10 dicas para começar a fazer crochê

Colocar as melhores técnicas em prática tornará seu trabalho mais fácil e de maior qualidade. Anime-se a criar peças incríveis com crochê!
10 dicas para começar a fazer crochê

Última atualização: 25 Setembro, 2021

O crochê é uma técnica que consiste em tecer com uma agulha especial, usando lã ou linha. Como resultado final, é possível obter lindas peças. Se quiser saber mais sobre esta atividade e conferir algumas dicas práticas que você pode aplicar para começar a fazer crochê, não perca este artigo!

Materiais básicos para começar a fazer crochê

Vamos começar conhecendo o básico da técnica de crochê. Sem esses itens, é impossível avançar na prática.

Lã, fios e trapilhos

Existe no mercado uma grande variedade de lãs de fibras acrílicas, animais e vegetais. Neste último grupo, os preferidos são os de bambu, pois não causam irritações na pele.

Como a maioria é produto de misturas, para identificá-los basta ler o rótulo do rolo. Quanto mais bambu ou algodão contiverem, melhores serão!

Agulhas de crochê

Você também ficará surpreso com a diversidade de agulhas que encontrará para fazer crochê. Você pode encontrá-las em plástico, metal, madeira e ergonômicos (estes são os mais confortáveis).

Dependendo do material, selecione o mais adequado. Se você não tem ideia de qual escolher, leia a recomendação no rótulo do fio.

Como orientação básica, quanto mais fino o fio que você usar, menor será a agulha. Ou seja, o número do gancho será maior. Além disso, sempre leve a sua qualidade em consideração.

Esta guia fornece algumas orientações:

  • Para algodão muito fino, a agulha apropriada é de 0,6, 0,75 ou 1 milímetro.
  • Para algodão fino ou linhas semelhantes, procure ganchos de 1,25, 1,50 ou 1,75 milímetros.
  • Para fios de espessura intermediária, uma agulha de 2, 2,5, 3 ou 3,5 milímetros é adequada.
  • Para fios de espessura intermediária com travamento duplo, compre ganchos de 4, 4,5 ou 5 milímetros.
  • Para lã torcida, compre uma agulha de 9 ou 10 milímetros.
  • Para mohair e lã de dois fios, os ganchos de 6, 7 ou 8 milímetros funcionam.
  • Uma agulha de 12 ou 15 milímetros será útil para trapilhos.
Fios e agulhas de crochê
Escolher o gancho certo para a sua técnica é essencial. Portanto, tome o seu tempo na seleção.

Conselhos para começar a fazer crochê

Agora que você tem os elementos necessários, veremos quais são as melhores dicas para começar a fazer crochê. Preste atenção!

1. Trabalhe com novelos em vez de meadas

Antes de começar a tecer, é muito prático fazer uma bola com a meada. Você pode fazer essa tarefa manualmente ou, melhor ainda, com um enrolador de bolas. Assim, você evitará os emaranhados típicos dos iniciantes.

2. Prepare o ambiente

Uma chave importante é cuidar de tudo que possa representar um obstáculo no ambiente. Por exemplo, pulseiras e anéis são acessórios que tendem a atrapalhar. Se você tem o cabelo muito comprido, penteie-o e prenda-o. Além disso, mantenha seus gatos fora do espaço em que você vai fazer crochê.

3. Coloque bem o fio

O truque é posicionar a bola de forma que ela se desenrole facilmente enquanto você tricota. Se você faz crochê em uma poltrona, tem duas opções: colocar o fio no chão, ao lado dos pés, ou no colo. Por outro lado, em um carro ou avião em movimento, coloque o material na carteira ou bolsa.

4. Substitua os ganchos quando for necessário

Os inexperientes tendem a exercer pouca ou muita força. Nesse sentido, se o seu trabalho ficar muito justo, opte por um gancho de crochê maior. Se estiver muito solto, escolha um menor.

É interessante testar ganchos diferentes antes de um novo projeto, e o momento perfeito é quando você faz as amostras do medidor. Isso é essencial para que o tamanho da peça seja adequado.

Evite trocar os ganchos no meio do caminho. Caso contrário, os pontos não serão consistentes. Até alternar um crochê com outro da mesma dimensão, mas de outro fabricante, pode causar problemas.

5. Conte todos os pontos e marque as iniciais

Quer você seja um iniciante ou um especialista, marque sempre o primeiro ponto. Conte também os pontos no final de cada rodada para verificar se você não tricotou um a menos ou a mais.

6. Emende os erros

É normal que você cometa um erro no processo. Se isso acontecer, não se desespere! Para tudo existe remédio.

