As 15 melhores ervas medicinais e seus usos

9 de janeiro de 2020
Do alívio de náuseas à redução dos sintomas de estresse, existe uma grande variedade de plantas com efeitos terapêuticos. Contamos a você os benefícios de 15 plantas altamente recomendadas.

Do alívio de náuseas à redução da ansiedade e do estresse, a quantidade de ervas existentes para aliviar diferentes situações é grande. Hoje focaremos nas 15 melhores ervas medicinais.

Lembre-se de que antes de usar qualquer uma dessas ervas medicinais, consulte seu médico e siga suas instruções. É importante que você consulte um especialista, principalmente se estiver tomando medicamentos, para evitar interações.

15 melhores ervas medicinais

Diferentes ervas medicinais

Entre as 15 melhores ervas medicinais podemos citar:

1. Cohosh preto

É uma alternativa natural aos medicamentos hormonais que diminuem os sintomas da menopausa, como ondas de calor, suores noturnos, alterações de humor, secura vaginal e palpitações. O cohosh preto também ajuda a aliviar a dor relacionada à síndrome pré-menstrual.

2. Inhame selvagem

Equilibra hormônios e alivia as náuseas matutinas. Além disso, acredita-se que o inhame selvagem melhora a fertilidade feminina. No entanto, de acordo com a American Cancer Society, o inhame selvagem por si só não produz progesterona no organismo e, portanto, não afeta a fertilidade.

Leia também: As 7 principais causas da infertilidade feminina

3. Rabo de leão

O rabo de leão (leonotis leonurus) é frequentemente usado para remediar a ansiedade e a insônia, pois atua como um analgésico. Da mesma forma, é um bom antiarrítmico e mitiga taquicardias e palpitações. Também é usado para distúrbios do ritmo cardíaco de origem nervosa e como adjuvante no hipertireoidismo.

4. Sálvia

Sálvia é uma planta com muitas propriedades medicinais

Além disso, ajuda na digestão, asma, infecções bacterianas e fúngicas. O óleo essencial obtido da sálvia melhora a concentração e pode desempenhar um papel nos métodos de tratamento para perda de memória associada à doença de Alzheimer. Além disso, também é útil em:

  • Mordidas.
  • Acalma e estimula o sistema nervoso.
  • Alivia resfriados e tosse.

5. Verbena Azul

É uma planta que atua como analgésico e tranquilizante natural. Por outro lado, é um expectorante usado para tratar a bronquite crônica e um antirreumático usado para tratar de aliviar a dor nas articulações.

6. Ginseng

O ginseng é usado como um tônico geral pelos modernos herbalistas ocidentais, bem como pelos médicos tradicionais chineses. Acredita-se que estimula e fortalece o sistema nervoso central em casos de fadiga, esforço físico, fraqueza ocasionada por doenças e lesões. Aliás, também é utilizado no caso de estresse emocional prolongado.

A afinidade do ginseng com o sistema nervoso e sua capacidade de promover o relaxamento o tornam útil para condições relacionadas ao estresse, como a insônia e a ansiedade.

7. Schizandra

É utilizada para prevenir o envelhecimento precoce, a regulação do açúcar no sangue e a pressão sanguínea. Por outro lado, também é utilizada para estimular o sistema imunológico e melhorar a recuperação após a cirurgia.

Não deixe de ler também: Remédios para fortalecer o sistema imunológico

8. Espinheiro

Espinheiro branco e sistema cardiovascular

Essa erva é usada para doenças do coração e vasos sanguíneos, como:

  • Insuficiência cardíaca congestiva.
  • Dor no peito.
  • Batimento cardíaco irregular.

Além disso, também é usado para tratar alterações na pressão arterial, aterosclerose e colesterol alto. Devido aos seus efeitos no sistema cardiovascular, é geralmente usado em combinação com outras plantas para reduzir os sintomas associados ao estresse e ao nervosismo.

9. Dente-de-leão

O dente-de-leão é usado para aumentar a produção de urina devido ao seu efeito diurético e depurativo. Por outro lado, também é utilizado como laxante, entre outros efeitos no organismo.

10. Vitex

É utilizado para irregularidades do ciclo menstrual, síndrome pré-menstrual e sintomas da menopausa. Também é usado para aliviar os sintomas respiratórios da fibrose cística, prevenir o aborto em mulheres com baixos níveis de progesterona e aumentar o leite materno.

11. Alcaçuz

Algumas pessoas usam essa erva medicinal principalmente para dor de garganta, bronquite, tosse e infecções causadas por bactérias ou vírus. Entretanto, o alcaçuz também é usado para ajudar nos tratamentos farmacológico de artrite, lúpus eritematoso sistêmico e distúrbios hepáticos, entre outros.

12. Gengibre

Gengibre e problemas estomacais

O gengibre é comumente usado para tratar vários tipos de problemas estomacais, por exemplo:

  • Tonturas.
  • Náuseas.
  • Cólicas.
  • Dores de estômago.
  • Vômitos após a cirurgia.

13. Urtiga uma das 15 melhores ervas medicinais

A raiz de urtiga é usada para doenças das articulações. Além disso, possui propriedades como diurético e adstringente. As partes superiores são usadas em conjunto com grandes quantidades de fluidos na ‘terapia de irrigação’ para infecções e inflamação do trato urinário e pedras nos rins. As partes aéreas também são usadas para alergias, febre do feno e artrite.

Além disso, esta planta ajuda a acalmar a coceira e regula a produção de gordura. Portanto, muitas preparações para acne ou dermatite seborreica a incluem em sua composição.

14. Pé-de-leão

A alchemilla vulgaris e outras espécies têm sido uma das ervas medicinais mais usadas na medicina popular em toda a Europa. O pé de leão ajuda principalmente a reduzir a dor associada à menstruação e também melhora o sangramento excessivo.  Por outro lado, também desempenha um papel no alívio dos sintomas da menopausa.

15. Folhas de framboesa

Folhas de framboesa para problemas digestivos

As folhas de framboesa vermelha são usadas para distúrbios do trato gastrointestinal, incluindo diarreia. Por outro lado, também possuem propriedades em distúrbios do sistema respiratório, incluindo gripe e resfriado. Também são usadas para promover a transpiração, produção de urina e bile.

Outras aplicações são principalmente:

Entretanto, como dissemos no início, você deve consultar o médico ou farmacêutico antes de iniciar um tratamento com qualquer uma dessas 15 melhores ervas medicinais, pois elas são apenas complementares a um tratamento previamente estabelecido por um profissional.

Então, gostou deste artigo? Sendo assim, continue conosco porque temos mais dicas para a sua saúde, beleza e bem-estar.

  • Rodríguez, F. M. (2007). Revista Cubana de Plantas Medicinales: Editorial. Revista Cubana de Plantas Medicinales. https://doi.org/10.1007/s001250051442
  • Hernandez, A. Q. (2008). Las plantas medicinales. Revista Biocenosis.
  • Hernandez, H. (2010). Pequeño manual de Plantas Medicinales. Huerto Medicinal.
  • Madridejos Mora, R., & Amado Guirado, E. (2008). Hierbas medicinales. FMC – Formación Médica Continuada en Atención Primaria. https://doi.org/10.1017/CBO9781107415324.004