Alimentos saudáveis para crianças de 1 a 3 anos

23 de outubro de 2019
A alimentação é uma das chaves para a saúde dos pequenos. Oferecer os melhores alimentos os ajudará a crescer e se desenvolver de maneira saudável. Descubra algumas recomendações.

Desde o primeiro ano de vida, a maioria das crianças já pode comer como o resto da família. Nas dietas para crianças de 1 a 3 anos não pode faltar alimentos saudáveis, sua melhor fonte de energia e saúde. Por isso, descubra neste artigo quais são os mais adequados.

Benefícios de uma dieta saudável em crianças

Um dos principais benefícios de uma alimentação adequada no estágio infantil é a saúde. No âmbito da Estratégia Mundial sobre Dieta, Atividade Física e Saúde da Organização Mundial da Saúde, os especialistas estabeleceram que:

Uma dieta não saudável é um fator de risco chave para doenças não transmissíveis (DNTs) que podem ser modificadas. […] Embora as mortes por DNTs ocorram principalmente na idade adulta, os riscos associados a dietas não saudáveis ​​começam na infância e se acumulam ao longo da vida.

Por isso é importante dar aos nossos filhos os alimentos certos, pois eles influenciarão em sua saúde atual e futura. Além disso, durante esta fase da vida, as crianças têm um importante desenvolvimento e crescimento físico.

Assim, a alimentação deve garantir energia e nutrientes suficientes para mantê-los em um nível ótimo. Sem esquecer, é claro, que esse também é o estágio certo para adquirir e consolidar hábitos alimentares saudáveis que durarão até a idade adulta.

Crianças brincando com legumes.

Tipos de alimentos saudáveis ​​para crianças de 1 a 3 anos

Uma alimentação saudável deve ser variada, suficiente, equilibrada e adaptada às suas preferências e à sua percepção do apetite. Para isso, usaremos os alimentos saudáveis ​​que serão descritos em seguida. Eles são ideais e fundamentais para crianças de 1 a 3 anos, verdadeiras fontes de saúde para nossos filhos.

Leia mais: Prevenir a obesidade infantil é possível. Saiba como!

Frutas e vegetais

Assim como no caso dos adultos, os vegetais devem estar presentes nos almoços e jantares dos pequenos. Além disso, não há nenhum que seja melhor nessa idade, o importante é oferecer variedade dentro dos vegetais de cada estação e adaptar-se às preferências da criança e da família.

  • Por exemplo, acelga e espinafre têm níveis mais elevados de nitrato do que outros vegetais. É por isso que até 3 anos não devem ser oferecidos mais de uma vez por dia.
  • Praticamente todas as frutas podem ser consumidas a partir do primeiro ano de idade. Porém, devemos ter cuidado com aquelas que apresentam maior risco de asfixia, como uvas inteiras ou cerejas. Além disso, a fruta deve ser fresca e não na forma de sucos ou iogurte de frutas.

Proteínas

As principais fontes de proteína em dietas de 1 a 3 anos são peixes, carne e ovos. Existem algumas limitações que devemos levar em consideração:

  • Não devem comer peixe-espada, tubarão, atum rabilho e lúcio, pois eles podem acumular grandes quantidades de mercúrio.
  • Nem a cabeça dos moluscos e o corpo dos crustáceos como o caranguejo, pois podem apresentar uma quantidade notável de cádmio.

Não devemos esquecer a importância das leguminosas. Estes são alimentos muito saudáveis ​​e nutritivos para as crianças. As lentilhas vermelhas não têm casca, portanto podem ser mais digestivas.

Gorduras saudáveis

Azeite de oliva

O azeite extra-virgem deve ser a principal fonte de gordura na alimentação das crianças. Servirá para temperar todos os seus pratos, sejam vegetais, cereais, legumes, etc. Além disso, também podemos oferecer frutos secos, uma ótima fonte de proteínas vegetais e gorduras poli-insaturadas.

