6 coisas que você pode fazer para simplificar o seu quarto

O seu quarto está muito sobrecarregado e causando poluição visual e dores de cabeça? Não se preocupe: hoje daremos as melhores dicas para simplificá-lo.
6 coisas que você pode fazer para simplificar o seu quarto

Última atualização: 04 Julho, 2021

A principal vantagem de ter uma decoração simples é que, desta forma, você consegue criar ambientes que dão uma impressão de esplendor, higiene e amplitude. Nesta artigo, falaremos sobre as melhores dicas para que você possa simplificar o seu quarto.

Isso se acentua quando se trata de cômodos pequenos, onde costumamos realizar várias atividades além do sono, como estudar, trabalhar e fazer exercícios.

Além disso, o quarto é um ambiente que implica conforto. É um dos espaços mais íntimos da casa e que mostra muito sobre a sua identidade. Por isso, é importante criar uma harmonia entre estética e funcionalidade prática, reduzindo ao mínimo os elementos não essenciais.

Você poderá começar a simplificar o seu quarto levando em conta as recomendações que vamos oferecer a seguir.

1. Texturas ousadas

Uma boa maneira de simplificar seu quarto é se aventurar com travesseiros, cortinas, tapetes e cobertores com padrões não convencionais. Com elementos de diferentes texturas você ajudará a criar um ambiente com veios aconchegantes. Outra maneira de criar um espaço aconchegante é usando elementos como madeira ou couro.

2. Móveis geométricos para simplificar o seu quarto

As cores mais utilizadas na pintura de móveis costumam ser os tons de branco. No entanto, alguns objetos como vasos, espelhos, suportes para lâmpadas, molduras ou bancos também podem ser pintados de preto ou vermelho.

É importante que os móveis sejam construídos em formas geométricas genuínas, principalmente linhas retas. Essas linhas organizam a visão geral do lugar.

Móveis geométricos
O minimalismo é baseado em um design de espaços simples e funcional, que pode ser aplicado aos quartos.

3. Gerar calor com materiais de vários tipos

Ao acrescentar ao seu quarto elementos de tons dourados, fotografias, objetos pessoais e peças trabalhadas em madeira, você poderá conseguir pinceladas muito íntimas e acolhedoras em relação à sua personalidade. Além disso, elas vão aliviar a frieza dos tons de branco.

4. Predominância do branco

Embora seja aconselhável inserir uma cor neutra, como os diferentes tons de marrom ou cinza, isso é para casos muito específicos. Geralmente, sugere-se ter uma quantidade maior de objetos brancos para simplificar o seu quarto.

Este é um tom leve que relaxa o olhar e, além disso, provoca sensações de paz, amplitude e harmonia.

5. Não sobrecarregar ou acumular objetos desnecessários

Há uma tendência para o acúmulo de coisas de uso praticamente zero. O melhor a fazer a este respeito é deixar apenas os móveis essenciais no quarto. Você deve se livrar de tudo o que estiver em excesso ou, pelo menos, realocar a parafernália em outro lugar.

6. Usar a arte para definir tendências

Seguindo na linha de dar um toque que reflita sua personalidade ao ambiente, além de simplificá-lo, é possível criar algum ponto marcante que quebre, pelo menos em parte, a monotonia. Para isso, você pode usar uma cartela de cores vibrantes.

Usar a arte para definir tendências
Os tons de branco no quarto são usados ​​para simplificar e adicionar elegância ao espaço.

Feng shui, minimalismo e técnicas de Marie Kondo para simplificar o seu quarto

Já há algum tempo, as técnicas da empresária japonesa Marie Kondo em termos de tendências decorativas para a casa se tornaram muito populares. Porém, de acordo com o artigo publicado pela Universidad Pontificia de Comillas, o que ela propõe não é novidade: suas técnicas já vinham sendo implementadas há anos pelos engenheiros de produção da marca Toyota.

Segundo a tese apresentada por Carmen Graciela Pauta Freire à Universidade Nacional de Loja, o estilo minimalista surgiu no continente europeu graças às noções sobre a pureza das formas do arquiteto Ludwing Mies Van Der Roche.

A doutrina, que foi adotada pela cidade de Nova York na década de 1960 e se tornou um sucesso, pode ser condensada na frase “menos é mais”.

O feng shui, por sua vez, é uma arte milenar chinesa baseada na teoria científica que envolve a melhoria das condições ambientais que favorecem o equilíbrio e o bem-estar do ser humano e do seu habitat, segundo a tese Hua Yang para a Universidade Complutense de Madrid.

Esta disciplina tem a capacidade de descobrir portais para a criatividade, meditação e imaginação, qualidades que expandem o valor pragmático e cultural do design.

Pode interessar a você...
5 elementos decorativos para ter um lar mais aconchegante
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
5 elementos decorativos para ter um lar mais aconchegante

Com alguns elementos específicos na decoração da sua casa, você pode transformá-la em um lar aconchegante e muito acolhedor.



  • Universidad Complutense de Madrid.  Yang, Hua. Fen Shui y espacio. España 2017.
  • Universidad Nacional de Loja. Pauta Freire, Carmen Graciela. Decoración de un espacio comercial para la venta de computadoras en la ciudad de Loja. Ecuador 2011.
  • Universidad Pontifica de Comillas.  The Conversation. Marie Kondo y los ingenieros de producción de Toyota. Estados Unidos 2020.