Capacidade motora das crianças: 10 dicas para estimulá-la

19 de agosto de 2019
A motricidade grossa e fina fazem parte do desenvolvimento psicomotor da criança. Atualmente capacidade motora das crianças e muitas de suas habilidades são afetadas pela introdução precoce da tecnologia. 

A motricidade é a capacidade de desenvolver vários movimentos e gestos. A capacidade motora das crianças tem dois tipos de habilidades: motricidade grossa e a motricidade fina. 

Como em todos os marcos do desenvolvimento, cada criança tem seu próprio ritmo de crescimento. Há aqueles que aprendem muito rapidamente a sentar, levantar, pular e correr; outros, por sua parte, dominam os movimentos mais simples, enquanto que os mais complexos podem demorar um pouco mais para serem alcançados. Atualmente muitas das habilidades das crianças têm sido afetadas pela introdução precoce da tecnologia. 

A isso se somam os dias de infância sedentária que vivemos no presente. As crianças do século 21 estão cada vez mais longe de passar a noite pedalando de bicicleta ou praticando esportes, porque passam muito de seu tempo livre em frente ao computador ou tablet. Diante disso, a capacidade motora das crianças de hoje está seriamente comprometida

A capacidade motora das crianças: o que exatamente inclui? 

Estimule a capacidade motora das crianças com a música.

Como dissemos, as habilidades incluídas na capacidade motora das crianças incluem as de motricidade grossa e motricidade fina. As habilidades de motricidade grossa englobam movimentos complexos, como arremesso, chute ou salto, entre outros. 

Enquanto isso, as habilidades de motricidade fina referem-se a atividades que exigem coordenação entre o olho e a mão, bem como a coordenação de músculos curtos. Estes são os que permitem realizar atividades como recortar figuras, enfiar contas, ou pegar o lápis para desenhar. 

O desenvolvimento da capacidade motora em crianças será diferente em cada caso. As crianças desenvolvem suas habilidades motoras finas e grossas em diferentes velocidades. Os meninos tendem a ser ligeiramente mais fortes que as meninas, enquanto que as meninas tendem a ter uma maior coordenação nos músculos curtos. 

Por que as habilidades de motricidade grossa são importantes? 

Muitas crianças conseguem sentar e andar sem problemas. No entanto, à medida que crescem, problemas são detectados em outras atividades, como saltar e manter o equilíbrio usando apenas um pé. 

É muito provável que os pais não percebam esses sintomas sutis. Eles geralmente são notados na escola porque a criança fica para trás no parque, ou é um pouco desajeitada nas atividades esportivas da escola. 

Evidentemente, as crianças podem ser felizes, mesmo que não sejam tão boas jogando bola ou amarelinha. Contudo, as habilidades de motricidade grossa são importantes porque as ajudam a controlar seus corpos. 

Por que as habilidades de motricidade fina são importantes? 

Alcançar, agarrar e mover objetos e usar ferramentas como lápis, pincéis ou tesouras, é possível graças às habilidades motoras finas. Quando as crianças usam melhor as mãos, a coordenação entre as mãos e os olhos melhora

A motricidade fina lhes permite aprender habilidades como desenhar e escrever, que são necessárias na escola. Desenvolver essas habilidades ajuda as crianças a serem mais independentes e a entender como seu corpo funciona. 

Devido ao uso de telefones celulares e tablets em idades cada vez mais precoces, as habilidades motoras finas não estão sendo devidamente estimuladas. Isso influencia negativamente no desenvolvimento de várias competências físicas e mentais, que são vitais para o futuro. 

Leia também esse artigo: Qual é o tempo mais adequado para que seus filhos assistam televisão?

Como estimular a capacidade motora nas crianças? 

A criança que não desenvolveu sua motricidade grossa, além de não se sentir segura no parque ou entre os amigos da escola, pode perder sua autoestima, o que poderia desencorajá-la a ser uma pessoa ativa no futuro. 

