Cloreto de magnésio: um mineral para a saúde óssea

Uma dieta equilibrada fornecerá ao organismo todos os nutrientes necessários para o seu funcionamento adequado, incluindo cloreto de magnésio.
Cloreto de magnésio: um mineral para a saúde óssea

Última atualização: 04 janeiro, 2022

O cloreto de magnésio é um composto mineral que pode ser encontrado naturalmente em diferentes alimentos. Embora seja verdade que está disponível como suplemento nas farmácias, é melhor aproveitá-lo através da alimentação, a menos que o médico indique o contrário.

De acordo com a Fundação Espanhola do Coração, o magnésio pode ser encontrado em laticínios, peixes, vegetais de folhas verdes, certas nozes e sementes.

Para que serve o cloreto de magnésio?

O cálcio apoia a saúde óssea.

Assim como o cálcio contribui para a manutenção da saúde óssea, entre outras funções, o cloreto de magnésio é uma substância que ajuda a melhorar a transmissão dos impulsos nervosos e otimizar o desempenho muscular, segundo a fonte citada acima.

Na verdade, entre os benefícios do cloreto de magnésio citados por fontes especializadas, como Medline ou Mayo Clinic, estão:

  • Ajuda a manter a saúde óssea.
  • Ajuda no relaxamento muscular e na manutenção de um bom ritmo cardíaco.
  • Contribui para a manutenção de um sistema imunológico saudável.
  • Segundo a Fundação Espanhola do Coração, favorece o equilíbrio mineral (melhorando a absorção do cálcio), o que contribui para a saúde óssea.
  • Ele atua como um ativador de muitas coenzimas no corpo e como um sintetizador de proteínas.
  • Sua falta pode produzir irritabilidade e fraqueza.

Além de todos os seus benefícios, as fontes citadas destacam a importância de uma dieta saudável e variada para manter os níveis ideais deste mineral. Os suplementos, por sua vez, só são recomendados se o profissional os considerar essenciais.

Ideal para atletas

A crença popular indica que uma colher de chá de cloreto de magnésio dissolvido em água pode ajudar a regular a atividade neuromuscular e melhorar a transmissão dos impulsos nervosos. Nesse sentido, o atleta poderia ser muito favorecido por ter esse elemento em seu corpo.

Além disso, o cloreto de magnésio ajudaria a melhorar a nutrição e a produção de energia, metabolizando carboidratos e proteínas. Por esse motivo, afirma-se que é aconselhável tanto para crianças como para adultos com alto gasto calórico diário, embora isso dependa de cada pessoa e deva ser avaliado por um profissional.

Porém, como mencionamos anteriormente, a comunidade médica e científica desencoraja fortemente esse tipo de uso. Em geral, uma alimentação balanceada é a melhor forma de garantir uma boa ingestão de magnésio pelo corpo.

Os 9 exercícios mais eficazes para ter pernas bonitas e nádegas firmes

Para todas as idades

A grande maioria das pessoas pode se beneficiar com o cloreto de magnésio, e não há contraindicações para nenhuma faixa etária, de acordo com a Clínica Mayo.

No entanto, a quantidade a ser ingerida pode variar de acordo com a necessidade, sendo até diferente em vários países, como Estados Unidos ou Canadá, conforme o mesmo laudo citado anteriormente. Portanto, é importante ter a aprovação de um médico antes de começar a incluí-lo na dieta alimentar.

Como e quando tomar?

Com o tempo, várias maneiras de usar suplementos de magnésio se tornaram populares. Embora o médico seja o único capaz de determinar a melhor opção para cada pessoa (bem como as proporções), estas são algumas possibilidades:

  • Dissolver o cloreto em água e tomar na quantidade que for necessária. O horário do dia pode variar de acordo com as características e preferências de cada pessoa.
  • Por cápsulas ou comprimidos.
  • Existem também outras formas de magnésio para quem não digere bem o cloreto: citrato (muito usado para constipação), lactato (com funções comprovadas para o sistema digestivo e metabolismo) ou carbonato.

A deficiência desse mineral é, segundo o Medline, rara. Os sintomas mais frequentes desses casos incluem vômitos, náuseas, fraqueza, fadiga e mal-estar geral.

Além disso, podem ocorrer complicações musculares como dormência, formigamento e cãibras ou até convulsões quando a deficiência é moderada. Finalmente, a deficiência de cálcio (hipocalcemia) ou o excesso de potássio (hipocalemia) pode resultar de deficiências graves de cloreto de magnésio.

This might interest you...

Alimentos ricos em proteínas vegetais ideais para veganos
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Alimentos ricos em proteínas vegetais ideais para veganos

Você sabe quais são os melhores alimentos ricos em proteínas vegetais? Eles são muito importantes em uma dieta vegana. Conheça-os neste artigo!