Como combater o cansaço na gravidez

As mulheres grávidas costumam se sentir muito cansadas. Isto se deve às mudanças que ocorrem em seu corpo, enquanto o bebê está se formando. Por este motivo, é importante saber como combater este estado.
Como combater o cansaço na gravidez

Última atualização: 14 Fevereiro, 2021

O cansaço na gravidez é um sintoma comum. O corpo está passando por muitas mudanças ao mesmo tempo e, embora possa não parecer, a atividade física mais rotineira pode exigir todas as forças disponíveis.

Graças a um estudo realizado no Irã e publicado em 2003, pode-se demonstrar que as mulheres que estão no primeiro trimestre de gravidez se cansam mais pela manhã do que as que não estão no período de gestação. Por isso, é necessário aprender a ir devagar, não exigir demais de si e descansar quando for conveniente.

Algumas mulheres decidem tirar cochilos no meio da manhã e outras no meio da tarde: dependendo de suas atividades, é claro. Por outro lado, também existem aqueles que não concordam em cochilar e preferem descansar melhor à noite. Nesse sentido, quem decide é a própria gestante.

Sugestões para combater o cansaço na gravidez

O cansaço na gravidez pode ser resolvido se certas medidas forem colocadas em prática.

Embora pareçam simples, acabam sendo importantes e permitem um estilo de vida saudável, capaz de favorecer tanto a mãe quanto o bebê. A seguir iremos detalhá-las.

Fazer exercícios

Praticar exercícios físicos suaves e de baixo impacto ou dar uma caminhada pela manhã são atividades que te ajudarão a exercitar todo o corpo. Além disso, promove a flexibilidade, o controle do peso e reduz o cansaço durante a gravidez.

O cansaço na gravidez pode ser combatido com exercícios

Alguns conselhos para começar:

  • Comece com alongamentos e aquecimentos. Depois, realize os exercícios recomendados a gestação.
  • Existem muitos exercícios que você pode fazer sozinha ou com a ajuda de um instrutor: exercícios cardiovasculares, como caminhar, dançar, nadar ou aeróbicos de baixo impacto.
  • Para favorecer a flexibilidade, os especialistas recomendam a ioga ou o Tai Chi, dentre outros.

Dieta equilibrada para combater o cansaço na gravidez

A alimentação durante esta etapa é essencial para o bom desenvolvimento do bebê e para a mãe, especialmente se ela se sente constantemente cansada. Além disso, como a falta de ferro é frequente nessa fase, deve-se saber que esse tipo de fraqueza pode estar relacionado com a anemia por deficiência de ferro.

Por isso, é recomendável consumir alimentos ricos em ferro tais como carnes, cereais e legumes, entre outros. Também é aconselhável complementá-los com outros alimentos ricos em vitamina C, para que o corpo tenha uma melhor absorção.

No entanto, você também pode consultar um especialista antes de iniciar este tipo de dieta. Assim, através de testes laboratoriais você pode obter um diagnóstico mais preciso, caso seja necessário se medicar para reforçar a dieta.

Lembre-se também que a hidratação faz parte de uma alimentação balanceada, por isso não se esqueça de beber (pelo menos) 1,5 litro de água por dia. Por outro lado, o seguinte estudo publicado em 2001 convida a evitar o consumo de bebidas que contenham cafeína, já que poderiam fazer mal ao bebê.

Tomar um banho

Uma dica comum e fácil para relaxar e mitigar o cansaço é tomar um banho de água quente. Por sua vez, usar essências ou flores aromáticas é ideal.

Recomenda-se tomar os banhos pela manhã, de preferência ao se levantar, e também antes de ir para cama de noite.

Você também pode pedir ao seu parceiro que te faça uma massagem suave durante o banho, uma vez que isso favorece o combate ao cansaço na gravidez. Isso também ajuda a fortalecer os laços de amor entre o casal e o novo membro da família.

Dormir as horas recomendadas

As mulheres grávidas geralmente têm dificuldade em adormecer. Isso é demonstrado pelo seguinte estudo realizado na Universidade da Turquia em 2012. No entanto, o conselho mais importante para uma mulher grávida é dormir o necessário durante essa fase.

O cansaço na gravidez pode se dever aos movimentos do bebê na barriga

O recomendável são oito horas por noite e uma hora durante o dia. E mesmo que você não consiga dormir durante o dia, deite e descanse.

  • À noite, antes de se deitar, escolha a melhor posição, principalmente a partir do último trimestre, no qual a barriga já cresceu muito.
  • Use a ajuda de almofadas: colocá-las entre os joelhos, lombar, quadris e costas facilitará uma posição confortável para dormir.

No entanto, se o cansaço for resultado da insônia, os especialistas aconselham consumir alimentos que contenham triptofano para promover o sono.

Combata o cansaço na gravidez de forma natural

Recomenda-se combinar essas opções para obter os melhores resultados. Também é essencial ter a opinião de um especialista para que autorize as dietas e exercícios.

Caso essas medidas não sejam suficientes para combater o cansaço na gravidez, será necessário consultar um médico para uma avaliação. Não ignore o cansaço e lembre-se de evitar se automedicar para resolvê-lo.

Pode interessar a você...
Por que temos tanto sono na gravidez?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Por que temos tanto sono na gravidez?

É tão comum sentir sono na gravidez que para muitas é um dos primeiros sintomas que confirmam a notícia da gravidez. Saiba mais!



  • Ayyar, L., Shaib, F., & Guntupalli, K. (2018). Sleep-Disordered Breathing in Pregnancy. Sleep Medicine Clinics. https://doi.org/10.1016/j.jsmc.2018.04.005
  • Chien, L. Y., & Ko, Y. L. (2004). Fatigue during pregnancy predicts caesarean deliveries. Journal of Advanced Nursing. https://doi.org/10.1046/j.1365-2648.2003.02931.x
  • Muthiah, Kannan & Rajeswaran, Sathiya & Shanmugasundaram, Natarajan & Vasudevan, R & S D, Muralidass & Devi, Shree. (2018). Yoga in Pregnancy. 104-109.
  • Behrenz, K. M., & Monga, M. (1999). Fatigue in pregnancy: A comparative study. American Journal of Perinatology. https://doi.org/10.1055/s-2007-993855.
  • Duro Mota, E., Causín Serrano, S., Campillos Páez, Mª T., & Vallés Ugarte, Mª L.. (2001). Consumo de cafeína y riesgo de aborto espontáneo en el primer trimestre. Medifam11(8), 105-108. Recuperado en 21 de junio de 2020, de http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1131-57682001000800014&lng=es&tlng=pt.
  • Kızılırmak, A., Timur, S. y Kartal, B. (2012). Insomnio en el embarazo y factores relacionados con el insomnio. The Scientific World Journal, 2012, 1–8. https://doi.org/10.1100/2012/197093.
  • Cubero, J., Rodríguez, A.B., Narciso, D., Valero, V., Sánchez, J. y Barriga, C. 1. ANOTACIONES BÁSICAS SOBRE EL AMINOÁCIDO TRIPTÓFANO. Enfermería Global. 5, 1 (1). DOI:https://doi.org/10.6018/eglobal.5.1.457.