Da mesma forma acontece com o desenvolvimento da motricidade fina. Se o seu desenvolvimento desacelera, a autoestima da criança é prejudicada. Se, pelo contrário, a criança aprender a modificar o mundo ao seu redor, sua autoestima também se desenvolve

Por esta razão, antes de deixá-las passar todo o seu tempo livre na frente de computadores, celulares ou tablets, é melhor estimular a capacidade motora das crianças. Deixamos alguns exercícios para diferentes idades

1. Bater palmas 

Este jogo é para crianças de um ano de idade. Sente a criança no seu colo olhando para você. Bata palmas lentamente enquanto você canta e mantém o ritmo: “palmas, palminhas, o que está por vir”… e você diz o nome da criança. Então você gentilmente faz cócegas nela, depois sorri. Então você pega as mãos da criança e repete a música, enquanto a ajuda a bater palmas. Repita as cócegas. 

  • Enquanto brincam, vá reduzindo gradualmente a ajuda que você dá ao seu filho. Passe das mãos para os pulsos e segure suavemente o antebraço. Finalmente, basta tocar suas mãos para indicar que ele deve começar a bater as palmas das mãos. 

2. Construir torres 

Para crianças de um ano de idade, construir torres é um dos jogos mais divertidos. Localize cubos ou peças encaixáveis grandes, para que a criança possa sobrepô-las e construir as torres. 

Assim como elas constroem as torres, também se divertem derrubando-as. Se estão brincando no chão e a criança já fica em , é possível que não apenas coordene as mãos e os olhos para montar a torre, mas talvez se atreva a derrubá-la com os pés, mesmo que ainda não tenha equilíbrio. 

3. Abrir e fechar recipientes serve para estimular a capacidade motora das crianças

Quando a criança já tem 2 anos de idade ela deve ser capaz de abrir e fechar recipientes de pressão. A partir de 3 anos deve ser capaz de abrir e fechar contêineres de rosca. Procure por recipientes de tamanhos diferentes e tampas mais ou menos exigentes. 

  • Enquanto a criança é pequena, encha os recipientes com algodão ou bolas coloridas de diferentes tamanhos que atraiam a atenção da criança. Peça à criança para abrir e fechar os recipientes. 
  • Você também pode convidar a criança a encher ou a esvaziar o conteúdo dos recipientes. À medida que a criança cresce você pode usar contas ou sementes menores, para estimular o agarro da pinça com o indicador e o polegar. 

4. Guardar objetos

A partir dos 2 anos de idade, enquanto você ensina os seus filhos a guardar os brinquedos após um dia de jogos, pode aproveitar para desenvolver a capacidade motora das crianças enquanto rolam, empurram, ou movimentam os brinquedos

  • Enquanto você pede para que coletem os brinquedos, pode cantar as estrofes «Guardar, guardar, vamos todos guardar. Por aqui, por acolá, vamos todos guardar». 

5. Faça que o seu filho use as escadas para estimular sua capacidade motora das crianças

A partir dos 3 anos de idade uma criança deve ter a capacidade de subir escadas alternando os pés, e descer as mesmas colocando ambos os pés em cada degrau. Toda vez que ficar diante de uma escada, use-a. Além disso, você se beneficiará com o exercício extra. 

  • Faça da experiência uma brincadeira, cante enquanto sobe ou desce, conte os passos. A partir dos 4 anos a criança já deve alternar os pés enquanto desce. 

6. Escalar 

As habilidades de escalada aparecem aos 2 anos. As crianças podem escalar brinquedos, móveis, a mamãe e o papai, entre outras coisas. Se houver jogos para escalar no parque, incentive-as a usá-los. 

Em casa você também pode convidá-las a subir uma escada dobrável. Basta estar atento ao seu lado para evitar quedas. A escalada é um ótimo exercício do qual gostam muito, mas que geralmente é desencorajada pelo medo que os pais lhes transmitem. 

