Dicas para plantar abóbora em casa

As abóboras têm vários formatos e tamanhos, mas todas são fáceis de cultivar no seu jardim. Descubra todos os detalhes a seguir.
Dicas para plantar abóbora em casa

Última atualização: 19 Setembro, 2021

As abóboras são vegetais fáceis de plantar e colher. Elas são resistentes às condições climáticas, podem ser ingeridas de várias maneiras e também são ricas em nutrientes. Resumindo, são uma boa opção para cultivar sua própria comida sem agrotóxicos. Você quer começar? Plantar uma abóbora em casa é uma boa maneira de fazer isso.

A variedade desse vegetal é grande, com diferentes tamanhos, cores e sabores. Elas são divididas em dois grandes grupos; de um lado, as abóboras de verão, que crescem mais rápido, além de serem mais macias. Por outro lado, temos as de inverno, que demoram um pouco mais, mas têm uma casca resistente, cor intensa e maior conservação.

No entanto, todas elas são acessíveis para trabalhar com as suas próprias mãos. Como base, deve-se levar em conta que o cuidado de qualquer abóbora em casa deve ter uma boa quantidade de luz solar, regas frequentes e uma série de recomendações para o seu plantio e extração.

Tipos de abóbora e preferências climáticas

Para plantar uma abóbora em casa, é necessário levar em consideração as condições climáticas em que ela se desenvolve. Tanto as de verão quanto de inverno não toleram solo frio ou geadas, sendo a primavera a estação indicada para o plantio. As sementes não devem ser depositadas até que se tenha certeza de que as últimas ondas de frio do inverno já passaram, dependendo de onde você mora.

É aconselhável esperar um período de duas semanas após esse evento. Além disso, se a região continuar a ter noites muito frias, é melhor deixar o vaso dentro de casa ou, se ela foi plantada no jardim, cobrir com um plástico. Quanto às variedades, há aquelas em forma de arbusto, adaptáveis a pequenos espaços, mas também temos as trepadeiras, que ocupam mais espaço e crescem verticalmente. Elas podem ser gentilmente presas a uma treliça.

Tipos de abóbora e preferências climáticas
Antes de iniciar a colheita da abóbora em casa, é interessante conhecer as variedades mais comuns.

Variedades de verão

A maior classificação é pela época de colheita. As de verão demoram cerca de dois meses para produzir frutos, crescem em maior número e podem ser consumidas mesmo que não estejam completamente maduras. As mais conhecidas são as seguintes:

  • Abobrinha. É uma das variedades mais utilizadas no mundo. O cultivo é simples e sua colheita é abundante.
  • Scallop ou Pattypan. Esta versão é redonda, com um sabor suave e uma cor verde clara.
  • Straight-neck. A particularidade é sua cor amarela forte e um formato semelhante ao da berinjela. Colheita rápida e grande.
  • Crooked-neck. Distingue-se pelo gargalo em forma de garrafa. Costuma ser usada para fazer receitas à milanesa.

Variedades de inverno

Plantar uma abóbora desse estilo em casa exige um pouco mais de paciência, pois os frutos demoram pelo menos três meses para amadurecer. No entanto, a sua casca grossa lhe confere uma maior margem de conservação.

  • Buttercup. A planta desta fruta é uma videira, por isso requer muito espaço. Seu sabor é intenso e pode ser consumida assada ou em forma de sopa.
  • Bolota. Esta variedade fica com um sabor melhor se for guardada de dois a três meses após a colheita. É a típica abóbora usada para rechear e cozinhar no forno.
  • Hubbard. Outro tipo ideal para guardar por muito tempo, já que dura até seis meses após a extração. Sua cor azul clara é marcante.
  • Espaguete. Seu nome indica que, quando assada, é fácil de cortar e montar no formato do popular macarrão. Uma alternativa para consumir macarrão sem a farinha.
  • Abóbora. A típica abóbora laranja usada na festa de Halloween, embora um pouco menor. É muito boa no forno e em bolos.

Não deixe de ler: Como cultivar batatas em casa?

Passos e condições para plantar uma abóbora em casa

Se o plantio for feito em vasos, deve-se usar um recipiente de 40×40 centímetros, com capacidade para 60 litros. Para o aterro, uma mistura de solo poroso e adubo é melhor. No caso das sementes serem plantadas direto no solo, deve-se adubar previamente, com argila, areia e matéria orgânica.

Embora o transplante não seja impossível, em geral a abóbora não resiste bem, por isso é aconselhável evitá-lo. Você deve deixar uma distância aproximada de um metro entre as plantas de verão e um metro e meio entre as de inverno. Cultivar e cuidar de uma abóbora é simples, seguindo uma série de etapas.

