Como proteger as crianças das ondas de calor?

As crianças nem sempre manifestam os sintomas com facilidade, por isso a continuidade e a persistência de dias com altas temperaturas podem ser prejudiciais para a sua saúde.

Última atualização: 11 Fevereiro, 2021

O sol, quando brilha e parece nos envolver com seu calor, costuma representar um motivo de felicidade. Porém, os danos que o sol provoca na pele são bem conhecidos. Apesar disso, nem sempre temos informações e alertas suficientes a respeito de como nos proteger. Este último ponto é ainda mais importante quando se trata de proteger as crianças das ondas de calor.

Como proteger as crianças das ondas de calor

Apesar de, no início do outono, o sol e sua força começarem a enfraquecer, às vezes ocorrem mudanças bruscas de temperatura que nos obrigam a usar roupas mais típicas do verão. Quando os dias quentes são contínuos e as temperaturas são muito altas, apesar de não estarmos na estação quente, devemos manter a atenção de sempre, sem nos descuidarmos dos idosos e das crianças.

Causas e consequências do excesso de calor

“A superfície corporal de uma criança não é igual à de um adulto, e as temperaturas muito elevadas fazem as pessoas transpirarem mais do que o normal. Esse sistema se esgota, e então começa o que se chama de ‘exaustão por calor’, que segue para uma insolação “
~ Pediatra Marisa Sala, do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Pediátrico do Hospital Infantil Sor María Ludovica, Argentina ~

A Sociedade Argentina de Pediatria, diante da questão de como proteger as crianças, explica que é aconselhável considerar os alertas do sistema meteorológico, que costumam antecipar situações climáticas extremas, para evitar danos à saúde.

Em consonância com o exposto, esta mesma Sociedade Científica propôs uma série de recomendações de como agir diante de uma possível onda de calor.

Recomendações

  • Certifique-se de que as crianças fiquem em locais frescos e bem ventilados contra a ameaça de altas temperaturas.
  • É importante usar roupas largas e de cores claras, de preferência de algodão. Roupas de cores claras, como tons pastéis, brancos ou sem estampa, podem ser importantes para prevenir picadas de insetos, especialmente mosquitos.

Dados adicionais a ser considerados:

  • Vale a pena oferecer líquidos regularmente. Isso inclui água e sucos naturais, evitando as bebidas açucaradas.
  • No caso de bebês que estão amamentando, a frequência das mamadas pode ser aumentada.
  • Há horários, como entre 10h e 16h, em que a exposição ao sol é desaconselhável. É importante lembrar de usar chapéu ou boné com viseira, bem como aplicar protetor solar nas áreas expostas, mesmo em dias nublados.

Leia também: Dicas para sobreviver a uma onda de calor sem ar condicionado

Além disso, devemos nos lembrar de que uma onda de calor pode estragar a diversão e se tornar um período ruim para as crianças. Por isso, antes de aproveitar os dias ao ar livre, é fundamental ter alguns cuidados.

O que é e o que não é uma insolação?

Cabe destacar que a insolação em crianças é uma alteração ou desestabilização da regulação térmica do organismo. É, portanto, uma reação do corpo que provoca uma perda excessiva de sais e água devido à exposição extrema ao sol ou ao calor.

Também pode ser causada pela desidratação, que faz com que a temperatura corporal caia por conta própria. Os mais vulneráveis ​​à insolação são crianças e idosos, que têm mais dificuldade em expulsar o calor do corpo.

Você pode se interessar: Grávida no verão: os efeitos do calor na gestação

Por fim: como proteger as crianças das ondas de calor?

Diante da questão de como proteger as crianças em períodos de ondas de calor, é importante estar atento a uma série de sinais de alerta. Sugere-se, por um lado, refrescar-se sempre que necessário. É necessário se proteger da exposição solar direta, bem como evitar todo tipo de esforço físico nos horários mais quentes.

Ao mesmo tempo, devemos cuidar das crianças mais novas e estarmos atentos a:

  • Manter uma hidratação adequada. Além disso, para prevenir diarreias e outras doenças, é importante lavar as mãos com água e sabão antes e depois de mexer nos alimentos, além de trocar as fraldas do bebê.
  • Cuidar da comida é de grande importância, pois ela se decompõe rapidamente em altas temperaturas. Os alimentos não devem ser deixados fora da geladeira para evitar o corte da cadeia de frio.
Pode interessar a você...
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Anidrose, a incapacidade de suar normalmente

A anidrose é uma condição caracterizada por uma falta anormal de suor em resposta ao calor. Pode trazer sérios riscos à saúde.



  • Sociedad Argentina de Pediatría. Comunidad. Protejamos a los niños durante los días de calor extremo. Disponible en https://bit.ly/2MaPG7G
  • Pinacho-Velázquez, J. L. (2014). «Golpe de calor» en los nĩnos. Revista Mexicana de Pediatria.
  • Culqui, D. R., Díaz, J., Simón, F., & Linares, C. (2013). análisis del impacto de las olas de calor sobre la mortalidad de laciudad de Madrid durante el período 1990-2009. Revista Espanola de Salud Publica. https://doi.org/10.4321/S1135-57272013000300007