Quais são as causas da pele seca?

A pele seca é uma condição muito comum na população. O envelhecimento, a exposição a climas frios e a ação de compostos irritantes externos são os responsáveis pelo problema. Continue lendo e saiba mais.
Quais são as causas da pele seca?

Última atualização: 02 Junho, 2021

A pele seca ou xerose é uma dermatose comum que afeta pessoas de diferentes idades e várias regiões do corpo. A pele requer um teor de água de 10 a 15% para permanecer flexível e intacta, portanto, valores mais baixos afetam o seu turgor. Hoje, falaremos sobre algumas das principais causas da pele seca.

Quando a pele está seca, causa uma coceira que, mais tarde, leva a escoriações e ao risco de infecção. Podemos minimizar o efeito aumentando a umidade do ambiente, modificando os produtos de banho e usando emolientes para substituir os componentes lipídicos.

Como a pele seca se manifesta?

A pele muito seca perdeu muita umidade, e isso a torna consideravelmente desidratada. Os sinais e sintomas, de acordo com a American Academy of Dermatology (AAD), incluem os seguintes:

  • Secura com linhas finas mais visíveis.

A pele seca pode afetar qualquer parte do corpo, mas surge mais frequentemente nas mãos, braços e pernas. Por isso, os objetivos da hidratação dermatológica são melhorar a aparência e a função, uma vez que se trata de um grande órgão com múltiplas intervenções no corpo humano.

Causas da pele seca
A pele seca favorece as infecções bacterianas ao destruir a barreira protetora.

Quais são as causas da pele seca?

A pele seca é uma condição comum que afeta milhões de pessoas. Pode se manifestar de forma crônica ou aguda em resposta a mudanças no ambiente, regime de cuidados com a pele, idade ou doença.

A maioria de nós terá a pele seca em algum momento. Isso pode ser atribuído a fatores exógenos e endógenos. Aqui, vamos comentar os mais frequentes e conhecidos.

Doenças

A diabetes, as doenças da glândula tireoide e dos rins, dermatites de contato e atópicas são condições que causam um ressecamento excessivo da pele. Essas condições afetam de maneiras diferentes o grau de umidade no estrato córneo e na derme.

O principal sintoma que evidencia essa manifestação é o prurido, ou seja, coceira constante decorrente do ressecamento. Por esse motivo, é fundamental manter a barreira cutânea com emolientes em pacientes com esse tipo de patologia.

Você pode estar interessado: O que é dermatite atópica?

Clima extremo

Viver em climas mais frios, especialmente durante os meses de inverno, onde tanto o ar seco ao ar livre quanto o aquecimento interno fazem com que o sangue seja retirado da derme, é outro ponto importante. Os lugares com climas quentes e secos, onde o calor e o ar condicionado evaporam a água da pele, também são fatores que aumentam a suscetibilidade.

Nestes tipos de contextos, deve-se reduzir o tempo no chuveiro e os banhos devem ser com água morna. Depois deles, é conveniente aplicar um emoliente.

Banhos frequentes e longos

Tomar banho de maneira excessiva e frequente também pode ressecar a pele. Muitos limpadores contêm tensoativos que extraem e emulsionam os lipídios da superfície da pele e os intracelulares. Isso danifica a barreira da pele a médio prazo.

Além disso, a exposição a produtos químicos agressivos destrói a barreira da pele. O manto lipídico protetor que ela possui se perde e as agressões externas penetram nas camadas mais profundas.

Envelhecimento

A prevalência da pele seca aumenta com a idade. As mudanças no processo de queratinização e no conteúdo lipídico do estrato córneo, próprios do envelhecimento, ocasionam o problema.

Os adultos mais velhos têm uma maior probabilidade de ficar com a pele seca. Com a idade, a derme produz menos sebo, responsável por manter a pele macia e jovem. Esta redução resseca as superfícies e evita a proteção adequada contra agentes irritantes.

Aos 40 anos, a quantidade de sebo produzida pelo corpo cai drasticamente. Após os 40 anos, a quantidade de sebo continua diminuindo, aumentando o risco de pele seca. Embora já seja comum, a xerose é uma condição que continuará a ser mais frequente com o envelhecimento da população.

