Chá de camomila: propriedades e benefícios

O chá de camomila é conhecido por suas aplicações medicinais. Embora não sirva para curar doenças, pode ser útil para acalmar certos sintomas. Descubra seus benefícios.
Chá de camomila: propriedades e benefícios

Última atualização: 20 Março, 2021

O chá de camomila é uma bebida natural que se tornou popular por suas interessantes aplicações medicinais. Embora muitos de seus usos venham da literatura popular, atualmente há uma grande variedade de pesquisas que comprovam as suas propriedades.

A planta faz parte da família Asteraceae e existem inúmeras espécies. Porém, as mais utilizadas no preparo do chá são a Matricaria chamomilla  e a Matricaria nobilis. Quais são as suas principais características? Que benefícios lhe são atribuídos? Descubra a seguir!

Propriedades do chá de camomila

O chá de camomila é obtido a partir das flores secas da planta infundidas em água. Caracteriza-se por possuir um leve aroma floral e um sabor suave, que é agradável ao paladar. Além disso, conforme detalhado em um artigo publicado na Pharmacognosy Reviews, concentra compostos bioativos com potencial terapêutico. 

Especificamente, o chá de camomila contém substâncias como:

  • Sesquiterpenos.
  • Flavonoides.
  • Cumarinas.
  • Poliacetilenos.

Esta composição, que reúne cerca de 120 constituintes químicos, confere à planta várias propriedades para a saúde. Assim, afirma-se que tanto o chá quanto os extratos e demais apresentações de camomila possuem atividade antimicrobiana, anti-inflamatória, antioxidante, ansiolítica e antiespasmódica.

Xícara de chá de camomila
Os usos do chá de camomila não substituem a medicina farmacológica, mas podem ser muito úteis.

Principais benefícios do chá de camomila

Na medicina popular, o chá de camomila é um dos protagonistas. Embora hoje se saiba que não deve ser um tratamento de primeira linha contra doenças, há quem o utilize como complemento para aliviar os sintomas de algumas patologias. Para que serve?

1. Ajuda a aliviar a dor menstrual

Os compostos fenólicos contidos no chá de camomila têm um efeito antiespasmódico que favorece o alívio das dores menstruais. Em um estudo publicado no Iranian Journal of Obstetrics, Gynecology and Infertility, as mulheres que consumiram este chá por um mês foram capazes de reduzir a intensidade da dismenorreia.

Por outro lado, por ser uma bebida relaxante, as participantes também relataram menos ansiedade associada ao período menstrual. Algumas hipóteses sugerem que a planta diminui a produção de prostaglandinas, substâncias responsáveis ​​pela dor e a inflamação. Em ambos os casos, mais pesquisas são necessárias.

2. Favorece a saúde digestiva

As propriedades digestivas do chá de camomila são as mais conhecidas. Por centenas de anos, essa bebida foi preparada para aliviar problemas gastrointestinais como flatulências, indigestão, diarreia, náuseas e vômitos.

Nesse sentido, as evidências ainda são limitadas; no entanto, uma revisão sistemática no Electronic Physician Journal detalha que esses efeitos são atribuídos ao seu potencial antimicrobiano, anti-inflamatório e relaxante.

3. Promove uma melhor qualidade de sono

Não há erva natural que, sozinha, possa combater os distúrbios do sono. Apesar disso, algumas plantas como a camomila servem como aliadas para dormir melhor. Isso ocorre devido ao seu teor de apigenina, um tipo de antioxidante que estimula os receptores do cérebro e reduz a insônia.

Em uma pesquisa publicada no Journal of Advanced Nursing, as mulheres em período pós-parto que consumiram chá de camomila durante duas semanas relataram uma melhor qualidade do sono. Por sua vez, mostraram menos sintomas depressivos associados às dificuldades para dormir.

4. Beneficia o controle dos níveis de glicose no sangue

Melhorar os hábitos alimentares e o estilo de vida é essencial para manter os níveis de glicose no sangue sob controle. No entanto, para casos específicos de aumento da glicose, a ingestão de bebidas como o chá de camomila pode ser favorável. Por quê?

Os estudos sugerem que os extratos desta planta ajudam a estimular as funções do pâncreas, órgão encarregado de produzir insulina. Esta, por sua vez, é o hormônio responsável por regular os níveis de açúcar no corpo. Embora faltem evidências, as descobertas foram consideradas promissoras.

5. Ajuda nos cuidados da saúde cardíaca

Os antioxidantes contidos no chá de camomila, especialmente os flavonoides, têm um efeito benéfico na saúde do coração. Isso não quer dizer que ele possa substituir o tratamento médico para problemas cardíacos, mas se for incluído na dieta regular, ajuda a reduzir o risco de doenças.

Um pequeno estudo publicado no Journal of Endocrinological Investigation concluiu que os pacientes diabéticos que consumiram chá de camomila com as refeições apresentaram melhorias nos níveis de colesterol total, triglicerídeos e colesterol ruim.

Que outros benefícios o chá de camomila oferece?

