiótico conforme prescrito pelo médico

Nunca se automedique ou aumente a dose indicada pelo médico. Lembre-se de que seus amigos não são médicos e de que você sempre precisa do conselho de um profissional antes de tomar um medicamento.

Também é importante cumprir os cronogramas de administração. Se o profissional indicou uma dose do remédio a cada 12, 8 ou 6 horas, siga à risca suas instruções.

2. Tome o medicamento pelo tempo prescrito

Não abandone a ingestão de antibióticos por achar que já se curou. É necessário que você cumpra todo o tratamento, conforme indicado pelo médico. Mesmo se você não tiver sintomas, a bactéria ainda pode estar no seu corpo.

3. Não guarde nem reutilize antibióticos

Se sobrarem comprimidos, não os guarde. Ter antibióticos em casa aumenta a tentação de se automedicar, o que é extremamente perigoso.

É melhor jogar fora os comprimidos que sobraram. Às vezes, as farmácias têm pontos para descartar remédios, o que costuma ser mais seguro do que jogá-los fora em casa.

Efeitos colaterais dos antibióticos

Diarreia, um efeito colateral dos antibióticos

Embora sejam prescritos pelo médico e tenham como objetivo eliminar certas bactérias causadoras de doenças, os antibióticos podem causar efeitos adversos.

É importante conhecê-los para não se assustar se isso acontecer e parar de tomá-los pensando que são prejudiciais. Esses tipos de reações costumam ser comuns, por isso são citadas nas bulas dos medicamentos.

No entanto, é importante ter em mente que elas são temporárias e, em princípio, embora incomodem, não são graves. No entanto, se perceber que este não é o seu caso e que o medicamento está afetando o seu corpo muito negativamente, vá ao médico. Pode haver uma opção menos agressiva que funcione para você.

Em qualquer caso, nunca pare de tomar o medicamento sem consultar o seu médico primeiro. Isso pode causar mais problemas do que os efeitos colaterais do antibiótico.

Diarreia

As drogas são responsáveis por matar bactérias de todos os tipos, incluindo patógenos (que causam doenças) e aqueles que vivem na microbiota intestinal.

Portanto, os antibióticos podem perturbar o equilíbrio normal dos microrganismos na flora intestinal.

Assim, é possível que reduzam o número de bactérias benéficas ou aumentem as populações de parasitas causadores da diarreia, sendo este um dos seus sintomas mais comuns.

Candidíase

Em primeiro lugar, é importante notar que este fungo, Candida, de acordo com várias pesquisas, é responsável por inúmeras infecções no corpo humano: na boca, intestino ou vagina.

Alguns antibióticos podem perturbar o equilíbrio bacteriano nessas áreas do corpo, fazendo com que as bactérias cresçam e causando infecções intestinais ou vaginais por fungos, por exemplo.

No caso do intestino, isso se deve ao aumento da colonização dessa bactéria no sistema gastrointestinal, levando à infecção.

Quanto à vagina, esses medicamentos alteram a microbiota: as bactérias se reproduzem de forma descontrolada e causam uma secreção branca e coceira.

Mais efeitos colaterais dos antibióticos

Além de diarreia e infecção por fungos, o uso desses medicamentos pode causar:

  • Problemas digestivos (má absorção ou intolerância alimentar, perda de apetite, prisão de ventre, gases, gastrite).
  • Falta de ar, aumento do risco de resfriados ou gripes.
  • Doença de pele.
  • Dores de cabeça ou enxaquecas.
  • Sensibilidade à luz solar.
  • Reações alérgicas
  • Visão turva.
  • Alteração do sistema nervoso.

Neutralizar os efeitos colaterais

Como neutralizar os efeitos colaterais dos antibióticos?

A probabilidade de ter efeitos colaterais ao fazer uso de antibióticos depende de cada pessoa. Algumas reações são altamente improváveis, mas sempre é bom tê-las em mente.

Se você estiver tomando medicamentos, preste atenção a estas dicas para neutralizar possíveis contraindicações:

  • Consulte seu médico sobre os possíveis efeitos colaterais dos antibióticos.
  • Descubra se é permitido “misturá-lo” com outros medicamentos que você toma regularmente.
  • Tome seus medicamentos com água e com o estômago cheio. Também é conveniente perguntar se o remédio pode interagir com algum alimento.
  • Não fume ou beba álcool durante o tratamento. Consulte seu médico rapidamente se você tiver dificuldade para respirar.
  • Sempre acompanhe o antibiótico com água e não com bebidas açucaradas, laticínios ou café. Na verdade, alguns estudos sugerem que o cálcio pode diminuir os efeitos da fármaco. Portanto, é aconselhável não beber leite ou laticínios até várias horas após a ingestão do antibiótico.
  • Beba mais água do que o normal. Tome chás de ervas para melhorar a digestão e a mucosa intestinal. Consuma sucos naturais (não industrializados).
  • Esqueça temporariamente os doces e chocolates e, se não tiver diarreia, aumente a ingestão de fibras. Uma dieta rica em produtos industrializados açucarados está associada a maiores problemas digestivos, de modo que os sintomas podem piorar.
  • Você pode comer um iogurte por dia para aumentar o nível de probióticos intestinais. Inúmeros estudos mostraram que eles são benéficos para a flora intestinal.
  • Em geral, mantenha uma dieta saudável que inclua peixes, carnes magras, frutas, vegetais, leguminosas e oleaginosas.
  • Não se exponha excessivamente ao sol (especialmente se um dos sintomas que você tem é sensibilidade à luz).

O que fazer se sentir os efeitos colaterais dos antibióticos?

Na próxima vez que seu médico prescrever medicamentos, estude os possíveis efeitos colaterais dos antibióticos. Também é uma boa ideia consultá-lo e discutir suas possíveis interações com outros medicamentos e alimentos.

Se você tiver alguma reação adversa, não se assuste nem pare de tomar o antibiótico, pois isso pode ser mais prejudicial. Pode parecer que o remédio é pior do que a doença, mas esse desconforto é temporário e permitirá que você alivie uma doença maior com eficácia.

Portanto, não tenha medo dos antibióticos. Em geral, como já dissemos, os efeitos colaterais, embora incômodos, não são graves. Lembre-se: se você tiver alguma dúvida, vá ao médico.

Finalmente, tome um cuidado especial com a sua dieta enquanto estiver fazendo uso desses medicamentos para tentar neutralizar o seu impacto o máximo possível. Você também deve eliminar hábitos prejudiciais, como o cigarro e o álcool. Você vai notar que isso será de grande ajuda para o seu bem-estar.

Pode interessar a você...
O que são os antibióticos naturais?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O que são os antibióticos naturais?

Os antibióticos estão ficando mais poderosos e podem ser perigosos. Conheça alguns antibióticos naturais com propriedades antibacterianas.