Ansiedade em crianças: quando devo me preocupar?

Os sintomas de ansiedade em crianças podem ser diversos: desconforto físico, problemas para adormecer...
Ansiedade em crianças: quando devo me preocupar?

Última atualização: 11 Março, 2021

Antes de responder se a ansiedade em crianças é ou não motivo de preocupação, pode ser bom definir primeiro o que chamamos de ansiedade e se existem diferenças entre a ansiedade em crianças e em adultos.

A inquietação nas crianças – uma palavra que às vezes é usada como sinônimo de ansiedade – depende de muitas variáveis. Idade, manifestações emocionais ou limitação nas atividades diárias são elementos que devemos levar em consideração.

O que é a ansiedade?

Segundo informações da Sociedade Espanhola de Pediatria e Atenção Básica Extra-Hospitalar, a ansiedade faz parte de inúmeros quadros clínicos na infância e na adolescência. De acordo com a mesma fonte:

“A ansiedade patológica é a reação a um estímulo percebido como ameaçador, com sensação de intenso desconforto, sintomas neurovegetativos, cognitivos e somáticos”.

Com base no exposto, a ansiedade na criança – embora nunca seja desejável – adquire diferentes características e níveis de gravidade. Podemos precisar nos preocupar com a ansiedade em crianças quando suas manifestações correspondem às da ansiedade patológica.

Ansiedade em crianças
Um dos motivos mais comuns de ansiedade em crianças é o transtorno de ansiedade de separação.

Causas da ansiedade em crianças

As crianças podem sofrer de ansiedade por muitas causas diferentes. Algumas delas podem ser:

  • Divórcio dos pais ou perda semelhante em sua vida
  • Mudanças importantes no seu dia a dia, como mudar para outra cidade
  • Histórico de abuso
  • Situações de violência em casa

Dados adicionais

Centro de Controle e Prevenção de Doenças, CDC, EUA, afirma que “Quando as crianças não superam os medos e preocupações típicos da infância, ou quando os medos e preocupações são tantos que interferem nas atividades, um transtorno de ansiedade pode ser diagnosticado”.

Exemplos dos diferentes tipos de transtornos de ansiedade incluem o seguinte:

  • Sentir medo de se separar dos pais (ansiedade de separação), de uma situação específica ou algo parecido, como cachorros, insetos ou de ir ao médico (fobias).
  • Medo da escola e de outros locais onde haja pessoas (ansiedade social).
  • Estar muito preocupado com o futuro e com coisas ruins acontecendo (ansiedade geral).
  • Apresentar episódios repetidos de medo intenso, súbito e inesperado, que são acompanhados por manifestações no corpo (transtorno do pânico).

É possível que esses dados, isoladamente, não indiquem um transtorno de ansiedade em crianças, portanto, pode ser tão prejudicial pseudodiagnosticar quanto desvalorizar o sintoma.

Como lidar com a ansiedade em crianças?

Mãe e filho conversando
Quando detectamos sintomas de ansiedade em crianças, é importante consultar um profissional para obter um diagnóstico e, se necessário, iniciar um tratamento.
  • Os sintomas de ansiedade em crianças também podem incluir problemas para adormecer, bem como desconforto físico: dificuldade em respirar, desconforto no estômago, suores, dor de cabeça…
  • Algumas crianças ansiosas não comunicam suas preocupações e, portanto, os sintomas podem passar despercebidos.
  • É fundamental comparecer à consulta para que o profissional – principalmente o pediatra – avalie a criança e dê a sua opinião.

Você pode estar interessado em: Como reconhecer uma doença mental em crianças

Psicólogo ou psiquiatra para aliviar a ansiedade

  • Apesar da ansiedade em crianças nem sempre ser preocupante, é fundamental lhe dar a devida atenção.
  • Se necessário, além de consultar o pediatra, pode ser importante procurar atendimento com profissional especializado em transtornos emocionais e de saúde mental.

Por fim, é fundamental estimular nos pais a importância de criar um ambiente tranquilo para seus filhos. Uma palavra dita no momento certo, um gesto ou uma carícia representam propostas saudáveis ​​para prevenir a ansiedade, ou, se ela já foi instalada, reduzi-la.

It might interest you...
Enxaqueca em crianças: sintomas e tratamento
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Enxaqueca em crianças: sintomas e tratamento

A enxaqueca em crianças é debilitante e pode interferir nas suas diferentes tarefas diárias. Veja quais são as causas e o tratamento.