Como combater a oxidação em veias e artérias

· 2 de janeiro de 2016
É muito importante que combinemos uma dieta equilibrada com uma atividade física regular e que evitemos o tabaco e outros hábitos nocivos para manter a saúde das artérias.

A oxidação em veias e artérias é causada pelo ataque dos radicais livres e pela inflamação gerada por determinados alimentos e hábitos de vida pouco saudáveis.

Além disto, existem agentes que atuam como pró-oxidantes. Ou seja, são capazes de aumentar o risco de determinadas doenças cardíacas, como é o caso da nicotina.

Nossa dieta,  por exemplo, e inclusive a própria atmosfera, com seus habituais índices de contaminação, também podem acelerar a oxidação de veias e artérias.

Isto quer dizer que não se pode fazer nada quanto ao ataque contínuo dos radicais livres? Está claro que não podemos evitar o passar do tempo e a influência destes elementos em nosso organismo.

Entretanto, se adotarmos algumas rotinas diárias em nossa alimentação e seguirmos algumas estratégias simples, podemos nos proteger de uma forma muito efetiva.

Convidamos você a descobri-las e a colocá-las em prática.

Consequências da oxidação arterial

O fato de ser mais ou menos vulnerável ao ataque dos radicais livres depende muitas vezes de nossa própria saúde. Assim, um organismo habituado às toxinas procedentes de uma alimentação rica em gorduras, em açúcares, ou em substâncias prejudiciais derivadas do tabaco, sempre sentirá em maior grau os efeitos da oxidação.

Diversas pesquisas demonstraram, por exemplo, que o estresse oxidativo causado por um aumento dos radicais livres desenvolve uma diminuição do óxido nítrico, provocando um aumento da pressão arterial.

Leia também: Ômega 3, um ácido graxo essencial para cuidar do seu coração

Ou seja, precisamos manter um equilíbrio interno. Se por determinadas razões não conseguimos nos proteger da influência dos radicais livres ambientais, não vale a pena aumentar nossa vulnerabilidade através de uma má alimentação, e através de hábitos tão perigosos como o sedentarismo ou o tabaco.

Em seguida, compartilharemos uns poucos exemplos das graves consequências que a oxidação arterial pode desenvolver:

  • A oxidação arterial vai causando de forma progressiva uma obstrução das artérias do coração. O risco de infarto é muito alto.
  • A oxidação arterial, ainda gera uma circulação sanguínea pouco eficiente. Pouco a pouco notaremos, por exemplo, formigamento nas pernas, frio nos pés… A razão? A irrigação sanguínea já não chega de forma tão adequada às extremidades inferiores.
  • Além disso, outro dado que devemos considerar é que a oxidação arterial vai fazer com que o sangue não flua de maneira correta a nível cerebral. Com os anos, existe o risco de sofrer demências.
  • Os vasos sanguíneos se debilitam, deixam de ser flexíveis e podem aparecer aneurismas.
  • Há um dado que tampouco devemos esquecer, algo tão comum, mas tão perigoso quanto a oxidação arterial e vai fazer que nosso sangue e nosso organismo sejam cada vez menos ricos em nutrientes.

Armazenamos um alto índice de toxinas e isto vai fazer com que apareçam a inflamação e a dor articular.

Receita natural para reduzir a oxidação arterialo suco de aveia ajuda a reduzir a oxidação arterial

Existem muitas maneiras de prevenir e combater a oxidação arterial. A manutenção de hábitos saudáveis de vida é primordial, assim como incluir em nossa dieta remédios naturais que nos cairão muito bem.

Convidamos você a provar esta receita à base de amêndoas e aveia.

Descubra também: “Síndrome do coração partido”: cardiomiopatia na mulher

O que necessito?

  • 5 colheres de sopa de aveia integral orgânica (50 g)
  • 6 amêndoas
  • 1 copo de água (200 ml)
  • 1 colher de sopa de mel (25 g)

Preparo

  • Se desejarmos, podemos usar aveia instantânea. Neste caso, utilizaremos aveia integral de cultivo orgânico, vendidas em lojas de produtos naturais especializadas. Para prepará-la, a deixamos de molho uma noite inteira, e no dia seguinte, retiramos a água e ficamos com a aveia para cozinhar.
  • Em seguida, basta colocar o copo de água para ferver com a aveia e permitir que fiquem cozinhando. Adicione também a colher de mel.
  • Agora pique bem as 6 amêndoas, para depois misturá-las com nossa bebida de aveia e mel. Use um liquidificador, se desejar, para obter uma mistura mais homogênea.
  • Podemos beber este suco em nosso café da manhã, pois se trata de uma bebida capaz de fortalecer nossas veias e artérias protegendo-as da oxidação celular.

Dicas básicas para lutar contra a oxidação em veias e artérias

Caminhar para enfrentar a oxidação de veias e artérias

  • Consuma suco de romã.
  • Elimine de sua dieta o sal, as farinhas brancas, o açúcar e todos os alimentos pré-cozidos ou com muitos conservantes artificiais.
  • Além disso, se você for fumante, comece a lutar contra este hábito tão perigoso.
  • Aumente o consumo de ácidos graxos saudáveis como os contidos, por exemplo, no azeite de oliva, nas frutas secas e nos abacates.

Quer ler mais? 3 batidas benéficas para reduzir a pressão arterial alta

  • Aumente as doses de vitamina B para enfrentar a oxidação de veias e artérias. Pode-se conseguir isso mediante complementos que se vendem nas farmácias, ou através de todas as verduras de cor verde. O consumo regular de probióticos também nos ajuda a aumentar a vitamina B.
  • Inclua em seu café da manhã uma maçã.
  • Não hesite em fazer exercícios todos os dias, em especial aqueles que sejam aeróbicos e o obriguem a colocar o coração em marcha, como por exemplo, sair para caminhar.
  • Por fim, evite o sobrepeso e não se esqueça de marcar controles periódicos com seu médico.