6 dicas para fazer um jardim sustentável

Para fazer um jardim sustentável, você só precisa pesquisar um pouco e começar a trabalhar no quintal da sua casa.
6 dicas para fazer um jardim sustentável

Última atualização: 20 Junho, 2021

Um jardim sustentável é caracterizado pelo uso responsável e eficiente dos recursos naturais, respeitando também a diversidade de cada espécie e seus ciclos naturais em cada região. Ou seja, são espaços ecológicos e amigáveis ​​porque se desenvolvem a partir da adoção de alternativas de cultivo saudáveis.

A jardinagem tradicional tem um impacto negativo no meio ambiente. Os motivos são claros: o uso excessivo de água, a utilização de pesticidas e a inserção de espécies vegetais que podem prejudicar outras pessoas. Portanto, fazer um jardim sustentável é uma grande ajuda para o ambiente natural.

Quais são as vantagens e os benefícios dos jardins sustentáveis?

Os jardins sustentáveis ​​reduzem e otimizam o consumo de água, uma vez que esta pode ser coletada da chuva para regar as plantas. Mas não é só isso, pois o consumo de energia também é reduzido, já que sua manutenção é manual e inclui o uso de adubo orgânico. A compostagem é feita com o lixo orgânico doméstico, o que permite a reciclagem e o aproveitamento dos resíduos.

Outro benefício é que você pode cultivar alimentos e remédios naturais em seu quintal. Ao praticar a jardinagem sustentável, você planta os vegetais, as frutas e os temperos que quiser, além de plantas medicinais, como o aloe vera, a lavanda ou o orégano.

Dicas para criar o seu jardim sustentável

Como podemos fazer um jardim sustentável? É mais simples do que parece. Você só precisa começar a trabalhar e dedicar um dia inteiro ao seu quintal.

Compostagem
A compostagem permite reduzir o lixo doméstico, aproveitando a parte orgânica como adubo.

1. Planeje seu jardim

Antes de colocar as luvas de jardinagem, você deve pensar nas plantas que tem à disposição e suas características. As amantes da sombra devem ser plantadas sob grandes árvores ou telhados. As amantes do sol devem ser colocadas em um local onde possam recebê-lo plenamente, e as que precisam de muita água devem ser plantadas em locais mais úmidos.

Portanto, você precisa pesquisar cada uma das suas plantas para descobrir onde elas devem ser plantadas.

2. Faça seu próprio fertilizante

O fertilizante é um adubo orgânico resultado da decomposição de resíduos de origem animal e vegetal. É obtido a partir da compostagem, processo de decomposição da matéria orgânica que contém microrganismos capazes de gerar um material rico em nutrientes para o solo.

Você pode fazer esse adubo com esterco de animais, resíduos da cozinha, lixo urbano, cereais (arroz), terra comum e água. Para prepará-lo, você deve colocar uma camada de cada elemento sobre a outra com uma pá. Em seguida, cubra tudo com plástico para preservar a umidade e mexa diariamente para que o oxigênio circule.

3. Reutilize suas sementes

Use as sementes dos vegetais comprados no supermercado, não as jogue fora. Os frutos produzidos por esse plantio também podem ser usados novamente.

Armazene as sementes em local fresco e seco, identificando-as de alguma forma. Assim será mais fácil ter pimenta, pimentões, ervilhas, tomates e leguminosas.

4. Plante apenas espécies locais

Se você plantar espécies de outro país em seu jardim, elas poderão ser agressivas com as que você já possui. Neste caso, elas são chamadas de invasoras, pois se adaptam ao ambiente e começam a se multiplicar e se espalhar em grande velocidade.

O impacto ecológico das espécies invasoras é tão grande que elas podem extinguir espécies autóctones ou forçá-las a se deslocar, provocando uma diminuição da biodiversidade.

5. Adeus herbicidas e produtos químicos

Os herbicidas são substâncias ou misturas destinadas ao controle de pragas. Como possuem compostos químicos, são prejudiciais para o meio ambiente. Por isso, a manutenção do jardim deve ser baseada na poda manual das ervas daninhas.

Para as pragas de insetos, você pode preparar um spray de alho. Você vai precisar de uma cabeça de alho, cravos-da-índia e dois copos de água. Bata tudo no liquidificador, deixe descansar por 1 dia e depois misture com 3 litros de água. Encha um borrifador com o inseticida natural e pronto.

6. Armazene a água da chuva

Você pode armazenar a água da chuva em barris posicionados no final das calhas da sua casa. Armazene a água em um recipiente hermético, ferva se possível e armazene em garrafas de água de vidro de 20 litros.

Gotas de chuva em planta
A água da chuva é uma possibilidade básica de dispor do líquido de maneira gratuita.

O jardim sustentável é uma economia

Ter seus próprios vegetais no quintal proporciona uma grande economia de tempo e dinheiro no supermercado. Você também pode aproveitar a oportunidade para cultivar plantas medicinais a fim de preparar seus próprios remédios.

Para evitar danos ao solo, coloque uma cobertura natural com cascalho, folhas secas ou madeira triturada. Isso evita a perda de umidade e regula a temperatura. Espalhe uma camada de matéria orgânica de 5 a 15 centímetros de espessura.

Para manter o seu jardim sustentável, você só precisa pesquisar um pouco e começar a trabalhar no quintal da sua casa. Juntos, nós podemos proteger o meio ambiente.

Pode interessar a você...
Dicas de jardinagem para nutrir as plantas naturalmente
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Dicas de jardinagem para nutrir as plantas naturalmente

A jardinagem é uma das atividades mais gratificantes que existem, mas devemos saber como cuidar das culturas. Hoje ensinaremos você como nutrir as ...