Como prevenir e tratar a má circulação nas pernas

20 de outubro de 2017
Manter o corpo ativo pode ser uma das chaves para melhorar a má circulação das pernas, já que assim ajudamos ao sistema circulatório e ao linfático a se ativarem.

As varizes, o cansaço e a má circulação nas pernas são problemas mais comuns em mulheres que já passaram dos 40 anos.

Neste artigo, contaremos a que se deve esta complicação e sobretudo como preveni-la e tratá-la.

Má circulação nas pernas: o que saber

As extremidades inferiores são uma região de intercâmbio de líquidos. Trata-se do final do percurso das veias e artérias e permitem o retorno do sangue até o coração.

Nesse processo, intervêm os vasos sanguíneos, o sistema linfático, o plasma e as proteínas.

Portanto, quando falha, o líquido se acumula e não pode “retornar” ao lugar adequado. Isso é muito comum, porque temos que manter as pernas para baixo, seja quando estamos sentados ou parados.

A força da gravidade exerce pressão na direção dos pés e causa diferentes sintomas, como:

  • Cansaço
  • Inchaço
  • Dormência
  • Varizes

Como diminuir a má circulação nas pernas

Mudar os hábitos cotidianos é fundamental para prevenir, tratar ou reduzir este problema. Pode parecer algo complicado a princípio, mas no final conseguimos resultados positivos.

Preste atenção nestes conselhos para melhorar a má circulação nas pernas:

1. Modifique a postura

Mulher na postura ereta para evitar a má circulação nas pernas

  • Se você trabalhar em um escritório, levante-se da mesa de vez em quando e caminhe um pouco ao redor do lugar.
  • Você também pode colocar um banco ou uma lixeira virada para baixo para elevar as pernas enquanto está na frente do computador.
  • Se seu emprego requer passar o dia todo de pé, sente-se por alguns minutos a cada hora ou caminhe alguns passos.

Em longas viagens de avião ou de trem, use os descansos para os pés e levante-se na medida do possível. Se for de carro, faça paradas “técnicas” a cada uma ou duas horas.

2. Realize atividades físicas

Não é necessário que a rotina seja muito exigente. Com caminhadas diárias, um pouco de natação ou passeios de bicicleta podem ser suficiente.

  • O exercício físico suave e prolongado é fundamental para que tanto o sistema linfático quanto o circulatório se ativem.
  • Programe em sua agenda 30 minutos de esportes por dia.

3. Beba líquidos

Mulher bebendo água para evitar a má circulação nas pernas

Uma boa maneira de contrabalancear a má circulação nas pernas é consumindo líquidos que permitam eliminar as toxinas através da urina.

  • É importante beber água, sucos naturais (frescos), e chás de ervas (por exemplo, de cavalinha ou alecrim, que são diuréticas) para obter esse cometido.
  • Evite o álcool, os refrigerantes e o café, porque têm o efeito contrário.
  • Não se esqueça de consumir os 2 litros de líquidos por dia e aumentar a quantidade para 3 quando estiver muito quente ou você praticar esportes.

4. Eleve as pernas

Além da técnica de pôr um banco para levantar as pernas enquanto trabalhamos, podemos combater a má circulação repetindo esse método quando chegamos em casa.

  • Por exemplo, quando sentar no sofá para assistir televisão, você pode apoiar os calcanhares na mesinha de centro ou sobre uma cadeira.
  • Quando se deitar, deite-se com os pés na cabeceira e apoie-os na parede por alguns minutos.
  • Para dormir, você pode colocar algumas almofadas sob as panturrilhas. A ideia é que as pernas fiquem mais elevadas que o coração.

5. Coma mais frutas e verduras

5 frutas maravilhosas para evitar a má circulação nas pernas

Por conterem muita água e nutrientes, são perfeitas para ter uma dieta saudável que reduza a retenção de líquidos e a má circulação nas pernas.

Quando nossa alimentação está repleta de proteínas e gorduras, o sistema linfático fica sobrecarregado e não trabalha como deve.

  • Elimine todos os alimentos que “engordam” o sangue, e colapsam o intercâmbio de fluidos.
  • Sempre que possível, consuma frutas e verduras cruas e da estação.

Recomendamos ler: Alimentos que fornecem mais energia pela manhã

6. Tome uma ducha de água fria

  • Antes de sair do banho, dirija um jato de água fria na direção das pernas. Intercale com água quente e faça o mesmo com a água fria.
  • Esse método proporciona um alívio imediato quando sentir dor e cansaço.
  • Você também pode repeti-lo pela manhã, para evitar as consequências de passar tantas horas com as extremidades paradas na mesma posição.

7. Use meias especiais

Mulher deitada na cama com meias especiais para evitar má circulação nas pernas

São conhecidas como “meias de descanso” ou “terapêuticas” e muito usadas nas viagens longas de avião. Não comprimem as pernas e evitam a má circulação, assim como também a retenção de líquidos.

Também recomendamos que você evite calças muito justas, já que não permitem o correto retorno venoso.

8. Diminuir a ingestão de sal e de açúcar

O sódio e a glicose são dois inimigos do sistema linfático e circulatório e, por isso, é muito importante reduzi-los na dieta.

O sal aumenta pressão arterial, favorece a retenção de líquidos e dificulta o funcionamento renal. Para substituí-lo, você pode usar ervas aromáticas ou o sal marinho (em pequenas quantidades).

No caso do açúcar, altera os níveis de insulina e nos faz aumentar de peso. Escolha estévia, mel ou alfarroba para adoçar chás e sobremesas.

9. Faça massagens

Massagem nos pés para evitar a má circulação nas pernas

Quando chegar em casa, você pode desfrutar de uma sessão de auto-massagens para melhorar a má circulação nas pernas.

  • Depois que terminar o banho (usando a técnica da água fria e quente), coloque algumas gotas de óleo essencial de alecrim nas mãos e esfregue energicamente as extremidades, da ponta dos pés até as coxas.
  • No final, deixe as pernas para o alto (com uma almofada ou na parede), durante meia hora.
Recomendados para você