Dia Mundial do Rim: por que é comemorado?

Os rins são essenciais para o corpo pois desempenham muitas funções reguladoras. Portanto, uma insuficiência gera consequências perigosas. A seguir, contamos mais sobre eles e seu dia.
Dia Mundial do Rim: por que é comemorado?

Última atualização: 30 Julho, 2021

O Dia Mundial do Rim – que é comemorado toda 2ª quinta-feira de março – teve como slogan em 2021 “Vivendo bem com a doença renal”. Sua finalidade é expor a importância do bem-estar para os portadores de doença renal crônica. Com a missão de captar a dinâmica da comemoração e da doença que prejudica os rins, vamos conhecê-los brevemente a seguir.

Os rins têm uma função muito importante no organismo, pois filtram o sangue, eliminam o excesso de líquidos juntamente com as toxinas, equilibram as substâncias presentes no sangue e têm um efeito relevante na pressão arterial. Se soubermos disso, poderemos entender e observar detalhadamente o que causa o seu mau funcionamento.

Comemoração do Dia Mundial do Rim

O Dia Mundial do Rim foi criado e desenvolvido para sensibilizar a população e reconhecer a relevância dos rins para o organismo. O que se busca é a geração de consciência preventiva, esclarecimentos oportunos sobre os fatores de risco e informar sobre a melhor maneira de lidar com uma importante complicação renal.

A frase escolhida para o evento de 2021 deixa clara a sua meta: “vivendo bem com a doença renal”. Este dia foi possível, inicialmente, graças à Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN) e à Federação Internacional de Fundações Renais (IFKF).

Os rins são parte da essência da vida, então cuidar deles promoverá a longevidade.”

Metas do Dia Mundial do Rim

Os objetivos do Dia Mundial do Rim são múltiplos e importantes para que a informação chegue a todos os pontos e, assim, alcance a desejada consciência global. Entre os principais, estão os seguintes:

  • Trazer dados valiosos para diferentes setores médicos sobre o diagnóstico correto e prevenção da doença.
  • Denotar os fatores de risco que desencadeiam a patologia.
  • Valorizar o transplante renal como uma forma altamente eficaz de combater a insuficiência renal.
  • Incentivar a população a assumir a responsabilidade de ser doador como um gesto heroico que pode mudar o mundo.
  • Pedir às autoridades de saúde que levem a sério o investimento em exames que podem determinar problemas renais.
Dor nos rins
Falta de apetite, anemia e dores na região lombar são sinais incipientes de uma possível insuficiência renal.

Você pode se interessar: Os rins podem ser limpos?

Tópicos de anos anteriores

Todos os anos, desde 2006, o Dia Mundial do Rim apresenta um tema no qual o objetivo principal é impulsionar o seu avanço. Como já mencionamos, “vivendo bem com a doença renal” é o lema de 2021. Ao mesmo tempo, é interessante destacar os temas dos anos anteriores para constatar a evolução da comemoração:

2006: “Seus rins estão bem?” O tema principal foi a necessidade de identificar de maneira precoce a insuficiência renal.

2007: “Doença renal e crônica é comum, perigosa e tratável.” Este ano destacou que o problema renal é uma dificuldade com a qual se pode conviver, mas que tem efeitos adversos alarmantes se não for atendido a tempo.

2008: “Incríveis rins!”. Dar mais importância ao papel dos rins no organismo.

2009: “Proteja seus rins: mantenha a pressão baixa.” A importância de controlar a pressão arterial para que os vasos sanguíneos dos rins não sejam danificados.

2010: “Proteja seus rins: controle a diabetes.” Destacou-se neste ano que os níveis elevados de açúcar no sangue são prejudiciais aos rins.

2011: “Proteja seus rins: salve seu coração.” Mostrou-se a relação entre problemas renais e cardíacos.

2012: “Rins em defesa da vida”. Enfatizou a doação como uma ótima solução.

2013: “Pare de agredir seu rim” Impeça os danos aos seus rins tomando medidas de prevenção.

2014: “Doença renal crônica (DRC) e envelhecimento”. Aumento da incidência de DRC em idosos.

2015: “Saúde renal para todos”. Neste ano, destacou-se a busca pelo equilíbrio sanitário para tratar as diferentes deficiências dos rins.

Últimos 5 anos

2016: “A prevenção da doença renal começa na infância!” O cuidado deve ser constante com a saúde renal das crianças para evitar dificuldades de longo prazo.

2017: “Doença Renal e Obesidade: estilo de vida saudável para rins saudáveisA obesidade como fator de risco devido aos inconvenientes na síntese de citocinas no tecido adiposo.

2018: “Saúde da Mulher – Cuide dos seus rins”. A campanha deste ano foi destinada a pacientes do sexo feminino e a sua batalha contra a insuficiência renal.

2019: “Saúde do rim para todos.” Neste ano o esforço foi o de tentar valorizar a igualdade no tratamento de qualquer pessoa afetada por problemas renais.

