Dicas para sobreviver a uma onda de calor sem ar condicionado

08 Setembro, 2020
Se você está enfrentando uma onda de calor e não tem ar condicionado, pode buscar a ajuda de um ventilador. Nesse caso, você precisará programá-lo para girar no sentido anti-horário.

Nossas casas podem atingir temperaturas muito altas no verão. Se você não tiver ar condicionado, quando uma onda de calor chegar, siga algumas dicas para tornar a situação mais suportável. A seguir, detalharemos o que fazer para sobreviver a uma onda de calor.

Como uma onda de calor pode nos afetar?

Para poder identificar os efeitos do calor, é preciso estar atento a insolações, cãibras, desidratação e agravamento dos problemas de saúde já existentes.

Você deve estar alerta especialmente para a possibilidade de insolação, pois quando isso ocorre, o corpo não é capaz de regular sua temperatura e os seguintes sintomas são observados:

  • Pele quente, vermelha e seca
  • Náusea e sede intensa
  • Sonolência e agressividade
  • Perda de consciência e convulsões

Quando isso ocorre, a pessoa afetada deve ser transferida para um centro de saúde.

Dicas para enfrentar uma onda de calor

Mulher enfrentando onda de calor
Para sobreviver a uma onda de calor, é importante adotar hábitos que permitam regular a temperatura do corpo. Também é aconselhável evitar a exposição direta ao sol.

Durante os dias de uma onda de calor, se você não tiver ar condicionado, precisará se refrescar de alguma forma sempre que precisar. Além disso, você deve se proteger da exposição direta ao sol. Tente também evitar fazer esforços físicos nas horas mais quentes do dia.

Por outro lado, adapte suas atividades à nova situação. Cuide dos idosos e das crianças, pois são as duas faixas da população mais vulneráveis aos efeitos de uma onda de calor.

Outras dicas que serão úteis são:

  • Fique o maior tempo possível em locais frescos, com sombra ou climatizados.
  • Evite a exposição ao sol nas horas centrais do dia (das 12 às 17 horas), bem como exposições longas ou dormir ao sol.
  • Proteja adequadamente sua pele, cabeça e olhos com roupas, chapéus ou bonés e óculos de sol.

Você também pode se interessar: É aconselhável aplicar protetor solar na cidade?

O que fazer para sobreviver a uma onda de calor se você não tiver ar condicionado?

Casal passando muito calor
Se você não tem ar condicionado, é melhor evitar todas as fontes de calor em sua casa. Idealmente, é preciso tentar deixar a residência o mais fresca possível.

Mantenha fontes de calor desnecessárias afastadas

É importante não gerar mais calor do que o que já está entrando em sua casa. Para fazer isso, desligue ou remova equipamentos elétricos quando não estiverem em uso e apague luzes desnecessárias.

As lâmpadas são outra fonte de geração de calor. Na medida do possível, evite ligá-las ou pelo menos não utilize todas ao mesmo tempo, e use LEDs ou lâmpadas de baixa potência.

Mantenha as persianas abaixadas e as cortinas fechadas

Se a atmosfera da rua estiver fresca logo de manhã, você poderá abrir as janelas para renovar o ar. Quando o sol e a temperatura subirem, é aconselhável fechar as janelas e abaixar as persianas. Se você tiver uma varanda, pode ser bom abrir o toldo para evitar os raios do sol.

Use um ventilador e gelo

Com um ventilador, gelo e sal, você pode obter um substituto caseiro do ar-condicionado tradicional. Para fazer isso, coloque uma tigela de metal com gelo e sal na frente de um ventilador.

Gere pequenas correntes de ar

Correntes de ar fresco
Criar pequenas correntes de ar pode ajudar a resfriar o ambiente quando está muito quente.

As janelas através das quais o ar sai devem ficar totalmente abertas. Por outro lado, as janelas através das quais o ar entra devem ser abertas apenas um pouco. Nesse caso, elas devem ser as que levam o vento às áreas interiores da casa, onde o ar é mais escasso.

Dessa forma, conseguimos gerar correntes de ar naturais na casa, entrando por uma janela e saindo pela outra.

Ventilador de teto

Os ventiladores de teto devem ser regulados antes e depois do verão. Com a chegada dos meses mais quentes, o ventilador deve ser programado para girar no sentido anti-horário. Assim, ele irá gerar uma corrente de ar capaz de resfriar o ambiente.

Reduza a umidade ambiente

Evite preparar refeições que demorem muito tempo, emitam calor e vapor de água que ajudam a criar um ambiente sufocante. A água que evapora no banheiro e as roupas penduradas no interior da casa também deixam o ar carregado e roubam o frescor.

Mãos e pés em água fria

Quando a temperatura subir, mergulhe os pulsos em água fria por alguns minutos. Faça o mesmo com os pés e também refresque o rosto e o pescoço. Isso pode ajudar a aliviar a sensação de calor.

Não deixe de ler: Pés em água fria: para que serve esta prática?

Conclusão a respeito de como sobreviver a uma onda de calor

Além de se proteger, hidratar o organismo e evitar a exposição ao sol durante as horas centrais do dia, você pode adotar uma série de medidas alternativas em casa se não tiver ar condicionado. Não hesite em aplicá-las neste verão ou quando as temperaturas subirem.

  • Vilches, C. y Villarroel, C. (2017). Olas de Calor. In Congreso de Oceanografía Física, Meteorología y Clima.
  • Lopéz, M. (2016). Evite que la ola de calor golpee su salud. Diario El País.
  • Fernández Mas, E., Vilavella Lizana, C., Saúl Gordo, E., Sánchez Tejeda, E., & Balmont Pi, G. (2016). Golpe de calor. FMC Formacion Medica Continuada En Atencion Primaria. https://doi.org/10.1016/j.fmc.2015.11.008