O uso da camomila na forma de chá e em outras apresentações se espalhou pelo mundo. Por isso, são atribuídos à bebida outros benefícios além dos citados. É importante observar que muitas dessas aplicações vêm de dados anedóticos e carecem de evidências:

  • Ansiedade e depressão: as propriedades sedativas do chá de camomila são benéficas contra estados de estresse mental, como ansiedade e depressão. Embora costume ser usada na aromaterapia para esse fim, seu consumo em forma de chá também é útil.
  • Saúde da pele: a aplicação tópica do chá de camomila demonstrou ter efeitos positivos ao acalmar sintomas da pele, como a irritação, a vermelhidão e a descamação. Há quem o use para queimaduras ou problemas como o eczema.
  • Resfriados: a inalação do vapor emitido pelo chá quente de camomila funciona como um adjuvante contra a congestão nasal e a irritação causada pelo frio.
  • Cuidado ósseo: as evidências sobre o consumo do chá de camomila e a prevenção de doenças ósseas ainda são fracas. Apesar disso, algumas hipóteses sugerem que essa bebida tenha efeitos antiestrogênicos, que ajudam a prevenir a perda de densidade óssea.
Flores de camomila em chá
A camomila pode ajudar a aliviar incômodos referentes ao sono, à pele e à saúde cardiovascular.

Quem deveria evitar beber chá de camomila?

Para a maioria dos adultos saudáveis, o consumo de chá de camomila é seguro e não acarreta riscos. Até o momento, não há relatos de reações adversas fatais ou tóxicas decorrentes da ingestão desta bebida. Mesmo assim, ela não é recomendada nos seguintes casos:

  • Histórico de alergia à camomila ou plantas da família das margaridas.
  • Registros pessoais anteriores de alergia ao pólen.
  • Pessoas com doenças renais ou hepáticas crônicas, que devem consultar um médico antes fazer uso do chá.
  • Bebês e crianças pequenas. 

O que devemos lembrar sobre a camomila?

A camomila, seja em forma de chá ou em outras apresentações, serve como um suplemento para melhorar os sintomas de certas condições. No entanto, não deve substituir os tratamentos médicos.

Aqueles que desejam consumir o chá dessa planta podem ingerir com segurança 2 ou 3 xícaras por dia. Mesmo assim, se houver doenças anteriores ou se você estiver tomando algum medicamento, é melhor consultar o seu médico de confiança.

Pode interessar a você...
Camomila e outros remédios para a digestão
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Camomila e outros remédios para a digestão

Dor de estômago, prisão de ventre, irritação intestinal podem ser aliviados com remédios naturais para a digestão, entre eles, a camomila.



  • Singh O, Khanam Z, Misra N, Srivastava MK. Chamomile (Matricaria chamomilla L.): An overview. Pharmacogn Rev. 2011;5(9):82-95. doi:10.4103/0973-7847.79103
  • Ebrahimzadeh S, Jenabi E. Chamomile tea for relief of primary dysmenorrhea. Iranian Journal of Obstetrics, Gynecology and Infertility. 
  • Miraj S, Alesaeidi S. A systematic review study of therapeutic effects of Matricaria recuitta chamomile (chamomile). Electron Physician. 2016;8(9):3024-3031. Published 2016 Sep 20. doi:10.19082/3024
  • Srivastava JK, Shankar E, Gupta S. Chamomile: A herbal medicine of the past with bright future. Mol Med Rep. 2010;3(6):895-901. doi:10.3892/mmr.2010.377
  • Leach MJ, Page AT. Herbal medicine for insomnia: A systematic review and meta-analysis. Sleep Med Rev. 2015;24:1-12. doi:10.1016/j.smrv.2014.12.003
  • Khan SS, Najam R, Anser H, Riaz B, Alam N. Chamomile tea: herbal hypoglycemic alternative for conventional medicine. Pak J Pharm Sci. 2014;27(5 Spec no):1509-1514.
  • Rafraf M, Zemestani M, Asghari-Jafarabadi M. Effectiveness of chamomile tea on glycemic control and serum lipid profile in patients with type 2 diabetes. J Endocrinol Invest. 2015;38(2):163-170. doi:10.1007/s40618-014-0170-x
  • Peterson JJ, Dwyer JT, Jacques PF, McCullough ML. Associations between flavonoids and cardiovascular disease incidence or mortality in European and US populations. Nutr Rev. 2012;70(9):491-508. doi:10.1111/j.1753-4887.2012.00508.x
  • Amsterdam JD, Shults J, Soeller I, Mao JJ, Rockwell K, Newberg AB. Chamomile (Matricaria recutita) may provide antidepressant activity in anxious, depressed humans: an exploratory study. Altern Ther Health Med. 2012;18(5):44-49.
  • Shenefelt PD. Herbal Treatment for Dermatologic Disorders. In: Benzie IFF, Wachtel-Galor S, editors. Herbal Medicine: Biomolecular and Clinical Aspects. 2nd edition. Boca Raton (FL): CRC Press/Taylor & Francis; 2011. Chapter 18. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK92761/
  • Kassi E, Papoutsi Z, Fokialakis N, Messari I, Mitakou S, Moutsatsou P. Greek plant extracts exhibit selective estrogen receptor modulator (SERM)-like properties. J Agric Food Chem. 2004;52(23):6956-6961. doi:10.1021/jf0400765