Devemos ter em mente que apresentam um grande risco de asfixia. Por isso, vamos optar por oferecer-lhes triturados ou em creme. Espalhe em uma fatia de pão, eles são uma alternativa ideal para o café da manhã e lanches.

Leia mais: 6 receitas que ajudarão seu filho a comer vegetais

Cereais integrais

Os grãos integrais são mais nutritivos e, portanto, são preferíveis aos refinados. Para crianças de 1 a 3 anos, os melhores são:

  • Arroz, centeio ou milho
  • Massas
  • Cuscuz
  • Flocos de aveia
  • Batata ou batata doce

Para o café da manhã e lanches, deve-se escolher preferencialmente pão integral, flocos de aveia ou outro cereal integral e sem adição de açúcar.

Laticínios

A partir de um ano, as crianças que não continuam a amamentar já podem tomar leite de vaca. É aconselhável retirar a mamadeira aos poucos e oferecê-la no copo. Iogurtes naturais, queijo fresco e pequenas porções de queijos curados também são alimentos saudáveis ​​nesta fase. Devemos monitorar os últimos, pois contêm grandes quantidades de sal.

Não é necessário oferecer iogurtes ou leites especiais ou de continuação. Em crianças saudáveis, e com uma alimentação suficiente e variada, elas não oferecem vantagens nutricionais em relação às originais. Em vez disso, eles geralmente adicionam ingredientes como açúcar, aromas ou gorduras.

Quais são os alimentos saudáveis para crianças de 1 a 3 anos?

Alimentos saudáveis para crianças de 1 a 3 anos não inclui doces

Existem alguns alimentos que não devemos introduzir na alimentação em crianças que têm de 1 a 3 anos, pois não são saudáveis ​​ou recomendados, mesmo para adultos. Nos referimos a:

  • Confeitaria: biscoitos, muffins, bolos…
  • Cereais açucarados
  • Snacks salgados e batatas fritas
  • Refrigerantes e sucos de frutas
  • Laticínios açucarados
  • Carnes processadas

Outras considerações

Nessa idade, os comportamentos alimentares das crianças podem ser muito variáveis. Elas podem achar difícil admitir novos alimentos e passar por momentos de maior ou menor apetite.

É importante que o ambiente na hora do almoço seja silencioso e que seja feito em família sempre que possível. As crianças nunca devem ser abandonadas quando estão comendo.

As crianças não devem ser forçadas a comer e sempre se deve oferecer alternativas diferentes em termos de texturas, sabores e cores. Não esqueça que este também é um estágio de descoberta e aprendizado.

Embora no início, a partir de um ano, já tenhamos introduzido grande parte dos principais alimentos da alimentação infantil, é importante lembrar que devemos estar alertas para possíveis reações adversas cada vez que introduzirmos um novo alimento.

Por fim, a alimentação dos pequenos é uma das principais preocupações dos pais. Ao cercá-los com esses alimentos saudáveis, se transformará em uma tarefa mais fácil e satisfatória para todos.

  • Agostini C et al. Role of dietary factors and food habits in the development of childhood obesity. A commentary by the Espghan Committee on Nutrition. Journal of Pediatric Gastroenterology and Nutrition. Junio 2011. 52(6):662-669.
  • Goldthorpe J, Ali N, Calam R. Providing healthy diets for young children: the experience of parents in a UK inner city. Int J Qual Stud Health Well-being. 2018;13(1):1490623. doi:10.1080/17482631.2018.1490623
  • Institute of Medicine (US) Committee to Review Child and Adult Care Food Program Meal Requirements; Murphy SP, Yaktine AL, West Suitor C, et al., editors. Child and Adult Care Food Program: Aligning Dietary Guidance for All. Washington (DC): National Academies Press (US); 2011. 4, Nutritional Considerations for Infants and Children. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK209820/
  • Basulto J. Se me hace bola. Cuando no comen como queremos que coman. Editorial Bolsillo Clave. Marzo 2013.
  • VVAA. Conjunto de recomendaciones sobre la promoción de alimentos y bebidas no alcohólicas dirigida a los niños. Organización Mundial de la Salud. 2010.