Benefícios do gengibre: aplicações medicinais e culinárias

· 30 de agosto de 2013
O gengibre, conhecido no norte do Brasil como mangarataia, pode ser consumido cru, desidratado, em conserva, como chá ou como óleo.

A lista de benefícios do gengibre é grande: possui ação bactericida, desintoxicante, atua nos sistemas digestivo, respiratório e circulatório e acelera o metabolismo, queimando aquela gordurinha indesejada.

Como se seus poderes medicinais não fossem o suficiente, esta planta de origem asiática é um ingrediente que dá um toque especial a diversos tipos de receitas, de bolos e biscoitos (entre eles, o tradicional natalino boneco de gengibre) até pratos principais e sobremesas sofisticadas.

Seu poder bactericida vem do seu componente gingerol, cujas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias são capazes de destruir bactérias e fungos. É também o gingerol que dá ao gengibre o seu sabor picante característico.

Por outro lado, o óleo essencial feito com essa especiaria é rico em canfeno, felandreno, zingibereno e zingerona, outros componentes de grande importância medicinal, e pode ser utilizado no tratamento de queimaduras.

Benefícios do gengibre

Ajuda a perder peso

Para quem quer perder peso, principalmente em forma de gordura corporal, vai achar no gengibre um grande aliado. Suas propriedades termogênicas ativam o metabolismo do organismo, aumentam a temperatura corporal e provocam a consequente queima de gordura, aumentando o gasto calórico em até 10%.

Leia também: 3 fatores importantes para perder peso

Grande utilidade na culinária

Basta uma pequena quantidade dessa especiaria no chá ou em alguma receita para já notar a diferença no olfato e no paladar, diminuindo a necessidade de adição de sal durante o preparo dos alimentos.

Na culinária, pode ser utilizado fresco, seco ou em conserva, sendo que cada um desses estados tem sabores e aromas distintos. Pode ser usado como tempero, e as suas conservas costumam acompanhar barcas de sushi.

Aplicações variadas no tratamento de doenças e condições

O gengibre tem diversas indicações medicinais:

  • digestão de alimentos gordurosos
  • enjoos
  • gases
  • náuseas causadas pelo tratamento do câncer
  • perda de apetite
  • mau hálito
  • cólica menstrual
  • ressaca
  • artrite
  • dores musculares
  • infecções respiratórias

Seu uso medicinal pode ser feito em forma de chá, xarope, massagens com o seu óleo, banhos e compressas quentes. No tratamento de doenças respiratórias, é comumente associado ao limão, mel e alho.

O gengibre também é usado na fabricação de laxantes, antigases e antiácidos, por conta de sua capacidade de fortalecer a mucosa intestinal e, consequentemente, facilitar a digestão.

Chá de gengibre

O chá pode ser uma boa alternativa para aproveitar os benefícios do gengibre

Para aproveitar os benefícios do gengibre na forma de chá, basta colocar raízes, cascas ou talos de molho por cerca de 30 minutos e, em seguida, acrescentar água e levar o gengibre ao fogo por mais meia hora. Esta infusão é um importante aliado no tratamento de gripes e resfriados.

Leia também: Como perder peso tomando chá de gengibre? Quando não é recomendado tomá-lo?

Mastigar lascas de gengibre também ajuda a aliviar a garganta irritada. No entanto, esse uso deve ser moderado, já que o gengibre tem propriedades anestésicas e pode levar a perda da qualidade vocal.

  • Palharin, L. H. D. D. C., Figueiredo, E. N., Camargo, M. P. L., & Bosquê, G. G. (2008). Estudo sobre gengibre na medicina popular. Revista Científica Eletronica de Agronomia.
  • Grzanna, R., Lindmark, L., & Frondoza, C. G. (2005). Ginger—An Herbal Medicinal Product with Broad Anti-Inflammatory Actions. Journal of Medicinal Food. https://doi.org/10.1089/jmf.2005.8.125
  • White, B. (2007). Ginger: An overview. American Family Physician. https://doi.org/10.1039/C4CC06344A