Descubra ademais: Brincar com massa de modelar: benefícios para as crianças

7. Brincar de avião e amarelinha

Estimule a capacidade motora das crianças com esportes

Quando a criança atinge 3 anos de idade ela consegue manter o equilíbrio em um pé só por curtos períodos. Aos 4 anos, pode manter o equilíbrio com um pé por 15 segundos, e também pular em um pé só. 

Ensine-a a brincar de amarelinha ou avião. Este jogo não só permite que desenvolvam as habilidades motoras grossas, mas também habilidades motoras finas, enquanto jogam a pedra e apontam para o quadrado. Primeiro, vai custar-lhe manter o equilíbrio enquanto pega a pedra, mas logo será mais habilidoso. Além disso, isso serve para socializar com outras crianças. 

8. Caminhar, correr e trotar são atividades para estimular a capacidade motora das crianças

Uma criança de 3 anos pode virar esquinas quando ela corre. Aos 4 anos pode andar para frente e para trás, e correr sem problemas. Todos os jogos que envolvem correr irão encantá-la. 

Também é um bom momento para aprender a correr e pular corda, já que usa suas habilidades mais desenvolvidas, para controlar o movimento de seu corpo enquanto pratica essas atividades. 

9. Caminhos de massa de modelar

A partir dos 4 anos, você pode fazer um caminho com lápis ou fita adesiva em uma folha de papel, e pedir a seu filho que marque o caminho com uma massa de modelar. Ele apenas tem que amassar e fazer rolos de massa e colocá-la nos caminhos marcados e pressioná-las. 

10. Gotas coloridas 

Crianças de 5 anos conseguem pressionar os conta-gotas para passar gotas de líquido de um recipiente para outro. Coloque vários frascos com água e prepare os gotejadores com tinturas de cores diferentes. 

Peça ao seu filho para colocar cinco gotas de tinta azul no primeiro recipiente, 3 gotas de tinta vermelha no segundo, e assim por diante. Você também pode pedir diferentes combinações de números de gotas e cores. 

Reflexão final 

O desenvolvimento da capacidade motora fina e grossa é muitas vezes limitado por pais excessivamente superprotetores. Desde que tenha um ano de idade e na dinâmica diária, a criança pode desenvolver sua capacidade motora

Aprender a comer e se vestir são apenas algumas das atividades diárias que permitem que a criança melhore suas habilidades. Só é preciso que a mamãe e o papai deixem o espaço necessário para que seus filhos cresçam e se desenvolvam. 

O uso de dispositivos eletrônicos desde uma idade cada vez mais precoce não afeta apenas a capacidade motora das crianças, mas também é um fator determinante para o aumento das taxas de obesidade infantil. Deixemos que nossos filhos se desenvolvam, já que haverá tempo para que iniciem sua trajetória na tecnologia. 

 

  • Strohrmann, C., Labruyère, R., Gerber, C. N., Van Hedel, H. J., Arnrich, B., & Tröster, G. (2013). Monitoring motor capacity changes of children during rehabilitation using body-worn sensors. Journal of NeuroEngineering and Rehabilitation. https://doi.org/10.1186/1743-0003-10-83
  • Van Wely, L., Balemans, A. C. J., Becher, J. G., & Dallmeijer, A. J. (2014). Physical activity stimulation program for children with cerebral palsy did not improve physical activity: A randomised trial. Journal of Physiotherapy. https://doi.org/10.1016/j.jphys.2013.12.007
  • Zeng N, Ayyub M, Sun H, Wen X, Xiang P, Gao Z. Effects of Physical Activity on Motor Skills and Cognitive Development in Early Childhood: A Systematic Review. Biomed Res Int. 2017;2017:2760716. doi:10.1155/2017/2760716
  • Alesi M, Bianco A, Padulo J, et al. Motor and cognitive growth following a Football Training Program. Front Psychol. 2015;6:1627. Published 2015 Oct 27. doi:10.3389/fpsyg.2015.01627