Como aprender a nadar ao estilo crawl

· 7 de fevereiro de 2019
O estilo crawl de natação é uma das modalidades mais recomendadas para se iniciar neste esporte. É mais confortável do que as outras variantes e tem diferentes formas de coordenação.

Gostaria de aprender a nadar ao estilo crawl para o próximo verão? Aqui em nosso espaço queremos revisar suas vantagens e desvantagens, e algumas chaves para executar sua técnica. Não hesite em experimentar!

A palavra crawl é derivada do inglês e significa “rastejar” ou “se arrastar”. É um dos estilos onde você pode encontrar mais variantes na coordenação, dado que permite realizar uma respiração bilateral, a cada ciclo de braços ou a cada dois ciclos.

Natação ao estilo crawl: vantagens e desvantagens

Para nadar ao estilo crawl deve ter experiência

Antes de tomar a decisão de aprender a nadar ao estilo crawl é bom saber por que ele se destaca e quais são as possíveis desvantagens. Ainda que o treinador também possa proporcionar esta informação, é conveniente sabê-la antecipadamente.

Vantagens:

  • É uma das formas de nado que oferecem maior comodidade na água.
  • Oferece a possibilidade de avançar distâncias maiores com menos esforço físico.
  • Tem diferentes ritmos de natação que facilitam a experiência.

Desvantagens:

  • Uma má execução da técnica de respiração aumenta o risco de dores cervicais.
  • Manter a respiração de um mesmo lado aumenta a sobrecarga sobre a coluna vertebral e reduz o rendimento.
  • Visto que grande parte do exercício é feita olhando para frente, debaixo d’água oferece pouca visibilidade.

Conheça também essa Rotina de exercícios para fortalecer a coluna cervical

Técnica para aprender a nadar ao estilo crawl

A fim de facilitar a aprendizagem do estilo crawl, é fundamental dividir a técnica desde a postura do corpo até a ação dos braços e das pernas. O ideal é fazê-lo em ordem, dedicando determinado tempo a cada movimento. Prontos para tentar?

Posição do corpo

Para obter um ótimo rendimento físico durante os exercícios de crawl, é importante adotar uma postura hidrodinâmica. Ou seja, a posição do corpo deve favorecer a resistência à água, impedindo-a de desacelerar os movimentos.

O que fazer?

  • Em primeiro lugar, fique em uma posição horizontal em relação à água, de modo que você possa mover os pés com eficácia.
  • Por outro lado, mantenha as costas retas e verifique se a cabeça não está muito alta ou baixa. Lembre-se de ficar na água.
  • Logo, o corpo fica alinhado lateralmente, produto das mudanças sofridas pelo movimento alternado dos braços. Se você fizer a braçada com o lado direito, o corpo se inclinará para a esquerda e vice-versa.
  • Finalmente, você terá que fazer um balanceamento para respirar e conseguir uma menor resistência ao avanço.

Ação dos braços

Para nadar ao estilo crawl deve mover os braços

A ação propulsiva mais importante no estilo crawl é a executada com os braços. Essa, frequentemente, se divide nas seguintes fases:

Aderência:

  • Mergulhe o braço quase estendido na água, acima da cabeça, para que os dedos toquem a superfície primeiro.
  • Em seguida, direcione a palma da mão para fora e para baixo, estendendo os cotovelos para obter uma melhor amplitude da braçada.

Puxão:

  • Flexione o cotovelo até formar um ângulo quase reto e aponte a mão para dentro e para cima.

Empurrão:

  • Estenda o cotovelo pouco a pouco, até atingir um ângulo de aproximado 160 graus. Desta vez, a mão está direcionada para cima e para fora.

Recuperação:

  • Flexione o braço progressivamente para removê-lo da água. Quando estiver no ar, o cotovelo deve ficar mais alto do que a mão.

Ação das pernas

Sem dúvida alguma, os movimentos das pernas consome mais energia do que o dos braços. No entanto, desempenham um papel importante como estabilizadores durante todo o exercício. Em geral, a ação das pernas consiste em alternar a varredura na diagonal.

Fase ascendente:

  • Mantenha a perna estendida e direcione-a para a superfície. Quando a sola do pé atingir o limite da água, faça uma flexão do joelho.

Fase descendente:

  • Após a flexão do joelho, estenda as pernas energeticamente para baixo, em um movimento descendente.

Respiração

Um dos aspectos que não podem ser esquecidos quando se aprende a nadar ao estilo crawl é a respiração. Se não houver uma boa técnica para puxar o ar, aumenta o cansaço físico e é difícil terminar a rotina de exercícios.

Certamente, a respiração mecânica parece simples: tomar ar pela boca e expeli-lo debaixo d’água. No entanto, isso se torna entediante na prática por causa da coordenação com os outros movimentos do corpo.

Leia mais: Muito importante para todos os pais! O afogamento secundário de crianças

O que você deve considerar:

  • Em primeiro lugar, inspire pela boca e expire pela boca e nariz.
  • Também, tenha em mente que o momento de inalação máxima é quando o ombro está no ponto mais alto.
  • Enquanto você respira, uma parte do rosto deve permanecer na água.
  • Ademais, a expulsão do ar começa imediatamente após a inspiração.
  • Finalmente, tenha em mente que é altamente recomendável aprender a respirar bilateralmente para evitar desequilíbrios no alinhamento lateral.

Em resumo…

Em conclusão, embora o estilo crawl seja uma das variantes mais fáceis da natação, é importante saber como executar sua técnica para ter um bom desempenho. Portanto, no processo de aprendizagem, você deve se concentrar em dominar a coordenação dos movimentos e da respiração.

  • Soler, J. M. (1952). Natación. Natación. Publicado Mensualmente Por El Club Natación de Barcelona. https://doi.org/10.1016/S0304-405X(99)00053-7
  • Maglione, J. (2008). Manual natación para todos – natación para la vida. FEDERACION INTERNACIONAL DE NATACION.
  • Llana Belloch, S. (2002). El Análisis Biomecánico En Natación. Facultad de La Actividad Física y El Deporte. Universitat de Valencia.