Como escolher um iogurte saudável?

07 Abril, 2020
O iogurte é um alimento de alta qualidade nutricional que pode ser incluído em uma dieta saudável. No entanto, é importante saber escolher a opção certa, evitando aqueles que contêm muito açúcar.

Chegar às geladeiras do supermercado e tentar escolher um iogurte saudável tornou-se uma tarefa realmente difícil. Além da grande variedade de marcas e sabores disponíveis, precisamos levar em conta tudo que é adicionado em cada produto.

Assim, somos forçados a ler a lista de ingredientes dos rótulos que, muitas vezes, não são totalmente claros. O que devemos considerar para fazer uma boa escolha? Explicaremos todos os detalhes a seguir.

Qual é o iogurte mais saudável?

Para começar, vamos direto ao ponto: o melhor iogurte que podemos escolher é o iogurte natural, integral e sem açúcar. Não estamos interessados ​​em iogurtes “com” ou “sem”.

Os ingredientes de um bom iogurte devem ser apenas dois: leite e fermento lácteo. Portanto, tudo que fugir dessa fórmula simples não pode ser considerado uma boa opção para a nossa alimentação diária.

Propriedades nutricionais e benefícios dos iogurtes

Alimentação saudável
O melhor iogurte é o natural, sem aditivos, sabores ou conservantes. Esta opção é rica em proteínas, probióticos e outros nutrientes que favorecem a saúde.

Se soubermos escolher um iogurte saudável, ele poderá trazer benefícios à nossa saúde, porque é um alimento que nos fornece muitos nutrientes e pode fazer parte de uma dieta saudável e equilibrada sem nenhum problema.

Embora sua composição nutricional possa variar entre aqueles feitos com leite de vaca, ovelha ou cabra, em geral, podemos dizer que ele nos fornece:

  • Proteínas de alto valor biológico.
  • Gorduras saturadas.
  • Cálcio e fósforo.
  • Vitaminas A e D.

Além de ser um alimento nutritivo, um dos principais benefícios do iogurte é que ele é muito rico em probióticos. Contém quantidades significativas de bactérias benéficas, principalmente lactobacilos e estreptococos, que nos fornecem efeitos positivos no organismo, não apenas a nível intestinal.

Além disso, embora tenha um sabor levemente ácido, é um alimento muito leve e digestivo. Mesmo para pessoas com problemas de intolerância à lactose, é muito melhor do que o leite, pois a lactose foi decomposta por bactérias.

Finalmente, podemos destacar que graças às suas proteínas e gorduras, é um alimento saciante, também indicado para pessoas que seguem dietas para perder peso.

Leia também: Como fazer iogurte natural em casa?

Qual tipo de iogurte não é saudável?

Para poder aproveitar todos os benefícios do iogurte, precisamos escolher um que seja saudável. Basicamente, trata-se de parar de comer as opções que não devem ser consumidas com frequência. As piores opções são os iogurtes com altos níveis de açúcar, os desnatados e as sobremesas lácteas.

1. Com adição de açúcar

Um dos focos de atenção deve se concentrar principalmente na quantidade de açúcar adicionado que pode ser encontrada em muitos iogurtes. Estas são as variedades que não são iogurtes naturais e geralmente são feitas com açúcar ou adoçantes:

  • Iogurtes de frutas. A maioria deles tem uma quantidade irrisória de frutas.
  • Iogurte com cereais, muesli ou os “superalimentos” aos quais se adicionam, por exemplo, goji berry, quinoa, chia, etc. Geralmente, a porcentagem desses ingredientes “especiais” é tão pequena que os benefícios para o organismo são mínimos.
  • Bebidas e iogurtes funcionais. São aqueles aos quais foi adicionado algum componente que pode ser benéfico para a saúde. Referimo-nos a probióticos, cálcio, esteróis vegetais, entre outros. Se seguirmos uma alimentação suficiente e saudável, eles não serão necessários. Muitos deles têm uma longa lista de ingredientes (como aromas, corantes e outros aditivos) que não contribuem para a nutrição.
  • Iogurtes para bebês. A partir do nono mês, os bebês podem começar a tomar algumas colheres de iogurte. Mas cuidado com os iogurtes preparados especialmente para eles, pois geralmente são um produto muito menos saudável do que os iogurtes naturais integrais que já conhecemos.

2. Iogurtes desnatados

Iogurte caseiro natural
Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os iogurtes desnatados não são as melhores opções para a dieta. Embora contenham menos gordura, podem conter amidos, adoçantes e outros aditivos.

Um dos problemas dos iogurtes desnatados ou 0% de gorduras é que eles perdem a cremosidade e o sabor proporcionados pela gordura.

Os fabricantes acabam adicionando outros ingredientes, como adoçantes, amidos e outros aditivos, para dar sabor e consistência. Portanto, o resultado final é um produto de qualidade nutricional pior do que um iogurte integral feito apenas com leite e fermento lácteo.

Além disso, estão surgindo estudos científicos que negam a má reputação do leite integral, das gorduras saturadas e a sua relação com o excesso de peso, colesterol e os problemas cardiovasculares. De fato, afirma-se que:

“Uma ingestão de produtos lácteos integrais dentro dos padrões alimentares típicos está inversamente associada ao risco de obesidade”.

Embora esses estudos não sejam conclusivos, abrem as portas para novas pesquisas a respeito do tema.

Mais dicas? Então leia: Como fazer um molho de iogurte caseiro

3. Sobremesas lácteas prontas

Nós nos referimos a cremes, flans, mousse de chocolate e similares. Embora a maioria seja feita de leite, todos também contêm muito açúcar. Aliás, alguns contêm até 25 gramas; portanto, com uma unidade, estaríamos excedendo as quantidades mínimas diárias recomendadas pela OMS para crianças.

Posso escolher outro tipo de iogurte saudável?

Uma ótima opção de lanche da tarde
Temos a opção de fazer nossas próprias combinações com o iogurte natural. Podemos acrescentar frutas, nozes, coco ralado e muitos outros alimentos saudáveis.

A verdade é que, como existem muitas opções não recomendadas, parece que o campo de escolha é um pouco reduzido.

Existem outros tipos de laticínios que também podemos comer com tranquilidade e são boas opções para a nossa dieta diária:

  • Iogurte grego natural.
  • Kefir natural.
  • Skyr: é um tipo de iogurte islandês com um sabor um pouco mais cremoso e mais ácido. A quantidade de proteína é seu maior benefício.
  • Outros laticínios, como o quark, um queijo fresco batido.

É claro que sempre temos a opção de personalizar o consumo do iogurte escolhido adicionando frutas picadas, passas, damascos secos, tâmaras, coco ralado, baunilha, nozes, sementes ou chocolate amargo. Vemos que as combinações são infinitas: é impossível enjoar!

  • Stanhope KL., Sugar consumption, metabolic disease and obesity: the stateo f the controversy. Crit Rev Clin Lab Sci, 2016. 53 (1): 52-67.
  • Abraham BP., Quigley E., Probiotics in inflammatory bowel disease. Gastroenterol Clin North Am, 2017. 46 (4): 769-782.
  • Tunick MH., Hekken DL., Dairy productos and health: recent insights. J Agric Food Chem, 2015.