Plantando em um jardim ou vaso

Primeiro, o solo deve ser varrido várias vezes para remover os restos de raízes ou pedras. Em seguida, coloque duas ou três sementes – com a distância indicada – e cubra. Para o cultivo em vasos, é bom plantá-las em um buraco de solo formado com as mãos, que tem 2,5 centímetros de profundidade, e cobrir com 3,5 cm de solo.

Você pode comprar sementes em uma loja de jardinagem ou usar as de uma abóbora, mas a abóbora deve ser grande, madura e com uma casca firme. Se a segunda opção for escolhida, elas devem ser expostas ao sol por três dias antes do plantio. Uma vez na terra, elas levam de uma a duas semanas para germinar. Primeiro aparecem as flores masculinas e depois as femininas, onde o fruto é gerado.

Atenção

As plantas de abóbora se beneficiam de muita matéria orgânica, especialmente fertilizantes com cálcio adicionado. É necessário alimentá-las quando começam a florescer e repetir o processo quando aparecem os primeiros frutos. O composto orgânico ajuda a reter a umidade no solo e protege as raízes, de forma a minimizar o surgimento de ervas daninhas.

Sol e rega

A abóbora requer pelo menos cinco horas de sol por dia. Nos vasos isso é mais fácil, pois eles podem ser movidos de lugar. Se você mora em locais onde o calor é muito forte e as horas de luz intensa excedem esse tempo, pode colocar um protetor que crie uma sombra. Isso só é necessário se as folhas e flores da planta estiverem caídas.

Outro aspecto é a rega. Elas não precisam de muita água, uma ou duas vezes por semana é o suficiente. É aconselhável regá-las de manhã e sempre que o solo estiver seco. Sempre na base, sem molhar as folhas, pois a umidade pode trazer doenças.

Polinização manual

A polinização é um processo natural realizado por certos insetos. Porém, há regiões em que eles são escassos e é preciso que você faça isso. Basta cortar uma flor masculina, com um caule mais longo e fino, e retirar as pétalas.

Feito isso, o caule deve ser usado como uma escova para escovar o pólen através do centro da flor feminina. Elas se diferenciam por apresentar hastes mais grossas e uma pequena protuberância atrás, que se tornará o fruto. Você também pode usar um cotonete.

Colheita

Nas variedades de verão, a colheita é mais fácil e pode ser feita quando os frutos ainda são pequenos. Não é aconselhável deixá-los crescer muito. As quantidades costumam ser grandes e, se a extração for regular, a planta produzirá mais frutos. Nas variedades de inverno, a colheita ocorre no outono, quando as cores dos frutos se intensificam e a casca fica dura.

O tamanho deve ter entre 15 e 20 centímetros de comprimento. Uma faca de poda afiada ou tesoura deve ser usada para cortar os frutos. Na medida do possível, evite mover muito o caule e deixar um pedaço da videira preso. Para uma melhor maturação, deixe-as ao sol durante uma semana e depois armazene em um local fresco.

Como cuidar de uma abóbora em casa
Quando as cores da abóbora se intensificam, é hora de começar a colheita.

Insetos

Em relação às pragas, cuidados especiais devem ser tomados com caramujos e lesmas, pois eles tendem a se alimentar das suas folhas. Se houver vestígios de muco, significa que passaram por lá. Nas primeiras semanas de plantio, costuma haver uma maior possibilidade de ameaças.

Os mais comuns são percevejos, pulgões e besouros. É bom verificar bem a planta e, se necessário, usar agrotóxicos confiáveis, sempre com luvas e proteção para os olhos.

Doenças

Essas plantas podem sofrer distúrbios devido ao excesso de umidade, como o aparecimento de um fungo que gera bolor cinzento. Manifesta-se com manchas claras nas folhas ou frutos. Para evitar isso, é necessário reduzir a umidade com ventilação e não acumular muitas mudas em um só lugar. Se já estiver infectado, é aconselhável remover as partes danificadas para que não se espalhe.

Nada é desperdiçado ao plantar uma abóbora em casa

As flores masculinas que são cortadas ou que caem da planta são utilizadas por muitos cozinheiros para fritar, rechear ou temperar sopas e massas. Elas fornecem um sabor suave de abóbora.

Uma técnica conhecida como plantio sucessivo é aplicada colocando sementes a cada duas a três semanas, até meados do verão. Desta forma, a colheita será constante até a chegada do inverno. Esse detalhe contribui para a polinização, que gera mais frutos.

Pode interessar a você...
Como construir uma horta orgânica em casa?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Como construir uma horta orgânica em casa?

Uma horta orgânica pode nos oferecer uma grande variedade de frutas e hortaliças para inserir em nossa alimentação cotidiana.