Colesterol alto: por que é um perigo para a saúde e como reduzir seus níveis

· 2 de novembro de 2017
Além de problemas hepáticos e em outros sistemas, ter o colesterol alto pode ser um fator de pré-disposição para complicações cardiovasculares e doenças coronárias.

O colesterol é uma substância lipídica que se encontra em todas as células do organismo.

É conhecido pelos efeitos nocivos que causa à saúde, mas o certo é que, em certa quantidade, é essencial para o bom funcionamento dos sistemas principais do corpo.

O fígado se encarrega de segregá-lo de forma natural e, ao sintetizar-se, participa na formação de ácidos biliares, na produção de hormônios e no trabalho cardiovascular.

Porém, visto que também se absorve através do consumo de alguns alimentos, pode-se transformar em um inimigo em potencial, e derivar em graves consequências.

Isto se deve ao fato de que fica retino nas paredes das artérias, formando uma capa grossa que pode causar problemas de circulação e pressão.

Além disso, aumenta o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e, se não for controlado, reduz a qualidade de vida.

Por esta razão é primordial saber em detalhes por que é tão perigoso, como costuma se manifestar e quais medidas tomar para reduzi-lo.

Descubra agora!

O que significa ter o colesterol alto?

Colesterol na artéria

O colesterol, também conhecido como lipoproteínas, costuma se classificar em três categorias:

  • Lipoproteína de alta densidade (HDL), também chamado colesterol “bom”.
  • Lipoproteína de baixa densidade (LDL), também chamado colesterol “ruim”.
  • Colesterol total: todos os tipos de colesterol combinados.

O colesterol bom tem a função de limpar as artérias, diminuindo a presença de colesterol ruim.

Porém, suas quantidades costumam ser mínimas e, muitas vezes, não conseguem desempenhar este trabalho.

Uma pessoa sofre de colesterol alto ou hipercolesterolemia quando, ao medir seus níveis, o total supera os 200 mg/dl.

Também há um diagnóstico positivo se o LDL é superior a 130 mg/dl ou o HDL é inferior aos 35 mg/dl em homens e 40 mg/dl em mulheres.

Sofrê-lo indica que, se não for controlado, há um alto risco de desenvolvermos problemas de saúde, não só a nível cardíaco, mas também no cérebro e no fígado.

Quer saber mais? Leia: Limpe o colesterol das artérias com 5 remédios caseiros

Quais são os sintomas do colesterol alto?

Um dos principais problemas da hipercolesterolemia é que não costuma se manifestar com sintomas contundentes em suas etapas iniciais.

Esta situação, que dificulta sua detecção, é a razão pela qual também se conhece como “assassino silencioso“.

Porém, conforme o problema avança há sinais de alerta que permitem suspeitar de sua presença, transformando-se em motivo de consulta médica.

Os mais comuns são:

  • Inflamação das articulações;
  • Mau hálito;
  • Sensação de estômago pesado ou indigestão;
  • Agitação ao realizar movimentos;
  • Prisão de ventre;
  • Perda de equilíbrio e enjoos;
  • Dor no peito;
  • Dor de cabeça;
  • Vista borrada;
  • Intolerâncias alimentares;
  • Urticária e alergias cutâneas;
  • Fraqueza e fatiga;

Cabe esclarecer que os sintomas mencionados também podem indicar outras doenças e, algumas vezes, não tem nada a ver com esta condição.

Apesar disto, é fundamental atendê-los e checá-los com a ajuda médica, já que podem ser determinantes para obter um diagnóstico rápido.

Quais são os perigos de ter o colesterol alto?

Mulher com colesterol alto e pre-disposição a doenças cardíacas

Ter o colesterol alto e não fazer nada quanto para controlá-lo pode causar graves consequências para a saúde, inclusive levar à morte.

Alguns de seus riscos são:

  • Aterosclerose: causada pela obstrução das artérias devido às placas de colesterol.
  • Acidente cerebrovascular: consequência da falta de irrigação sanguínea até o cérebro.
  • Angina no peito: causada pela irrigação sanguínea insuficiente em cada parte do coração.
  • Doenças coronárias: derivadas da obstrução arterial: podem acabar em um ataque cardíaco.
  • Dificuldades hepáticas e biliares.
  • Diabetes.
  • Sobrepeso.

Como reduzir os altos níveis de colesterol?

Atualmente existem medicamentos que podem ajudar a diminuir a acumulação de colesterol nas artérias.

Porém, o tratamento principal consiste em melhorar o estilo de vida.

 Alimentos que devem ser evitados

Presunto pode desencadear colesterol alto

Por seu teor de gorduras saturadas e colesterol, há uma ampla variedade de alimentos cujo consumo deve ser limitado.

Os principais são:

  • Carnes vermelhas e embutidas;
  • Manteiga animal;
  • Produtos vegetais como o de palma e soja;
  • Sal de mesa e aperitivos salgados;
  • Produtos lácteos integrais;
  • Molhos e temperos industriais;
  • Fast-food;

Alimentos que podem facilitar o controle do colesterol

Como substitutos dos alimentos mencionados acima, pode-se aumentar o consumo daqueles ingredientes cujas propriedades facilitam o controle deste problema.

Estes incluem:

  • Frutos secos e sementes;
  • Abacate;
  • Azeite de oliva;
  • Peixe;
  • Aveia e cereais integrais;
  • Frutas frescas;
  • Vegetais;
  • Legumes;
  • Iogurte natural;

Adotar uma rotina de exercícios

Exercícios previnem o colesterol alto

A adoção de uma rotina de exercícios regular pode prevenir e controlar a hipercolesterolemia.

Apesar de geralmente isso passar despercebido, o sedentarismo é uma das principais causas deste problema.

  • Caminhar e fazer exercício cardiovascular, pelo menos 30 minutos diários, reduz o risco.

Evitar o cigarro

Ainda que o cigarro não aumente o colesterol ruim, seu consumo excessivo destrói as partículas de colesterol bom e dificulta o controle desta condição.

Perder peso

As pessoas com sobrepeso e obesidade são obrigadas a perder quilos para reduzir os efeitos do colesterol em seu organismo.

Não é uma tarefa simples, nem se consegue da noite para o dia, mas pode se conseguir com a prática de hábitos saudáveis.

Preocupa-lhe ter o colesterol alto? Se suspeitar desta doença, ou tem antecedentes familiares, solicite os exames médicos pertinentes.

Lembre-se que quanto mais rápido detectar, mais fácil poderá colocar o colesterol alto sob controle.