Diovan: usos e efeitos colaterais

20 Abril, 2020
O Diovan atua bloqueando o efeito da angiotensina II, causando o relaxamento dos vasos sanguíneos e a diminuição da pressão arterial. Conheça seus usos e efeitos colaterais a seguir.

O Diovan é um medicamento cuja substância ativa é o valsartan. Pertence a um grupo de medicamentos conhecidos como antagonistas da angiotensina II, que ajudam a controlar a pressão alta.

A pressão alta aumenta a carga de trabalho do coração e das artérias. Se não for tratada, pode danificar os vasos sanguíneos do cérebro, coração e rins, levando a um acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca ou insuficiência renal.

Como o Diovan funciona e para que é utilizado?

A angiotensina II é uma substância no corpo que causa o estreitamento dos vasos sanguíneos, levando a um aumento da pressão sanguínea.

O Diovan trabalha bloqueando o efeito da angiotensina II, fazendo com que os vasos sanguíneos relaxem e a pressão arterial diminua.

Este medicamento é encontrado na forma de comprimidos revestidos e pode ser usado para tratar três condições diferentes:

  • Hipertensão em adultos e em crianças e adolescentes acima de seis anos.
  • Tratamento de pacientes adultos após um ataque cardíaco recente, entre 12 horas e 10 dias. Ele reduz o risco de morte após um ataque cardíaco.
  • Pacientes adultos com insuficiência cardíaca: nesses pacientes, o tratamento geralmente é iniciado com 40 mg duas vezes ao dia.
Mulher tomando comprimido
O Diovan pertence a um grupo de medicamentos conhecidos como antagonistas da angiotensina II.

O seu médico aumentará a dose gradualmente durante várias semanas, para um máximo de 160 mg duas vezes ao dia. A dose final dependerá da sua tolerância específica.

Este medicamento pode ser administrado juntamente com outros tratamentos para insuficiência cardíaca, como o IECAS. É um grupo de medicamentos que pertencem ao grupo de inibidores da enzima de conversão da angiotensina (IECAS).

Os sintomas de insuficiência cardíaca incluem dificuldades para respirar e inchaço dos pés e pernas, devido à retenção de líquidos.

Uso do valsartan com outros medicamentos

O efeito do tratamento com valsartan pode ser alterado quando tomado em conjunto com certos medicamentos. Pode ser que o médico modifique a dose e tome outras precauções. Em alguns casos, o profissional poderá até mesmo interromper o tratamento com qualquer um dos medicamentos.

Entre esses medicamentos estão os usados ​​para reduzir a pressão arterial, como diuréticos, IECAS ou aliscireno. Você também deve levar em consideração medicamentos que aumentam os níveis de potássio no sangue, como suplementos de potássio ou medicamentos poupadores de potássio.

Você pode também estar interessado em conhecer: 10 frutas ricas em potássio

 Quais são os possíveis efeitos colaterais?

Como todos os medicamentos, este também pode causar efeitos colaterais, embora nem todos os tenham. Alguns efeitos adversos podem ser graves e podem requerer atenção médica imediata. A frequência de alguns deles pode variar dependendo da condição do paciente.

Você pode sentir sintomas de uma reação alérgica específica, como:

  • Inchaço da face, lábios, língua ou garganta.
  • Dificuldades para respirar ou engolir.
  • Coceira intensa na pele com erupção cutânea.

Mulher coçando a pele do braço
O consumo deste medicamento pode causar reações alérgicas que se manifestam como uma coceira na pele.

Portanto, se você apresentar algum destes sintomas, pare de tomar este medicamento e entre em contato com o seu médico. Entre outros efeitos colaterais comuns, podemos citar tonturas, baixa pressão arterial com ou sem sintomas, e sinais de diminuição da função renal.

Outros efeitos colaterais, como angioedema, perda repentina de consciência, vertigem, espasmos musculares, ritmo cardíaco anormal, tosse, fraqueza e dor abdominal, podem ocorrer, embora sejam mais raros.

Além disso, efeitos adversos como tontura e função renal reduzida foram observados com menos frequência em pacientes adultos tratados com pressão alta. No entanto, eles são mais comuns em pacientes adultos tratados por insuficiência cardíaca ou após um ataque cardíaco recente.

Comunicação de efeitos adversos

Se você tiver algum tipo de efeito adverso, consulte o seu médico sem demora.

Ao comunicar os efeitos adversos, você pode contribuir para fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento. Para obter os melhores resultados e reduzir o risco de efeitos colaterais, sempre tome este medicamento exatamente como indicado pelas diretrizes do especialista.

Descubra: Como entender a bula de um medicamento?

Conclusão sobre o Diovan

Por fim, estudos mostram que o valsartan em doses de 160 mg a 360 mg alcança melhor eficácia no controle da pressão arterial em comparação com outras moléculas do seu mesmo grupo.

  • Ripley, T. L. (2005). Valsartan in chronic heart failure. Annals of Pharmacotherapy. https://doi.org/10.1345/aph.1E327
  • Zakirova, A. N., & Zakirova, N. E. (1999). Diovan efficacy and tolerance in mild and moderate hypertension. Terapevticheskii Arkhiv.
  • Mahony, C. (2013). Second study on valsartan is threatened with retraction over alleged data manipulation. BMJ (Clinical Research Ed.). https://doi.org/10.1136/bmj.f4920
  • Huang QF, Li Y, Wang JG. Overview of clinical use and side effect profile of valsartan in Chinese hypertensive patients. Drug Des Devel Ther. 2013;8:79–86. Published 2013 Dec 30. doi:10.2147/DDDT.S38617