2020: “Saúde dos rins para todos. Ame seus rins. Dose sua creatinina!” A celebração foi focada na abordagem de vários setores.

O que é a doença renal crônica?

A doença renal crônica consiste na redução gradual do desempenho dos rins, que pode ocorrer em períodos variáveis. A deterioração é marcada pelos danos aos néfrons. A função dos néfrons é filtrar os elementos do plasma sanguíneo e eliminar através da urina as excretas indesejadas. Eles podem exercer o trabalho mesmo com alguma parte danificada. No entanto, chega um ponto em que o processo de filtragem é deficiente e ocorrem problemas sanguíneos.

Causas

Entre as principais causas estão a hipertensão, a diabetes, glomerulonefrite e pielonefrite crônica. Por outro lado, existe uma probabilidade associada ao fator hereditário. Além disso, existem alguns medicamentos que podem causar insuficiência renal crônica se forem tomados por um longo período.

Em suma, a causa que apresenta maior possibilidade de levar à DRC é a diabetes. De acordo com pesquisas, 1 em cada 3 casos de problemas renais surgem de pessoas com esse problema relacionado ao excesso de açúcar no sangue.

O Dia mundial do rim destaca a diabetes como fator de risco

Importância do diagnóstico precoce

O esforço realizado através das campanhas do Dia Mundial do Rim para melhorar a fase do diagnóstico precoce se deve ao fato de dar aos especialistas uma maior margem de manobra para retardar a deterioração. Lembre-se de que os sintomas podem ser silenciosos até que a insuficiência renal atinja 90%.

É evidente que o tempo atua como principal aliado para que complicações derivadas não afetem o tratamento de que cada paciente necessita. Assim, o diagnóstico precoce salva vidas.

Tratamentos e recuperação

A primeira coisa a notar é que a doença não tem cura. No entanto, as opções dos pacientes são retardar o dano ou detê-lo. As iniciativas utilizadas são as seguintes:

  • Dieta e medicamentos específicos de acordo com o caso. Isso regula a acidez que antes era responsabilidade total dos rins.
  • Diálise. Esse procedimento realiza o trabalho de limpeza do sangue que os rins não conseguem mais fazer. Esta opção é reservada para casos críticos.
  • Transplante de rim. Este procedimento se considera a única via quando se trata de doença renal em estágio terminal (ESRD). Nesse ponto, os rins não têm mais a capacidade de funcionar e o paciente não conseguiria sobreviver.

O tempo de recuperação depende do tratamento e da gravidade do caso. Apesar disso, o controle da doença deve ser contínuo, pois o descuido pode colocar em risco a vida do paciente.

Como posso contribuir para o Dia Mundial do Rim?

O que se busca é criar consciência e ampliar informações. Portanto, a melhor forma de contribuir é transmitir as informações através das redes sociais utilizando os editais oficiais. Além disso, expressar alguma experiência pessoal ou próxima pode contribuir para aumentar a conscientização.

Outra variante da contribuição está em doações e eventos de caridade para arrecadar fundos. Enquanto isso, as formas de ajuda que podem ser manifestar mesmo à distância estão aumentando a cada ano.

O que devemos lembrar

O diagnóstico precoce é a ferramenta básica para lidar com a doença renal crônica. Por esse motivo, esperar pelos sintomas não é uma opção. A melhor maneira são as ações de controle precoce.

Nesse sentido, também é conveniente optar por hábitos de redução de risco, como adotar uma dieta com baixo teor de sal, parar de fumar, reduzir o consumo de álcool e incluir exercícios na rotina diária. Nossos rins são fonte de vida saudável! Vamos cuidar deles.

Pode interessar a você...
Quais são as principais causas da dor nos rins?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Quais são as principais causas da dor nos rins?

Diversas causas diferentes podem provocar dor nos rins, uma condição que não é muito comum. Neste artigo, falaremos sobre as principais. Confira!



  • Enfermedad renal crónica; definición y clasificación. 2008. Disponible en: https://www.medigraphic.com/cgi-bin/new/resumen.cgi?IDARTICULO=18711
  • Eknoyan G. Definición y clasificación de la enfermedad renal crónica: la búsqueda de refinamientos. Kidney Int. 2007.
  • Soriano C. Definición y clasificación de los estadios de la enfermedad renal crónica. Prevalencia. Claves para el diagnóstico precoz. Factores de riesgo para enfermedad renal crónica. Nefrología. 2004.
  • Flores J, Alvo M, Borja H, Morales J, Vega J, Zúñiga C, Müller H y Münzenmayer J. Enfermedad renal crónica: Clasificación, identificación, manejo y complicaciones. 2009. Disponible en: http://dx.doi.org/10.4067/S0034-98872009000100026
  • Coresh J, Byrd D, Astor B, Briggs J, Eggers P y Lacher D. Concienciación, prevalencia y tendencias de la enfermedad renal crónica entre los adultos estadounidenses, 1999 a 2000. J Am Soc Nephrol. 2005.