Como cultivar rosa mosqueta em casa

Esta é uma planta fácil de cuidar, bastante escolhida para uso ornamental. Mas, além disso, ela também possui propriedades benéficas para a pele e pode ser útil para a gastronomia.
Como cultivar rosa mosqueta em casa

Última atualização: 02 agosto, 2022

A rosa mosqueta é uma planta nativa da Europa, porém muito popular no planeta todo. Isso ocorre porque ela é fácil de cuidar e possui uma estética decorativa. Cultivar rosa mosqueta em casa é uma tarefa simples, mas que requer atenção a alguns passos específicos e um substrato com os nutrientes adequados.

Além disso, esta planta apresenta múltiplos benefícios para o universo da cosmética. Graças às suas propriedades favoráveis à elasticidade da pele, é comum a sua utilização para a produção de produtos para a pele. Cultivar rosa mosqueta em casa de forma correta, fazendo uma boa manutenção, permite contar com a planta durante vários anos.

O que é a rosa mosqueta?

É uma rosa silvestre cujas flores são escolhidas por milhões de pessoas por causa da sua cor e estética. No entanto, a rosa mosqueta também tem propriedades muito benéficas para a pele e geralmente é utilizada na área da gastronomia.

Suas principais características a classificam como uma planta alta, já que pode atingir até 2 metros de altura. Este crescimento é acompanhado pela formação de arbustos com espinhos e caules longos.

Em geral, floresce durante os meses quentes, correspondentes à primavera ou verão, enquanto perde as suas folhas. Suas rosas, além da beleza que apresentam, também oferecem características que as tornam populares na cosmética.

É possível reconhecer o aroma de suas flores pela sua semelhança com a maçã. Outra vantagem que apresenta é que cultivar rosa mosqueta em casa é uma tarefa simples e, por este motivo, muitas pessoas a escolhem para o jardim ou terraço.

5 passos para cuidar e cultivar rosa mosqueta em casa

A rosa mosqueta é uma planta fácil de cultivar. Basta ter algumas ferramentas básicas e o substrato necessário para que ela possa crescer.

No entanto, apesar da facilidade para o plantio, é preciso ter atenção com alguns detalhes. Por exemplo, o tamanho das mudas ou o aspecto nutricional do solo. Além disso, a proteção contra pragas e ameaças é outro detalhe a ter em mente.

Óleo essencial de rosa mosqueta.
A rosa mosqueta é altamente valorizada no mundo cosmético. Marcas famosas a utilizam para a elaboração de produtos para a pele.

1. Obter mudas ou sementes

O primeiro passo para o cultivo da rosa mosqueta, e também de qualquer outra planta, é selecionar como iniciar o processo. Embora seja possível obter as sementes em qualquer viveiro ou loja especializada, no caso de cultivar rosa mosqueta em casa, recomenda-se o plantio através de estacas.

2. Enterrar o caule

Essas estacas devem ter cerca de 25 centímetros de comprimento, para que uma parte fique enterrada enquanto a outra fica na superfície. Portanto, é preciso enterrar o caule até aproximadamente 15 centímetros e deixar cerca de 10 do lado de fora.

Quanto ao recipiente, é importante usar potes de plástico com altura mínima de 20 centímetros. Caso contrário, a expansão da raiz pode ser afetada.

3. Fornecer nutrientes do substrato

A chave para cultivar roseira mosqueta em casa é obter um substrato rico em nutrientes, com uma boa porcentagem de matéria orgânica e pH neutro. Quanto aos componentes da terra, podemos incluir fertilizantes, areia lavada ou húmus de minhoca.

4. Verificar a qualidade do solo

Esta é uma planta que resiste a múltiplas superfícies e, por esse motivo, a sua instalação é possível em qualquer lugar. No entanto, é importante cultivá-la em solos com pouca tendência ao acúmulo de água ou encharcamento, embora devam reter umidade e fertilidade.

Por outro lado, é preciso fornecer um espaço considerável para que a planta cresça de forma saudável. Cerca de 3 ou 4 metros de distância de outras plantas é o suficiente para o seu fortalecimento.

5. Cultivar rosa mosqueta em casa durante a primavera

É aconselhável fazer o plantio durante os dias quentes da primavera, para então transplantá-la de 1 a 2 meses depois. Nesse momento, é preciso fazer uma poda inicial a fim de orientá-la para o formato desejado.

Cuidados após cultivar rosa mosqueta em casa

Após inserir as estacas e observar o crescimento inicial da planta, é preciso transplantá-la e fazer uma poda inicial. No entanto, os cuidados com a rosa mosqueta não terminam aí, pois é preciso rega frequente, muita luz solar e atenção às pragas.

Regar

A rosa mosqueta oferece boa resistência à seca e condições adversas. No entanto, o ideal é a rega frequente para manter a umidade do solo. Apesar disso, é necessário tomar cuidado para não gerar encharcamento próximo às raízes, já que isso pode ser prejudicial.

Pragas

Muitas plantas podem ser ameaçadas por pragas como ácaros ou pulgões. A rosa mosqueta não é exceção, por isso é importante utilizar fertilizantes orgânicos.

O ideal é que isso seja feito nos últimos dias do inverno. Por outro lado, para combater diversas doenças, é preciso fazer a fumigação com alguma frequência, além de aplicar produtos antifúngicos.

Poda

Este é um aspecto importante ao cultivar roseira mosqueta em casa, pois, se não houver a poda, ela pode se multiplicar até perder a forma. Uma vez que se trata de uma planta com grande crescimento, é necessário realizar uma poda após a floração, na qual se recomenda chegar a uma estrutura controlada de arbusto.

Mulher pronta para podar a rosa mosqueta.
É preciso podar a rosa mosqueta após cada floração, pois o seu rápido crescimento faz com que ela perca a forma.

Usos e benefícios de cultivar rosa mosqueta em casa

O cultivo da rosa mosqueta apresenta múltiplas vantagens com relação aos cuidados com a pele, gastronomia e uso ornamental.

  • Flores. Realizar a colheita corretamente permite aproveitar a estética da planta. Especialmente as suas flores, famosas por sua beleza e facilidade de cuidado.
  • Cozinha. As flores não são usadas apenas como decoração, mas também no campo gastronômico. Um estudo da Universidade Nacional de Córdoba indica que elas fornecem nutrientes importantes como, por exemplo, a vitamina C. Graças a isso e ao seu sabor doce, geralmente são incluídas em infusões e geleias.
  • Cosmética. A rosa mosqueta tem componentes benéficos para o cuidado da pele. Por exemplo, ácidos graxos e antioxidantes, que favorecem a regeneração dos tecidos. É comum que seja incluída em cremes hidratantes para a pele com propriedades reparadoras.
  • Óleo. Um produto com muitos benefícios é o óleo de rosa mosqueta. Entre eles, está a melhora de cicatrizes, manchas e estrias, graças à presença do ácido linoleico e linolênico.

Uma planta fácil de cuidar e com múltiplos benefícios

Cultivar rosa mosqueta em casa é aconselhável não apenas pela estética que acrescenta ao jardim, mas também pelas suas possibilidades na cozinha e pelos seus benefícios para a pele.

Neste último aspecto, ela funciona como um complemento da maquiagem tradicional para os cuidados diários. Quanto às flores, é possível usufruir dos seus benefícios, utilizando-as em infusões e até mesmo em saladas.

Pode interessar a você...
Dicas para plantar abóbora em casa
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Dicas para plantar abóbora em casa

As diversas variedades desta fruta são ideais para o cultivo em nosso lar. Descubra as melhores dicas para plantar abóbora em casa.