Mejor con Salud
 

Delicioso polvo galego, receita caseira

Para fazer a receita de polvo galego, não podemos ignorar o processo. Devemos cozinhá-lo várias vezes durante alguns segundos.

Delicioso polvo galego, receita caseira

Última atualização 01 Fevereiro, 2020

Você deve estar ciente de que precisa prestar muita atenção aos detalhes, não apenas na receita do polvo galego (que é relevante), mas também nos conselhos e informações nutricionais que você obtém sobre os ingredientes. Nesse sentido, o que torna essa preparação de frutos do mar tão excepcional é a contribuição nutricional que fornece.

Falando de outra forma: os elementos benéficos que entram no seu corpo ao incluir esse tipo de alimento no seu menu diário. Além disso, há outra vantagem: você quebra a rotina da carne vermelha.

Agora, se há algo que você deve ter em mente ao experimentar novas receitas é o valor cultural de onde ela vem. Ou seja, essa forma de fazer polvo tem alguma controvérsia, principalmente porque você precisa que esse invertebrado esteja vivo para conseguir realizar a preparação.

O propósito? Muito simples: consistência e textura. Com o polvo galego, ao prepará-lo, acontece que, se você já o comprou em um mercado de peixe, não terá o mesmo resultado. É necessário submergir e removê-lo várias vezes até que a carne amoleça de maneira perfeita, e você poderá notar enquanto o consome.

Mas não vamos nos adiantar. Você descobrirá essas e outras informações à medida que avança nas indicações e etapas da receita do polvo galego. Por outro lado, conter azeite e batatas é outra vantagem para o contraste de sabores desta receita.

Só resta que você conheça os procedimentos e indicações precisas e seguir da melhor maneira possível esta deliciosa e tradicional receita espanhola. Além disso, se você gosta de frutos do mar, sem dúvida essa alternativa preencherá todas as suas expectativas.

Descubra a receita tradicional do polvo galego

Antes da receita, um pouco da história sobre esta preparação

Polvo

Para fazer a receita de polvo galego corretamente, você precisa obedecer a um procedimento que é bastante curioso. Na Galiza, chama-se “susto” e refere-se basicamente ao fato de precisar cozinhar até três vezes o polvo.

Isto é, o polvo é introduzido na panela (que preferivelmente precisa ser feita de material de cobre), deve ser deixado por alguns segundos e depois ser removido. É preciso fazer isso três vezes. O objetivo é suavizar a carne do polvo e relaxar o nervo para que ele tenha um sabor muito melhor. Além disso, essa técnica permite que o animal mantenha sua pele.

Atualmente ele é servido como uma tapa e goza de uma ótima fama em todo o território espanhol, inclusive internacionalmente. Então, agora você já está ciente de todos os detalhes e curiosidades sobre esta receita galega tradicional. Só falta você se animar e começar a prepará-la… Vamos ver como!

Confira também: Receitas com atum para os amantes de peixe

Receita de polvo galego

Batatas para a receita de polvo galego

Ingredientes

  • 1 polvo inteiro (cerca de 2 quilos)
  • 5 batatas grandes (1 kg, aproximadamente)
  • 4 colheres de sopa de azeite (60 ml)
  • 3 colheres de sopa de sal marinho (45 g)
  • 1 colher de sopa de páprica (15 g)

Não deixe de ler: Meus filhos não comem peixe: o que posso fazer?

Preparação

  1. Coloque para aquecer a água em uma panela grande. É importante que seja grande e espaçosa. Caso contrário, o polvo não vai caber e será um problema técnico muito chato.
  2. Quando você perceber que a água está prestes a ferver, será a hora de “assustar” o polvo.
  3. Não se preocupe, lembre-se de que é para introduzi-lo e removê-lo três vezes em intervalos de alguns segundos; aproximadamente 5 segundos por cada submersão.
  4. Em seguida, deixe o polvo dentro da panela com a água fervente por 40 minutos.
  5. Depois desse tempo, você deixará descansar e esfriar por 5 minutos, sem tocá-lo.
  6. Então, escorra a água muito bem até secar quase completamente.
  7. Corte os tentáculos do polvo e cozinhe em outra panela; esta deve ser um pouco menor, por 20 minutos.
  8. Enquanto isso, descasque as batatas e corte-as em quatro pedaços.
  9. Cozinhe as batatas em outra panela pequena com sal.
  10. Para terminar a receita, corte o resto do polvo com uma tesoura de cozinha. Os pedaços não devem exceder 3 centímetros. Assim, eles vão se encaixar perfeitamente no prato ao servir.
  11. Finalmente, sirva o polvo numa placa de madeira e polvilhe a páprica e o sal marinho e termine com um fiozinho de azeite.
Prepare um peixe gratinado sem precisar de forno

Prepare um peixe gratinado sem precisar de forno

Se você não é uma pessoa que come muita carne vermelha, vai adorar esta receita. Você aprenderá uma técnica para fazer peixe gratinado sem usar o forno.



  • Hosomi R, Yoshida M, Fukunaga K. Seafood consumption and components for health. Glob J Health Sci. 2012;4(3):72–86. Published 2012 Apr 28. doi:10.5539/gjhs.v4n3p72
  • Pulpo a la gallega. (s.f.). En Wikipedia. Recuperado el 23 de agosto de 2018 de https://es.wikipedia.org/wiki/Pulpo_a_la_gallega
  • González Ramos, Daniel (2010). AEBIUS, ed. Recetario Casero De “El Nono” (1ª edición). pp. 111 – 112.
  • Parra, Inés Butrón. Ruta gastronómica por Galicia. Grupo Planeta Spain, 2009.
  • Sampayo, Irene Somoza. “El pulpo a la gallega, un menú tradicional.” Revista electrónica de terapia ocupacional Galicia, TOG 16 (2012): 16-5.
  • Sanchis Serrano, María. Cocina española tradición regional. BS thesis. Quito: USFQ, 2016, 2016.