A água destilada é segura para o consumo?

A água destilada não é uma panacéia, mas também não é um líquido maligno. Embora não haja pesquisas suficientes a esse respeito, sabe-se que seu consumo tem prós e contras.
A água destilada é segura para o consumo?

Última atualização: 17 Novembro, 2021

Ninguém pode negar os benefícios de beber água. Da mesma forma, sabemos que por melhor que seja, a água deve ser submetida a um processo de purificação para consumo humano. Mas o que podemos dizer sobre a água destilada?

Existem vários mitos relacionados a ela. Alguns acreditam que, devido ao seu alto grau de pureza, ela é muito mais saudável. Outros, pelo contrário, acreditam que beber causa a explosão das células.

Nenhum desses mitos é verdade. O fato é que também não há pesquisas suficientes sobre o assunto e, portanto, algumas dúvidas permanecem.

O que é a água destilada?

De uma forma muito geral, a água destilada é um tipo de água purificada obtida por meio de um processo denominado destilação. Este processo remove até 99,9% das impurezas e contaminantes que costumam estar na água bruta.

Assim, ela é livre de bactérias, compostos inorgânicos dissolvidos e compostos químicos. Portanto, este tipo de líquido carece de minerais como sódio, cálcio e magnésio.

A destilação é um procedimento muito antigo, a ponto de Aristóteles fazer referência a ela. Atualmente, a água destilada é utilizada em experimentos de laboratório, na fabricação de produtos farmacêuticos ou como insumo para umidificadores.

A destilação pode ser feita em casa ou de forma industrializada. Às vezes, destiladores artesanais podem contaminar esse tipo de água. Hoje em dia, existem destiladores que adicionam minerais durante o processo para enriquecê-la e melhorar o seu sabor.

Umidificador que utiliza água destilada
Alguns umidificadores só suportam carregamento com água destilada, conforme orientação dos fabricantes.

Como ela é obtida?

Existem diferentes tipos de destilação, mas todos eles compartilham o mesmo princípio. Consiste em aquecer a água e levá-la à fervura, para que evapore. O vapor resultante é capturado e resfriado. Ao fazer isso, o vapor novamente se torna líquido. Este último processo é denominado condensação.

Ao aquecer a água e transformá-la em vapor, é possível coletar substâncias que fervem a uma temperatura mais baixa. Além disso, sobram resíduos no recipiente depois que a água evapora.

A destilação pode ser feita em casa, em panela e xícara, ou em alambique artesanal. Da mesma forma, esse processo é realizado em escala industrial com máquinas que controlam cada etapa e oferecem uma alta precisão.

Possíveis riscos de beber água destilada

A polêmica persiste diante dos benefícios e riscos da água destilada. Deve-se dizer que não foram feitas pesquisas suficientes a esse respeito, de modo que ainda há tópicos obscuros.

Porém, pode-se dizer que esse tipo de água não é prejudicial à saúde, mas também não gera um benefício específico.

As células explodem?

Existe um mito de que, ao beber água destilada, as células podem explodir. Em teoria, isso é possível, mas é praticamente impossível que aconteça. A razão pela qual se acredita que isso aconteça tem a ver com a pressão osmótica.

Em termos simples, o que se sugere é que esta água pode penetrar na membrana celular e acumular-se nelas, de tal forma que essa alta concentração as leve ao rompimento.

O que falha nesse raciocínio é o fato de a água destilada não chegar às células. Quando chega ao estômago, mistura-se com o suco gástrico e os alimentos, de forma que se associa a substâncias minerais. Portanto, não é mais destilada em seu sentido estrito.

A acidez da água destilada

A água destilada é mais ácida do que em seu estado natural. Sua composição significa que mais dióxido de carbono (CO2) pode se dissolver nela. O resultado é que ela adquire um pH menor, mas isso não significa que seja mais corrosiva para os dentes ou para o esôfago.

Em geral, essa acidez é inofensiva. No entanto, se consumida exclusivamente, existe o risco de acidose ao longo do tempo, que é o excesso de ácido no sangue.

Deficiência mineral

De maneira convencional, falamos da água como um composto de oxigênio e hidrogênio, representado na fórmula H2O. No entanto, a água em seu estado natural contém muito mais do que esses dois elementos, incluindo vários minerais e microrganismos.

Quando destilada, obtém-se água pura, com duas moléculas de hidrogênio para cada uma de oxigênio. No entanto, os minerais que são importantes para o corpo também são perdidos. Por isso, um dos mitos diz que a água destilada pode levar à anemia.

Isso não é verdade. Embora vários minerais não estejam presentes, a questão é que eles são obtidos mais com a dieta do que com a própria água. A única coisa que acontece é que este tipo de água terá um sabor diferente.

O consumo exclusivo é desencorajado

Não há evidências de que a água destilada cause problemas de saúde, nem provas de que ela seja benéfica. Não deve ser usada exclusivamente para beber ou preparar alimentos.

O baixo teor de nutrientes pode eventualmente desequilibrar o valor nutricional dos produtos alimentares. Existe a possibilidade de depleção ou privação de íons de potássio e sódio, o que pode levar a um desequilíbrio eletrolítico no corpo.

Dicas para usar a água destilada

Não há nenhuma razão óbvia para recomendar o consumo de água destilada, nem para não fazer isso. O indicado, em qualquer caso, é não fazê-lo exclusivamente.

Dito isso, a água destilada se sai muito bem em vários usos, como o seguinte:

  • Fórmulas lácteas infantis: se seu bebê usa fórmula infantil e sua imunidade está comprometida, é uma boa idéia prepará-la com água destilada.
  • Umidificador: em geral, os fabricantes apontam que esse tipo de água faz com que os umidificadores funcionem melhor e durem mais.
  • Neti Pot: este é um dispositivo para limpar os seios da face. Fazer isso com água destilada é mais seguro.
  • Ferros a vapor: tem sido indicado que este tipo de água preserva melhor os ferros a vapor e evita a acumulação de calcário.
  • Lavar os cabelos: pode beneficiar os cabelos devido à ausência de produtos químicos adicionais ao hidrogênio e ao oxigênio.

Por outro lado, não se deve esquecer que a água destilada pode incluir produtos químicos do recipiente em que é armazenada. Da mesma forma, não deve ser deixada sob a luz solar direta.

Água destilada em recipientes de plástico
Os recipientes que usamos para beber a água destilada podem lhe fornecer substâncias que haviam sido removidas pelo processo de destilação.

Água destilada para áreas de risco

A água destilada pode ser uma boa opção para quem mora em lugares onde a água da torneira não é segura. Se houver suspeita de que a água local está contaminada com agrotóxicos ou metais pesados, vale a pena destilar.

O importante para a saúde é beber muita água em geral. Uma melhora repentina ou dramática no estado de saúde não deve ser esperada pelo mero consumo de um líquido destilado.

Pode interessar a você...
A hidratação é essencial para o cérebro
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
A hidratação é essencial para o cérebro

Todos os órgãos precisam de água para funcionar corretamente. Por isso, você deve ter claro que a hidratação é essencial para o seu cérebro.



  • Trujillo, E., Martínez, V., & Flores, N. S. (2008). Ajuste del equilibrio químico del agua potable con tendencia corrosiva por dióxido de carbono. Información tecnológica, 19(6), 89-101.
  • Hidalgo Acosta, I. V., Mena Miranda, V. R., Fernández de la Paz, B., Heredero Valdés, M., & Ruiz Baldrich, W. A. (2005). Acidosis metabólica: un reto para los intensivistas. Revista Cubana de pediatría, 77(2), 0-0.