Como reconhecer uma dieta perigosa: 5 sinais

30 de dezembro de 2018
As dietas perigosas são aquelas que prometem resultados milagrosos em questão de dias. Além disso, sugerem suprimir grupos nutricionais ou consumir pouquíssimas calorias.

Existe um conjunto de características que permitem reconhecer uma dieta perigosa que coloca em risco a saúde.

Ainda que há tempo suas consequências são advertidas; alguns ainda as seguem porque não são conscientes dos riscos envolvidos.

Mesmo que muitas pareçam “inofensivas” e “eficazes”, produzem deficiências nutricionais que aumentam o risco de doenças.

Além disso, quase sempre geram o efeito sanfona, no qual a pessoa recupera o peso perdido em pouco tempo.

Sinais para reconhecer uma dieta perigosa

As ideias falsas que rodeiam a alimentação são as razões pelas quais muitos não conseguem reconhecer uma dieta perigosa. O fato de relacionar o termo “dieta” com regimes de dias ou semanas é o que impede entender a importância de nutrição.

Assim, cabe esclarecer neste ponto que uma boa dieta não se aplica em determinado tempo. Para que seus efeitos sejam permanentes sobre a saúde e o peso, comer saudável deve ser um hábito insubstituível dentro do estilo de vida.

Portanto, se o objetivo é melhorar a alimentação e cuidar do corpoo melhor é identificar os planos “milagrosos” que pouco ou nada ajudam.

A seguir mostraremos alguns sinais chaves para que todos saibam reconhecer as dietas perigosas.

1. Restringem grupos nutricionais

Sinais de uma dieta perigosa

Todos os nutrientes essenciais desempenham um papel importante nas funções do organismo. Por isso, quando uma dieta sugere eliminar algum dos grupos nutricionaisaumenta-se o risco de reações secundárias indesejadas.

A princípio parecem dar bons resultados, já que se perde uma quantidade considerável de peso em questão de semanas.

No entanto, ao causar déficit de algum dos macro ou micronutrientes, o metabolismo se altera e doenças aparecem.

Leia este artigo: O que é o metabolismo? Existe um metabolismo rápido ou lento?

2. Prometem uma perda de peso rápida

Quando as pessoas adotam uma dieta saudável podem perder entre 0,5 a 1 quilo por semana. Por outro lado, os regimes “milagrosos” falam em perder 5 ou mais quilos nos mesmos dias.

O problema é que para cumprir com o objetivo, obrigam comer menos de 1200 calorias diárias.

Estas restrições calóricas tão altas alteram as funções metabólicas e produzem um deterioramento da massa muscular.

Posto que o organismo não recebe os nutrientes que precisa; começa a “autoconsumir” os músculos como recurso para obter energia.

3. Tem nomes atrativos

A dieta perigosa geralmente tem um nome atrativo

Para reconhecer uma dieta perigosa basta analisar seu nome; conecta-se com uma fruta? Tem o nome de alguma celebridade de Hollywood?

Pois bem, ainda que nem todas sejam prejudiciais, a maioria sugere planos hipocalóricos e restritivos que afetam a saúde.

Uma boa dieta é aquela que cumpre com o conceito de alimentação saudável. De fato, para que seja efetiva e segura, o ideal é que se adapte às necessidades de cada um; de acordo com a etapa, condição de saúde e hábitos.

4. Baseiam-se em suplementos nutricionais

O plano está sugerindo substituir as refeições principais por suplementos como vitaminas ou comprimidos? Cuidado! Este é um sinal claro para reconhecer uma dieta perigosa.

Ainda que os complementos possam apoiar a perda de peso, não devem ser a base da dieta.

Seguir este tipo de programa impede conseguir uma boa rotina de alimentação, com todos os grupos nutricionais. Por isso, depois de voltar aos hábitos normais, o peso perdido é recuperado em pouco tempo.

5. Não recomendam outros hábitos saudáveis

Fracasso na dieta perigosa

Títulos como: “perca 5 kg sem fazer exercício” ou “a melhor dieta para queimar gordura sem ir na academia” alertam um plano de alimentação pouco confiável.

Como regra geral, é importante entender que perder peso é o resultado de um conjunto de hábitos saudáveis.

Assim sendo, ainda que uma alimentação saudável permita paliar o sobrepeso, é essencial adotar outros bons hábitos como:

  • Exercício físico
  • Meditação
  • Descanso adequado

Descubra: Os perigos da anorexia

Por que é importante reconhecer uma dieta perigosa?

A maioria das dietas “milagrosas” produzem efeitos indesejados, ainda que nem todas de forma imediata.

As consequências são ainda piores quando a pessoa ignora que tem doenças como a hipertensão ou diabetes.

Reconhecer uma dieta perigosa é importante porque:

  • As deficiências nutricionais que produzem aumentam o risco de osteoporose, anemia e outras doenças crônicas.
  • Ao alterar o metabolismo, deixa suas funções lentas e aumenta a tendência de acúmulo de gorduras.
  • Conduzem a episódios de depressão, frustração e ansiedade.
  • Podem ser detonantes de transtornos de alimentação como a anorexia e a bulimia.
  • Deterioram a massa muscular e aumentam a flacidez.
  • Aumentam a produção dos hormônios da fome.

Em resumo, a melhor forma de cuidar do corpo por meio da dieta é com um plano que se adapte às necessidades do corpo.

Por isso, além de respeitar os critérios de uma alimentação balanceada, é bom consultar o nutricionista para adaptá-la corretamente.