Alga dulse: características, utilizações e preparação

Vamos mostrar as principais propriedades da alga dulse e como introduzi-la na dieta de uma forma simples para tirar o máximo partido dela.
Alga dulse: características, utilizações e preparação

Última atualização: 09 janeiro, 2022

As algas estão cada vez mais presentes nas dietas ocidentais. Possuem grande quantidade de nutrientes e compostos antioxidantes, por isso seu consumo é recomendado quando se busca uma boa saúde. Especificamente, vamos falar com você sobre a alga dulse.

A primeira coisa a mencionar sobre este alimento é sua cor vermelha profunda. É consumida na região da Islândia há centenas de anos, visto que neste país o produto faz parte de muitas preparações tradicionais.

Propriedades nutricionais

A alga dulse se destaca pela concentração de ferro. Esse mineral tem se mostrado decisivo para evitar situações de anemia. Essa patologia causa cansaço crônico e fadiga, pois o fornecimento de oxigênio aos tecidos está em risco.

Além disso, a alga marinha é uma fonte de iodo. Este elemento é importante para a glândula tireóide, pois participa da conversão dos hormônios tireoidianos. Uma contribuição inadequada colocaria em risco o bom funcionamento desse órgão, aumentando o risco de hipotireoidismo. O ferro também é importante para essa glândula, de acordo com um estudo publicado na Biological Trace Element Research.

Do ponto de vista das vitaminas, esse alimento é capaz de fornecer vitaminas A, B1, B2, B3, B5, B9, B12, C, D e E, portanto podemos dizer que estamos diante de um produto muito completo no que diz respeito aos micronutrientes.

Suplementação com vitamina B12 e algas marinhas.

Usos da alga dulse

A alga dulse encontra-se facilmente disponível na sua versão desidratada. O estado de conservação é excelente. É necessário apenas mergulhá-la em água por 5 minutos e depois adicioná-la a preparações múltiplas. O mais comum é usá-la para fazer caldos, ensopados e saladas.

No entanto, também pode ser preparada como guarnição de carnes e peixes. Existem até curativos que a incluem entre seus ingredientes. Existem também regiões onde é adicionada ao arroz ou purê, melhorando sua densidade nutricional.

Afinal, estamos falando de um comestível que contém uma quantidade significativa de fitoquímicos. Esses compostos são caracterizados por sua atividade antioxidante. Eles são capazes de neutralizar a formação de radicais livres e seu posterior acúmulo nos tecidos.

Contraindicações

Apesar de ser considerada saudável, é verdade que há uma série de cuidados a ter em conta no consumo de alga dulse. Por exemplo, no caso de sofrer de algum problema na glândula tiróide, recomenda-se consultar o especialista antes de incluí-la na dieta alimentar.

Às vezes pode ser benéfico e necessário, mas em outros casos irá gerar desequilíbrios no funcionamento da glândula que não terão impacto positivo no estado de saúde. O suprimento de micronutrientes deve ser otimizado quando houver alterações na função tireoidiana.

Por outro lado, será essencial garantir que a alga dulse chegue de uma cultura orgânica. Às vezes, esses alimentos podem conter grandes quantidades de metais pesados, o que pode causar problemas de saúde com o passar do tempo.

Brócolis com molho de caju frito e alga dulse secas

Para terminar, vamos apresentar-lhe uma receita com alga dulse, para que possa começar a incorporar ela na sua alimentação. Os ingredientes de que você precisa são os seguintes:

  • 1 cabeça de brócolis.
  • 60 mililitros de água.
  • 80 gramas de castanha de caju.
  • 1 colher de sopa de alga marinha seca.
  • 2 fatias de alho.
  • Azeite de oliva virgem extra.
  • Sal e pimenta.

Comece cortando os brócolis em pedaços pequenos, cozinhe no vapor por cerca de 5 minutos. Paralelamente, deve-se fritar o alho em uma panela em fogo baixo.

Depois de dourar os alhos, eles são removidos e  os cajus são colocados na panela. Quando dourados, são introduzidos junto com o alho no copo do liquidificador com 60 mililitros de água para bater tudo bem.

Resta colocar os brócolis em uma tigela, colocar o molho por cima e finalizar com a alga dulse, finamente cortada. Misture bem, coloque sal e pimenta a gosto, e o prato está pronto para ser degustado.

Algas marinhas picadas.
A alga dulse pode ser combinada com vegetais. Picada e polvilhada por cima, fornece muitos nutrientes.

Incorpore alga dulse em sua dieta

A alga dulse se destaca pela concentração de micronutrientes e fitoquímicos. É positiva para a saúde quando inserida no contexto de uma alimentação variada e equilibrada.

Por fim, lembre-se de que é necessário combinar uma boa alimentação com outros hábitos de vida saudáveis. Dentre eles, destaca-se a exposição ao sol. É o método mais eficiente para garantir que os níveis de vitamina D no corpo sejam adequados.

Pode interessar a você...
Formas de consumir algas e seu valor nutricional
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Formas de consumir algas e seu valor nutricional

Dado o seu elevado teor de vitaminas e minerais, consumir algas pode ser muito benéfico no tratamento da anemia e outros problemas de saúde.



  • DeLoughery T. G. (2017). Iron Deficiency Anemia. The Medical clinics of North America101(2), 319–332. https://doi.org/10.1016/j.mcna.2016.09.004
  • Cao, Y., Zhen, S., Taylor, A. W., Appleton, S., Atlantis, E., & Shi, Z. (2018). Magnesium Intake and Sleep Disorder Symptoms: Findings from the Jiangsu Nutrition Study of Chinese Adults at Five-Year Follow-Up. Nutrients10(10), 1354. https://doi.org/10.3390/nu10101354
  • Luo, J., Hendryx, M., Dinh, P., & He, K. (2017). Association of Iodine and Iron with Thyroid Function. Biological trace element research179(1), 38–44. https://doi.org/10.1007/s12011-017-0954-x