Muitas vezes, quem faz crochê tem medo de desembaraçar o que está feito, mas isso é permitido. Corte os pontos até chegar à linha onde está o problema e tente novamente.

7. Use a sua criatividade

É ótimo experimentar e liberar a sua criatividade. Conforme você praticar e experimentar, vai deixar de ser iniciante:

  • Varie as cores atribuídas a um padrão.
  • Escolha fios diferentes.
  • Adicione ou subtraia detalhes. Por exemplo, se um padrão precisa de franjas das quais você não gosta, substitua a borda.
  • Adicione listras em um padrão liso, varie os pontos, personalize um suéter com mangas compridas em vez de curtas ou transforme o decote de uma peça.

8. Compre material suficiente

É preferível sobrar do que faltar. Portanto, faça seus cálculos muito bem para não ficar sem lã ou com um fio pela metade. Se isso acontecer, você pode não obter a mesma tonalidade.

9. Mantenha uma boa postura

Manter uma postura adequada é fundamental para a sua saúde. Procure estar sempre em uma posição confortável, sentado em uma cadeira com as costas retas, sem se inclinar para a frente.

10. Não faça muitos projetos de crochê de uma vez

Esta é uma tentação em que muitos caem. Mas a verdade é que você tem que estabelecer limites e uma boa maneira de fazer isso é com no máximo três ou quatro projetos simultâneos. Caso contrário, você acabará com todos os trabalhos inacabados.

Técnicas para iniciantes em crochê

Alguns dirão que é muito difícil aprender crochê, mas a realidade é que você só precisa conhecer e praticar as estratégias básicas para começar. Diga adeus ao medo!

A montagem no crochê

Este é o ponto de partida. Existem diferentes técnicas de montagem. Uma delas consiste em passar o fio sobre o dedo indicador da mão auxiliar e, em seguida, passar o fio sobre o polegar (de baixo para cima).

Imediatamente, com o resto dos dedos daquela mão, segure os dois fios soltos com firmeza. Pegue a agulha com a outra mão e prenda-a no laço em volta do polegar.

Com o gancho, pegue o fio que sai do indicador, puxando-o. Na próxima etapa, insira-o na alça do polegar.

Solte-o e estique suavemente a linha até que o ponto fique solto no topo da agulha. Você preparou o ponto inicial para fazer a primeira cadeia!

O ponto de cadeia

Esta é a base de todo trabalho de crochê, embora existam técnicas que a omitem. Este é o ponto mais fácil e é usado para iniciar uma nova linha. Repita o ponto de cadeia quantas vezes achar necessário, deixando claro que o inicial onde está a agulha nunca é contado.

O ponto baixo

O ponto baixo é usado para criar um tecido espesso e denso. Além disso, será seu aliado quando se trata de passar para a próxima linha e nivelar a variação de altura.

Bolsa de crochê
Experimente formas e ganhe experiência com novas ideias e designs.

O ponto alto

Por causa do seu formato, é conhecido como ponto de crochê duplo. Caracteriza-se por ter o dobro da altura em relação ao ponto simples e é utilizado para obter um tecido muito mais folgado.

Acabando com os fios soltos

Quando terminar, não se esqueça de arrematar os fios soltos na ponta. Para esta tarefa, use uma agulha de bordado ou costura.

Conecte-se com pessoas que também fazem crochê

Nada mais produtivo do que conhecer outras pessoas que, assim como você, fazem crochê. Lembre-se de que os mais veteranos da área possuem conhecimentos e experiências infinitas que podem ajudá-lo a realizar um ótimo trabalho.

Junte-se ao grupo de crochê da sua comunidade ou participe de fóruns ou outros eventos para aprender com os mais experientes. Mesmo que você já faça crochê há anos, sempre é possível descobrir coisas novas.

Crie, erre, aprimore suas habilidades e se surpreenda com os maravilhosos trabalhos que você será capaz de tecer!

Pode interessar a você...
O que é a moda circular e por que ela é uma tendência?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
O que é a moda circular e por que ela é uma tendência?

Para descobrir o que é a moda circular, vamos começar falando sobre o funcionamento da indústria da moda. Saiba mais detalhes aqui!



  • García E. Tejiendo grabados. Cualidades expresivas del ganchillo en los procesos de grabado. España: Universidad Politécnica de Valencia; 2017.
  • Martínez A, Bernabeu J, García A, Gálvez S, Garre A, Lobato M, Marín M, Neira M, Vázquez J. Las matemáticas dle ganchillo. España: I.E.S. Dos Mares; 2013.
  • Spanger M, Garavito C. Cartilla ilustrativa: ganchillo, nudos y cestería calceta de plátanos. Colombia: Ministerio de Comercio, Industria y Turismo; 2011.