Tabagismo

O cigarro contém produtos químicos prejudiciais que aceleram o envelhecimento da pele, tornando-a mais seca. Isso se relaciona com o ponto anterior.

Os fumantes têm a pele facial seca e acinzentada, com rugas típicas ao redor da boca. O cigarro aumenta a degradação do colágeno e das fibras elásticas que formam a estrutura básica da derme. Desta forma, aceleram-se os processos de envelhecimento.

O que é o pH da pele e como ele tem relação com as causas da pele seca?

A camada superior da pele humana é caracterizada por um valor de pH de 4 a 6. Este número indica o grau de acidez das substâncias. Esses números denotam uma leve acidificação do estrato celular, como resultado de aminoácidos, ácidos graxos e sebo.

Todos esses compostos são ácidos e, quando presentes juntos na pele humana, tornam-se uma barreira que impede a colonização bacteriana. Junto com ela, a barreira lipídica composta por ácidos graxos livres, colesterol e ceramidas funciona como repelente de água.

A maioria das bactérias patogênicas humanas é inibida pelo pH ácido na superfície da pele normal. No entanto, esse escudo é alterado quando a pele está ferida ou seca.

O tecido sob a pele tem pH fisiológico de 7,4, o que favorece a colonização bacteriana caso as barreiras não funcionem, segundo estudos realizados por International Journal of Cosmetic Science. Portanto, a xerose se torna um fator de risco para a dermatite infecciosa.

Hidratar a pele
O uso de cremes emolientes é uma medida recomendada para a pele seca.

Hidrate a pele seca

O ideal para tratar a pele seca é tomar banhos rápidos com água morna e depois aplicar um creme hidratante, porque é nesse momento que a pele está mais receptiva. Portanto, ela vai absorver os produtos com mais facilidade e manter a sua barreira cutânea.

O prurido é um sintoma clássico. Portanto, devemos interpretar qualquer coceira banal como um indício de pele desidratada e dar-lhe a atenção e a hidratação correspondentes.

Pode interessar a você...
Como fazer um sabonete de babosa com efeito hidratante
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como fazer um sabonete de babosa com efeito hidratante

Preparar em casa um sabonete de babosa e azeite de oliva nos ajudará a manter a hidratação própria da pele ao mesmo tempo em que a limpará de impur...



  • Pons-Guiraud A. Dry skin in dermatology: a complex physiopathology. J Eur Acad Dermatol Venereol. 2007;21 Suppl 2:1-4. doi:10.1111/j.1468-3083.2007.02379.x
  • Hashizume H. Skin aging and dry skin. J Dermatol. 2004;31(8):603-609. doi:10.1111/j.1346-8138.2004.tb00565.x
  • Siddappa K. Dry skin conditions, eczema and emollients in their management. Indian J Dermatol Venereol Leprol. 2003;69(2):69-75.
  • Gin, H., et al. “Treatment by a moisturizer of xerosis and cracks of the feet in men and women with diabetes: a randomized, double‐blind, placebo‐controlled study.” Diabetic Medicine 34.9 (2017): 1309-1317.
  • Andriessen A. Prevention, recognition and treatment of dry skin conditions. Br J Nurs. 2013;22(1):26-30. doi:10.12968/bjon.2013.22.1.26
  • Ali SM, Yosipovitch G. Skin pH: from basic science to basic skin care. Acta Derm Venereol. 2013;93(3):261-267. doi:10.2340/00015555-1531
  • Lambers H, Piessens S, Bloem A, Pronk H, Finkel P. Natural skin surface pH is on average below 5, which is beneficial for its resident flora. Int J Cosmet Sci. 2006;28(5):359-370. doi:10.1111/j.1467-2494.2006.00344.x
  • Misery L. Nicotine effects on skin: are they positive or negative?. Exp Dermatol. 2004;13(11):665-670. doi:10.1111/j.0906-6705.2004.00274.x
  • Augustin, Matthias, et al. “Diagnosis and treatment of xerosis cutis–a position paper.” JDDG: Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft 17 (2019): 3-33.
  • Yadgar, Ramsin Joseph, and Adam J. Friedman. “Efficacy of a Skin Condition-Adapted Solution for Xerosis and Itch Relief Associated With Aging.” Journal of drugs in dermatology: JDD 15.11 (2016): s91-s94.